Em cinco anos, rede de calçados exclusivos projeta 300 lojas e faturamento mensal de R$ 250 milhões

Na infância, quando confeccionava roupas de bonecas com retalhos, Vera Frauzino não imaginava que um dia seria a responsável por criar os sapatos expostos nas vitrines das lojas da sua marca, Clube Debora Bertti, nome que homenageia sua filha.

Inspirados no mercado europeu, os modelos, exclusivos e fabricados pela própria marca, não conquistaram apenas clientes, mas empreendedores que escolheram a rede para investir e se tornar franqueados. E, mesmo em um cenário não tão favorável, a rede saltou de nove para 14 unidades.

Em 2020, logo após ter firmado parceria com os irmãos Leandro e Leonardo Castelo, Fundadores da 300 Franchising –  hoje a maior aceleradora de franquias do Brasil – e ingressado no segmento de franchising, três lojas da rede fecharam por conta dos decretos governamentais. “Para esse momento não ser ‘em vão’, os espaços passaram por reformas”, ressalta Vera. “Com apenas seis lojas funcionando, alcançamos um faturamento de R$ 5,9 milhões.”

Acompanhando os passos da mãe desde a fundação da loja, em 2000, a administradora Debora Bertti não está presente apenas no nome da marca. Atualmente, ela ocupa o cargo de CEO e está à frente das estratégias para manter um bom índice de vendas, mesmo durante a pandemia.

Para 2021, a meta que a empresária traçou junto à 300 Franchising é desafiadora: uma média de cinco unidades vendidas nos próximos nove meses, atingindo um faturamento de R$ 10 milhões até o final do ano.

“Não tenho dúvida de que essa parceria com a 300 Franchising será promissora”, acredita Debora. “Estamos preparados para superar concorrentes. Nos próximos cinco anos, seremos 300 lojas, com um faturamento mensal de R$ 250 milhões.”

A seu favor, a rede conta com o momento positivo do segmento. Segundo o relatório anual da ABF (Associação Brasileira do Franchising), o desempenho do setor de moda no franchising no último ano também se destacou, ocupando o quarto maior faturamento, somente atrás de alimentação, saúde e beleza e serviços.

Essa performance chamou a atenção dos irmãos Castelo. Os empresários que também são fundadores da Ecoville e Empreendedores do Ano pela Endeavor, são conhecidos no setor por acelerar franquias com bom potencial de expansão.

“O setor calçadista está com previsão de 19% de crescimento e pronto para recuperar qualquer prejuízo de 2020. Aliado a essa projeção, acreditamos que o Clube Debora Bertti tem as competências que tanto o consumidor final quanto o franqueador buscam: produtos de qualidade, um nome consagrado e modelos de negócio consistentes”, explica Leandro.

Deixe uma resposta