Selic a 3,5%: poupança tem o pior rendimento da renda fixa

Com a taxa Selic elevada a 3,5%, conforme decisão do Copom (Comitê de Política Monetária) nesta quarta-feira (5), como fica o rendimento dos investimentos em renda fixa? Para saber o impacto desta medida, o Yubb (https://yubb.com.br/), maior buscador de investimentos do país, realizou um levantamento com projeções dos principais ativos. Como destaque, a poupança nova continua como a opção com menor rentabilidade em todos os cenários.

Confira o levantamento completo:

 Rentabilidade BrutaRentabilidade  LíquidaRentabilidade  Real
** Poupança nova* 2,45%2,45%-2,47%
Poupança antiga*6,16%6,16%1,07%
Tesouro Selic3,40%2,72%-2,21%
CDB banco médio4,42%3,54%-1,43%
CDB banco grande2,72%2,18%-2,73%
LC4,76%3,81%-1,17%
LCA*3,33%3,33%-1,50%
LCI*3,47%3,47%-1,50%
RDB4,62%3,70%-1,28%
Debênture Incentivada*5,13%5,13%0,09%

* Investimentos isentos de imposto de renda

** Em 2012, o Banco Central redefiniu a remuneração da poupança para novos investidores.

No levantamento, para calcular a rentabilidade real dos investimentos, foi utilizada a inflação (IPCA) projetada para 2021 de 5,04% – divulgada no Boletim Focus do dia 03/05/2021.

“O cenário de investimentos em renda fixa continua bastante desafiador para o investidor brasileiro. Mesmo com a alta da Selic, vemos que a maior parte dos investimentos tende a perder para a inflação projetada para o ano de 2021. Com isso, a diversificação em outras classes de ativos é cada vez mais importante e não pode ser negligenciada pelos investidores”, explica Bernardo Pascowitch, fundador do Yubb.

Para Bernardo, este cenário gera pressão ao investidor, que precisa superar a inflação – hoje com projeções de 5,04% para 2021. “Ter um rendimento abaixo da inflação é, literalmente, perder dinheiro. É fazer com que o seu dinheiro não renda o mínimo para compensar o aumento dos preços na economia. Em outras palavras, se o valor investido render menos do que a inflação, a mesma quantia não comprará no futuro o que pode comprar hoje”.

Deixe uma resposta