Governo do Ceará e Prefeitura subsidiarão passagens em Fortaleza para evitar aumento de tarifa no transporte público

A tarifa do transporte público em Fortaleza vai para mais um ano sem aumento, fruto de uma parceria entre Governo do Ceará e Prefeitura, que subsidiarão parte das passagens mensalmente com um aporte de R$ 4 milhões, divididos igualmente entre as partes. A informação foi dada na manhã desta terça-feira (11) pelo governador Camilo Santana (PT) e o prefeito José Sarto (PDT), acompanhados da vice-governadora Izolda Cela.

A medida é mais uma ajuda à população neste momento de perdas financeiras por conta da pandemia, informou Camilo Santana. “Vamos subsidiar a tarifa da passagem de ônibus do transporte coletivo de Fortaleza para evitar que tenha aumento para o trabalhador e a trabalhadora cearenses e . Vamos subsidiar essa tarifa este ano por conta da pandemia e evitar mais gastos à população de Fortaleza”, comentou o gestor estadual.

Segundo Sarto, a capital cearense vai para o terceiro ano consecutivo sem onerar a passagem. “O último (aumento) foi em 2019, portanto, já são três anos sem aumento e Prefeitura e Governo do Estado vão aportar recursos para que não haja aumento”, disse José Sarto, que ressaltou que “Fortaleza é uma das poucas capitais do Brasil que não aumenta (a tarifa) e, além disso, tem uma das menores do sistema integrado de bilhete único do Brasil”.

Agora, governador e prefeito irão enviar para Assembleia Legislativa e Câmara dos Vereadores, respectivamente, uma mensagem para que os parlamentares autorizem o aporte financeiro a ser feito pelos dois Executivos.

Frota Extra

Fora esse aporte para custear parte das passagens, Estado e Município já vêm pagando, desde o início do ano, uma frota extra de ônibus na Capital para diminuir aglomerações nos horários de maior movimentação de passageiros. “São 200 ônibus extras que estão circulando naquele horário que vai das 5h às 7h da manhã e no finalzinho da tarde. Isso ajuda a combater a circulação viral, porque diminui a aglomeração”, destacou o prefeito de Fortaleza.

Somados esses dois auxílios, o montante a ser gasto em 2021 para melhorar as condições do transporte público em Fortaleza chegará perto do R$ 50 milhões, confirmou o governador. “O que nós estamos pagando de ônibus extra e para garantir que não haja aumento (da tarifa) é algo em torno de R$ 48 milhões”, detalhou Camilo Santana. Ele informou ainda que o preço do Metrô de Fortaleza se manterá o mesmo e que a operação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) Parangaba-Mucuripe permanecerá gratuita.

Cuidados

Mesmo com os números de casos e óbitos causados pela pandemia do Coronavírus apresentando uma queda no Estado, o governador lembrou à população que ainda é preciso manter os cuidados neste momento de reabertura da economia para que não haja retrocesso nesse processo. Camilo Santana pediu que todos continuem usando máscara, evitando aglomerações e cuidando do hábito de higienizar as mãos.

“Continuamos em uma pandemia que tem trazido uma variante mais forte, e é preciso que todos os cearenses tenham muita precaução para que a gente possa proteger as pessoas que amamos. O Estado e a Prefeitura têm feito um esforço enorme de ampliação dos leitos e também da vacinação, que é a única forma que nós temos de superar essa pandemia e voltarmos à normalidade”, finalizou Camilo Santana.

Deixe uma resposta