Plataforma oferece cursos gratuitos e oportunidades para migrantes empreendedores

Empreendedorismo e a manutenção dos pequenos negócios são atividades cada vez mais buscadas pelos migrantes no Brasil. Com o objetivo de oferecer conteúdo em espanhol e oportunidade de crescimento para microempreendedores venezuelanos e para migrantes de outros países vizinhos que residam no Brasil, a Aliança Empreendedora e a Organização Internacional para Migrações (OIM) lançam a plataforma Estamos Juntos. O site oferece cursos gratuitos, vídeoaulas, artigos e ferramentas de gestão dos negócios.

O conteúdo exclusivo sobre dicas de como gerenciar um negócio em tempos de crise é fornecido em espanhol e disponibiliza certificado aos participantes. Grande parte dos migrantes que buscam empreender no Brasil e que podem ter acesso ao curso vêm da Venezuela, porém o conteúdo beneficiará outros migrantes de países latino-americanos que se estabelecem no Brasil, vindos de países como Bolívia, Equador, Peru, Colômbia e Chile, entre outros. “Ter uma plataforma de cursos 100% online para pessoas que possuem o espanhol como língua materna e vivem no Brasil é muito positivo para a manutenção dos negócios. Além da facilidade com a língua, os conteúdos foram pensados exclusivamente para os desafios que enfrentam por serem de outras nacionalidades, como as diferenças culturais e dos seus direitos e deveres por empreenderem no Brasil”, comenta a coordenadora do projeto, Cristina Filizzola.

Impacto da pandemia

Pesquisa realizada, entre os meses de maio e julho de 2020, pela PUC Minas em parceria com a Unicamp constatou que os setores que os migrantes mais atuaram antes da pandemia foram o de serviços e comércio. No período, os entrevistados afirmaram que tiveram seus rendimentos afetados pela crise, cerca de 57% disseram que a renda que conseguiam gerar estava muito abaixo dos seus gastos, e só 17% responderam que o que ganham era o suficiente para pagar as contas. Para a gestora sênior de programa da OIM, Michelle Barron, a plataforma pode oferecer novas oportunidades no período de crise. “Esperamos que a plataforma seja disseminada em todas as regiões do país para venezuelanos e migrantes de países vizinhos que buscam desenvolver suas capacidades empreendedoras e assegurar sua autonomia econômica para a nova vida no Brasil, ao mesmo tempo contribuindo com as comunidades de acolhida”, explica.

Como administrar seu negócio durante a crise

O curso Empreender no Brasil: como administrar seu negócio durante a crise” já está disponível. Nas aulas, são apresentadas informações sobre o empreendedorismo no Brasil, como gerenciar finanças em tempos de crise, acesso ao crédito, vendas online, entre outros temas. “A plataforma é acessível para qualquer pessoa que deseje se registrar. Todo o material disponibilizado é direcionado para pessoas iniciantes no empreendedorismo, assim como para aqueles que já possuem seu próprio negócio”, reforça Cristina.

A plataforma é desenvolvida no âmbito do projeto Oportunidades, implementado pela OIM com o apoio financeiro da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).

Saiba mais: https://aliancaempreendedora.org.br/tamojunto/es/

Empreendedores brasileiros

O “Estamos Juntos” é a versão em espanhol do “Tamo Junto”, um programa da Aliança Empreendedora, criado em 2014, que tem o objetivo de capacitar, de forma online, pequenos e microempreendedores brasileiros e hoje possui mais de 90.000 pessoas conectadas.

Sobre a Aliança Empreendedora:

Organização social fundada em 2005 que apoia empresas, organizações sociais e governos a desenvolver modelos de negócios inclusivos e projetos de apoio a microempreendedores de baixa renda, ampliando o acesso de microempreendedores em vulnerabilidade à conhecimento, redes, mercados e crédito para que desenvolvam ou iniciem seus empreendimentos. A Aliança Empreendedora gera novas oportunidades de negócios, trabalho e renda através do empreendedorismo, promovendo inclusão e desenvolvimento econômico e social. Já apoiou mais de 100 mil microempreendedores a iniciar ou desenvolver seus negócios.

Para isso, capacita e apoia gratuitamente microempreendedores formais e informais em comunidades de baixa renda, co-criando protagonismo econômico e social, em parceria com empresas, governos, organizações sociais e interessados na causa.

Para mais informações: http://aliancaempreendedora.org.br

Sobre a OIM:

Estabelecida em 1951, a Organização Internacional para as Migrações (OIM), a agência das Nações Unidas para as migrações, é o principal organismo intergovernamental no campo da migração e trabalha em estreita colaboração com parceiros governamentais, intergovernamentais e não-governamentais.

Contando com 173 estados-membros, 8 estados observadores e escritórios em mais de 100 países, a OIM dedica-se a promover uma migração segura, ordenada e digna para o benefício de todos. Isso é feito fornecendo serviços e consultoria para governos e migrantes. No Brasil, a OIM possui sua sede em Brasília e está presente em outras 11 cidades: Belém, Belo Horizonte, Boa Vista, Curitiba, Florianópolis, Manaus, Pacaraima, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Deixe uma resposta