Camila Pitanga é uma das atrações do Dramaturgia Encena, do Sesc-CE

A próxima edição do Dramaturgia Encena, do Sesc em Fortaleza, amanhã (18.5, terça-feira) terá programação totalmente voltada para a discussão das configurações e das figurações da feminilidade e da maternidade contemporânea. Com o tema “Dramaturgia e memória: uma poética dos afetos”, a ação pretende buscar, através da cultura e do fazer o artístico, o entendimento de como se dá a relação da figura materna e a repercussão e ressonância da vivência desta na vida e sociedade.  

Um dos destaques da programação é a performance dramática a partir do espetáculo “Matriarquia (Em Processo)”, com Camila Pitanga. Criado pela atriz, em parceria com a preparadora vocal Lucia Gayotto, a dramaturga e roteirista Dione Carlos e a diretora Cristina Moura, este trabalho surgiu a partir do encontro dessas mulheres, entre percepções e experiências, vivenciadas neste mundo em tempos de pandemia.  

Pensada como “poema cênico musical performático”, Camila Pitanga, acompanhada do musicista Luiz Gayotto, interpreta a agente de saúde Stela, uma mulher que, submetida a um constante estado de vigília, passa a ter delírios auditivos, reencontrando a própria mãe no fundo de suas memórias e dialogando com a filha, momento em que a narrativa da personagem atravessa e conecta-se às memórias da própria atriz. “Quem me conhece, pode reconhecer fatos da minha história, mas ‘Matriarquia’ é uma voz universal. Quem nunca se trancou no quarto ou não teve dificuldades de comunicação?”, questiona a atriz.  

A apresentação acontecerá no dia primeiro de junho, às 19h, no Youtube do Sesc Ceará. Em seguida, Camila Pitanga e Cristina Moura irão participar de um bate-papo sobre o processo criativo da obra, com mediação de Lorena Wendt, gerente do Sesc Fortaleza, através do Instagram @lorenawendt, @caiapitanga e @cristinamourareal. Além disso, no dia 02 de junho, às 19h, haverá um segundo bate-papo, com Camila Pitanga, Dione Carlos e Lucia Gayotto e mediação de Cleudivan Noronha, supervisor de cultura do Sesc Fortaleza. Transmissão: Instagram @sescce, @caiapitanga @dionecarlos7 @lucia.gayotto.   

Protagonismo feminino  

Quem também está na programação do Dramaturgia Encena de maio é o grupo “Manada Teatro”, que apresentará, no dia 21, às 19h, o trabalho “Aquelas Que Não Estão Mais”. O espetáculo remonta a história de Maria de Bil, santa popular da cidade de Várzea Alegre, Ceará, assassinada em 1926 pelo seu “companheiro”. Ela, então, foi transformada em mártir e, até hoje, é ícone de devoção do povo da região. Já às 20h, o público também poderá participar do bate-papo com os artistas, com transmissão pelo Instagram @sescce e mediação da técnica de cultura do Sesc Fortaleza, Wilquelina Ponciano. 

Os amantes da dramaturgia também terão a chance de conferir, no dia 25, o projeto “Medeia por Consuelo de Castro”, da Cia BR116. Trata-se de um teatro filme, dirigido por Gabriel Fernandes e Bete Coelho, que por sua vez também interpreta Medeia nesta tradução de Consuelo de Castro (1946-2016), uma das maiores escritoras e dramaturgas do Brasil. Sucesso de crítica e público, o espetáculo foi o vencedor do Prêmio Shell de melhor direção para Daniela Thomas e recebeu indicações de melhor atriz para Bete Coelho e melhor trilha para Felipe Antunes.  

O Dramaturgia Encena trará ainda o espetáculo “Ogroleto”, do grupo Pavilhão da Magnólia. Voltado para o público infantil, a encenação, que poderá ser vista no dia 18, apresenta a história de uma criança que descobre que é diferente das outras. Prestes a ir à escola pela primeira vez, ela conta com a ajuda de sua mãe para enfrentar todos os sentimentos desse novo momento de descobertas. 

Sobre o Dramaturgia Encena 

A ação consiste em reunir e disseminar obras multiplicadoras da dramaturgia teatral através de performances encenadas de textos dramáticos urgentes, pulsantes e necessários para atualidade. O objetivo é envolver artistas e grupos do cenário artístico do âmbito nacional, a partir da criação de soluções inovadoras e viáveis para o trabalho continuado desse segmento, assim como também possibilitará ao público a apreciar e a vivenciar a arte de maneira viva e criativa através de novas formas de acesso e de interação. Atualmente, é realizado no formato 100% online. Vale destacar que todos os espetáculos são acessíveis para pessoas surdas com tradução simultânea em Libras

Performance Dramática a partir do espetáculo “Ogroleto”, do Pavilhão da Magnólia 

Dia: 18/05 

Horário: 19h 

Local: Instagram @sescce 

Bate-papo com mediação de Leuise Furtado, professora de teatro do Sesc Fortaleza: 20h, pelo Instagram @sescce 

Performance dramática a partir do espetáculo “Aquelas Que Não Estão Mais”, com o grupo Manada Teatro 

Dia: 21/05 

Horário: 19h 

Local: Youtube do Sesc Ceará 

Bate-papo com mediação de Wilquelina Ponciano, técnica de cultura do Sesc Fortaleza: 20h, pelo Instagram @sescce 

Performance dramática a partir do espetáculo “MEDEIA POR CONSUELO CASTRO”, da CIA BR116 

Dia: 25/05 

Horário: 19h 

Local: Youtube do Sesc Ceará 

Bate-papo com mediação de Cleudivan Noronha, supervisor de cultura do Sesc Fortaleza: 20h, pelo Instagram @sescce 

Performance dramática a partir do espetáculo “Matriarquia (Em Processo)”, com Camila Pitanga 

Dia: 01/06 

Horário: 19h 

Local: Youtube do Sesc Ceará 

Bate-papo 1: Camila Pitanga e Cristina Moura, com mediação de Lorena Wendt, gerente do Sesc Fortaleza: 20h, pelo Instagram @lorenawendt, @caiapitanga e @cristinamourareal 

Bate-papo 2: Camila Pitanga, Dione Carlos e Lucia Gayotto, com mediação de Cleudivan Noronha, supervisor de cultura do Sesc Fortaleza 

Dia: 02/06 

Horário: 19h 

Local: Instagram @sescce, @caiapitanga, @dionecarlos7 e @lucia.gayotto

Deixe uma resposta