Indústria automotiva conta com incentivos para inovar

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) está reforçando atuação de fomento à inovação no segmento automotivo. Ao todo, foram 84 projetos nesta área beneficiando 120 empresas, desde startups até as grandes montadoras multinacionais, alavancando um total de R$ 97 milhões em investimentos no setor.

Desde 2019, a organização social que tem contrato de gestão com os ministérios de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Educação (MEC) e Saúde (MS), é coordenadora de Programa Prioritário do Rota 2030, política do governo federal em apoio à cadeia de fornecedores do setor em todo o Brasil. Para este segmento, contabiliza 34 projetos contratados e mais de R$ 36 milhões investidos em projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), que incluem conectividade, biocombustíveis, inteligência artificial, materiais, sensores e inteligência, entre outros. No âmbito do programa, a Embrapii já entregou à indústria dois projetos com a Usiminas, por exemplo.

Segundo a Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores – o Brasil é o nono maior em produção de autoveículos no ranking global, mas apenas o 26º na lista de exportadores em valores, além de estar na penúltima posição entre os 18 países em desenvolvimento quando o assunto é competitividade.

O diretor de Operações da Embrapii, Carlos Eduardo Pereira, acredita que a inovação é uma importante ferramenta para fortalecer a indústria nacional e para acompanhar as mudanças e o desenvolvimento global do setor. “Estamos vivendo um momento de remodelação da forma como as pessoas se locomovem, demandas relacionadas a tecnologias verdes e conectividade crescem ano após ano. Para a indústria automotiva atender essa tendência de mercado, é necessário inovar. As Unidades Embrapii têm competência técnicas para contribuir nesse processo”, destaca.

Para as propostas específicas no âmbito do Rota 2030, a Embrapii tem uma linha especial de financiamento que pode chegar a até 50% do valor total do projeto. Das 64 Unidades que fazem parte da rede da instituição, 30 atuam com projetos de mobilidade e logística.

Conheça alguns projetos desenvolvidos na área automotiva

Robô Snake

Com movimentos flexíveis, semelhantes ao de uma cobra, a tecnologia do robô Snake promete revolucionar a indústria automotiva. Diferentemente de outros robôs que, atualmente, operam na linha de montagem, ele é capaz de alcançar locais de difícil acesso em espaços restritos para desempenhar diferentes funções como inspeção de soldas, aplicação de selantes, pinturas e outros tipos de análises de vídeo, por meio de uma câmera instalada em sua extremidade. O projeto é uma parceria com a multinacional General Motors e foi desenvolvido por pesquisadores da Unidade Embrapii ISI Laser, em Joinville, Santa Catarina.

Eletropostos

Para que os veículos totalmente elétricos ganhem popularidade no Brasil, é fundamental o desenvolvimento de uma rede de abastecimento qualificada que permita ao motorista recarregar seu automóvel rapidamente para seguir viagem. Pensando nesta questão, a Embrapii apostou na ideia da criação de eletropostos, mas que tenham tecnologia 100% nacional, o que aumenta o custo-benefício e movimenta a economia brasileira. O projeto é desenvolvido pela uUnidade CPqD, em Campinas (SP), em parceria com a empresa PHB Eletrônica.

Check-up veicular

Em parceria com a startup Wings, de Pernambuco, a Embrapii e os pesquisadores da Unidade Embrapii Cesar desenvolveram o assistente veicular: V@I, dispositivo pessoal que entrega informação segura e precisa, como indicações de falhas e aspectos da saúde do carro em tempo real, evitando prejuízos causados pela falta de manutenção do carro, localização, alertas de revisão periódica, hábitos de direção, cerca eletrônica, além de gerar dados para que as concessionárias possam oferecer serviços mais personalizados aos donos de veículos.

Deixe uma resposta