Especialista aponta benefícios na adoção de podcasts como recursos de comunicação

Qual a forma que mais atinge pessoas quando se quer comunicar uma ideia, um ensinamento, produto ou serviço? Todos parecem entender que algo que o ser humano faz há milênios é, ainda hoje, a melhor maneira: falar.

A comunicação através da fala foi o que trouxe a humanidade até aqui. Com certeza, existem pessoas com deficiência ou que simplesmente preferem ler, mas o hábito primitivo de falar, ainda é considerado a melhor forma de comunicação, considerando ainda que quando comunicamos por meio da fala, não há margem para interpretações equivocadas.

Com taxas de megabytes cada vez maiores, a velocidade oferecida pela internet é capaz de tornar a fala o mais rápido caminho para o objetivo, seja informar, distrair-se, vender ou comprar.

E os podcasts?

Os podcasts são uma junção de tudo aquilo que agrada ao ouvinte, num único lugar em que você pode ouvir quando quiser e onde estiver. É a evolução natural de programas de rádio, blogs, shows e, agora, serviços. 

Natural é o avanço das empresas que podem utilizar o podcast como estratégia de marketing, atingindo um nicho de público que antes não poderia. 

Uma dessas empresas é a Clikss Brasil, especializada em serviços digitais, que adotou o formato para transmitir conhecimento.

“No mundo atual é preciso investir em conhecimento, e no que diz respeito a serviços digitais, somos um dos pioneiros no mercado brasileiro”, afirma o CEO da Clikss Brasil e especialista em gestão de negócios digitais, CR.Andrade.

A empresa investiu nos mais modernos equipamentos e profissionais para poder produzir e transmitir um podcast robusto, “com conteúdo interessante para nossos clientes, para profissionais da área e empresários”, esclarece CR.Andrade.

Funciona assim: independente da complexidade do negócio, a pessoa autoridade no assunto, comunica, por meio da fala, aquilo que o seu serviço faz, oferecendo detalhes que não são entendidos de imediato pelo público-alvo se o material fosse simplesmente escrito. “Depois que gravamos o podcast com esse profissional, conseguimos transformar aquilo que foi dito por ele em texto e desmembrar para diversas peças de comunicação, que também podem ser impressas ou virtuais, e ranqueá-las, de acordo com as técnicas e ferramentas destinadas para isso, visando o maior alcance nas mídias digitais”, conta CR.Andrade.

Podcast nos negócios

Transformar estratégias em algo que seja o que o público quer ouvir é desafio das empresas que utilizam o formato. “O que queremos é ter um conteúdo que sustente o formato e que seja legal para o ouvinte. Ele deve ser pensado para o público, diferente de outras mídias digitais que há como influenciar. Sem uma conversa agradável, sem conteúdo relevante e sem que isso possa ser empregado de fato na vida de uma pessoa, nenhum podcast fará sentido”, diz o especialista.

A empresa precisa recriar suas estratégias e introduzir em seu escopo algo que as pessoas queiram vivenciar, que elas entendam que aquilo é algo necessário em suas vidas e de seus negócios. 

“Hoje o tempo tem um preço valioso para as pessoas, então ele precisa ser de valor para o ouvinte, agregar em suas profissões ou vidas”, relata o empresário.

A ferramenta na prática

O primeiro passo para começar um podcast, segundo o especialista CR.Andrade, é um planejamento: “É preciso planejar desde a infraestrutura, equipamentos, pessoas e o principal: o tema do podcast. Sem isso definido, fica mais complicado ter os resultados esperados e será cada vez mais frustrante”.

O investimento inicial dependerá da estrutura disponível e do equipamento que se pretende utilizar. Ele pode facilmente ultrapassar a casa dos 50 mil reais.

Além disso, é preciso definir a temática de seu podcast e realizar pesquisas de público e de interesse. 

“Simplesmente definir o tema não é o problema, você precisa definir seu público e como encontrá-lo. Para podcasts você precisa entender o meio de distribuição e como ele está relacionado ao seu ouvinte potencial”, esclarece CR.Andrade.

Uma alternativa é procurar empresas especializadas, como a própria Clikss Brasil, que já possui os equipamentos e a estrutura adequada para as transmissões e gravações.

“O custo é ainda mais reduzido com o aluguel do espaço e do equipamento, além do suporte para questões técnicas e reposição dos equipamentos. O tempo entre o planejamento e a execução é reduzido pela metade”, explica CR.Andrade.

Os benefícios do Podcast

Sendo bem planejados, os podcasts podem ser o meio mais eficiente e portátil de se comunicar uma ideia ou um produto. Para CR.Andrade, “é possível plantar uma ideia, pois podemos falar sobre aquilo, de forma que o texto ou um anúncio visual não pode. Há o feeling, além de, é claro, uma boa estratégia”.

Confira alguns dos benefícios da adoção do podcast por pessoas, blogs ou empresas:

  1. É eficiente: A forma de comunicar algo através da fala é muito mais eficiente que a produção de conteúdo que pode levar horas, dias ou meses;
  2. Fácil de consumir: O consumo do podcast é simples e pode ser feito em qualquer lugar, smartphone, tablet ou desktop;
  3. Reduz custos: O público que você irá atingir garante que os custos com outras mídias sejam reduzidos, uma vez que a mensagem seja executada de forma a convencer mais pessoas acerca de seu produto;
  4. Agrega conhecimento: Numa organização o podcast ajuda não somente o ouvinte externo como também o público interno, “você pode fazer com que seu empregado que será entrevistado ou falará no podcast precise estudar assuntos e assim ele poderá expandir sua visão de si e da empresa, colaborando com processos e outras questões” conclui o especialista.

Deixe uma resposta