Média mensal de movimentação do Porto do Pecém aumenta mais de 226 toneladas

As expectativas para 2021 no Porto do Pecém, no litoral oeste do Ceará, são positivas: o terminal movimentou 6.750.210 toneladas nos quatro primeiros meses desse ano. Assim, atingiu a média mensal de 1.687.553 toneladas – número superior às médias registradas em 2020 (1.461.074 toneladas) e em 2019 (1.198.284 toneladas), ano em que o terminal portuário do Pecém registrou sua melhor movimentação anual da história com 18,1 milhões de toneladas movimentadas.

2019 = 1.198.284 toneladas de média mensal

2020 = 1.461.074 toneladas de média mensal

2021 = 1.687.553 toneladas de média mensal*

(*entre janeiro e abril de 2021)

Movimento mensal

No mês de abril o Terminal Portuário do Pecém registrou a movimentação de 1.755.049 toneladas. Comparando com o mesmo mês do ano anterior, esse desempenho resulta em um crescimento de 44%. Ainda comparando com 2020, os desembarques que somaram 1.115.235 toneladas, foram 36% superiores e os embarques, que totalizaram 639.814 toneladas, aumentaram 62%.

Movimento acumulado

A movimentação acumulada do Porto do Pecém em 2021 resulta em 6.750.210 toneladas, 16% maior que o mesmo período de 2020, quando foram registradas 5.844.296 toneladas. Os desembarques em 2021 (4.671.235 t) foram 20% maiores em relação a 2020 (3.892.545 t). Já os embarques registraram alta de 7% na comparação entre 2020 (1.951.751 t) e 2021 (2.078.975 t).

Movimento por navegação

A navegação de cabotagem totalizou 3.757.010 t, resultado 25% maior em 2021, considerando 2020. Nos desembarques de cabotagem os principais produtos movimentados foram minérios (1.337.028 t); combustíveis minerais (372.304 t); cereais (181.645 t); e ferro fundido (169.637 t). Já os embarques de cabotagem tiveram como destaques: ferro fundido (370.628 t); sal (176.357 t); combustíveis minerais (128.199 t); e produtos da indústria de moagem (65.948 t).

A navegação de longo curso totalizou 2.993.200t, resultado 6% maior em 2021, considerando 2020. O Granel Líquido participou com 1.895.159 t (63%); a Carga Solta com 739.364 t (25%); o Granel Sólido com 199.060 t (7%); e a Carga Conteinerizada com 159.618 t (5%). Nos desembarques de longo curso os principais produtos movimentados foram combustíveis minerais (1.733.709 t), ferro fundido (173.871 t), minérios (111.077 t) e máquinas (7.349 t). Os embarques de longo curso tiveram como destaques: ferro fundido (572.632 t); combustíveis minerais (111.034 t); minérios (109.500 t) e frutas (71.477 t).

Deixe uma resposta