Como integrar novos funcionários em tempos de pandemia e home office

Quem nunca teve um primeiro dia de trabalho estressante? É difícil encontrar quem não tenha uma história como as seguintes para contar: saiu de casa mais cedo do que o necessário para estar no escritório no horário e ainda assim se atrasou porque não conhecia bem o trajeto, pegou chuva no caminho e chegou no trabalho com a roupa toda molhada ou precisou esperar horas para ter um computador e uma mesa para usar.

A boa notícia para os profissionais que estão trabalhando em home office durante a pandemia (e para os muitos que devem continuar assim mesmo quando ela acabar) é que situações constrangedoras como essas não vão mais acontecer tão cedo.

De acordo com o relatório “The Portrait of a Pandemic at Work” (em português, “O Retrato da Pandemia no Trabalho”), divulgado no segundo semestre de 2020 pela Udemy, o maior destino do mundo para cursos online, 48% dos profissionais americanos considerariam deixar os seus empregos se as empresas nas quais trabalham não oferecessem opções de trabalho flexíveis.

Além disso, uma experiência positiva de integração pode aumentar a retenção de novos contratados em 82% e elevar a produtividade em mais de 70% – segundo o “The Definitive Virtual Onboarding Guide for Distributed Teams” (em português, “O Guia Definitivo para Integração de Times Distanciados”), produzido pela Udemy no começo deste ano. Por isso, inclusive para os profissionais em home office, a experiência de integração é fundamental.

Mas como fazer isso bem de forma remota? O guia da Udemy diz que as empresas e os seus times de RH devem considerar três pontos ao adaptarem para o home office a integração de novos funcionários.

São eles: 1) incentivar os novos contratados a estabelecerem conexões sociais na empresa e também a tirarem períodos de tempo para se desconectar, com o objetivo de não se sentirem isolados nem esgotados; 2) ajudar os funcionários a conhecerem a cultura da empresa e 3) criar documentos claros e atribuir tarefas corretamente para que os funcionários otimizem o próprio tempo e confiem na empresa.

A instrutora de RH na Udemy e na Udemy for Business Ana Cristina Moraes dá uma dica prática para integrar novos funcionários nos tempos de pandemia e home office que estamos vivendo: enviar para a casa do contratado um kit de boas-vindas (por exemplo, uma caixa de café da tarde com o logotipo da empresa) para ser consumido durante a reunião de integração, que deve incluir colegas e chefes com quem a pessoa conviverá no dia a dia.

Outras dicas da instrutora são designar um “padrinho” ou uma “madrinha” para acompanhar o novo contratado durante os seus primeiros 90 dias na empresa, enviar para o recém-chegado um material com as informações principais sobre a empresa e a área e oferecer treinamentos rápidos sobre temas com os quais ele irá se deparar no novo cargo, tanto ministrados por pares e colegas de áreas relacionadas como oferecidos por plataformas de cursos online, como a Udemy.

Por fim, Ana Cristina enfatiza a importância da empatia no trato com os funcionários (novos e antigos) nos tempos atuais. “Ela reforça a marca empregadora, diminui ruídos na comunicação interna e ajuda na manutenção da cultura organizacional”, afirma ela. “Todos nós estamos passando por momentos de incerteza atualmente e contar com o apoio da empresa em que trabalhamos é muito bom.”

Deixe uma resposta