Anvisa autoriza importação temporária de vacinas por consórcio de Estados do Nordeste

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (sexta, 4.6) a importação e o uso temporário das vacinas Convaxin e Sputnik V no Brasil.

A informação é do site Brasil 247:

Participaram da sessão extraordinária da Anvisa os diretores Alex Machado Campos, Rômison Rodrigues Mota, Cristiane Rose Jourdan Gomes, Meiruze Sousa Freitas e o presidente Antonio Barra Torres.

“Destaco que fica autorizada a importação excepcional e temporária do seguinte quantitativo, correspondente a doses para imunização de 1% da população nacional, dentro do cronograma enviado pelo Ministério da Saúde: 4 milhões de doses”, afirmou Alex Machado Campos.

Os governadores dos estados do Nordeste assinaram contratos individuais com o Fundo Soberano Russo para a compra de um total de 37 milhões de doses da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Moscou para combater a covid-19.

A quantidade de doses é proporcional à população de cada estado, de acordo com o governador do Piauí Wellington Dias (PT). No caso do Maranhão, por exemplo, o governador Flávio Dino (PCdoB) revelou em seu perfil oficial no Twitter ter comprado mais de 4,5 milhões de vacinas.

Leia a íntegra aqui.

Deixe uma resposta