Bicicleta ganha espaço no gosto da população brasileira e vendas avançam

A venda de bicicletas em 2020 teve aumento de 50% em relação ao ano anterior, segundo dados da Aliança Bike, associação que reúne 3/4 dos fabricantes, montadores e importadores de bicicletas no Brasil. A explosão de vendas ocorrida no último ano, e que continua em 2021, se deu em razão de diversos fatores somados, incluindo o fechamento das academias e a dificuldade na utilização do transporte público em razão da pandemia.

Segundo Josivan Alencar, da GTSM1, uma das maiores montadoras de bicicletas no país, o brasileiro percebeu que a bicicleta é uma ótima alternativa às academias, que durante a pandemia fecharam suas portas. “A bicicleta proporciona uma experiência única ao ar livre, por isso é uma ótima opção para o lazer, para os exercícios físicos e também como meio de transporte”, comenta.

O empresário também afirma que o aumento do número de ciclovias nas cidades tem incentivado as pessoas a procurarem mais as bicicletas, já que pedalar nos centros urbanos ficou mais seguro. Josivan acredita que este crescimento não é passageiro, afirma que o ano de 2021 continua muito promissor para o mercado de bicicletas e que novos consumidores estão surgindo a cada dia, conquistados pelo prazer de pedalar.

A GTSM1 teve um aumento de 70% nas vendas de bicicletas em 2020 e espera que este crescimento continue pelos próximos anos. A empresa continua investindo no setor e está preparando para os próximos meses a abertura de uma Loja Conceito na Marginal Tietê, em São Paulo, com outlet, lanchonete, área para testes, oficina e showroom.

Deixe uma resposta