Susep lança edital para segunda edição do Sandbox Regulatório

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) publicou Consulta Pública para o novo edital do seu Sandbox, projeto de inovação para o setor de seguros do País. A primeira edição, no ano passado, selecionou 11 projetos voltados para a inovação de produtos e serviços no mercado de seguros. Parte dos projetos selecionados já virou realidade com a criação de seguradoras digitais em operação. Desta vez, poderão ser selecionados até 15 projetos

Além de capital mínimo requerido ajustado e proporcional ao Sandbox regulatório e à temporariedade da autorização, o projeto estabelece, ainda, outras facilidades, como a atuação em uma nova plataforma de comunicação tecnológica com a Susep e a redução do número de auditorias exigidas e do custo regulatório de forma geral. 

Após a aprovação, a Susep concederá uma autorização para que essas empresas possam operar no setor de seguros com regras diferenciadas por 36 meses. O foco do Sandbox Regulatório está em produtos massificados de curto prazo e, com isso, estão excluídos os segmentos de previdência, resseguros, grandes riscos e responsabilidade civil, por exemplo. 

A superintendente da Susep, Solange Vieira vê os avanços que o projeto propicia como como uma oportunidade estratégica para a inovação no setor: “O Sandbox é um importante passo para o setor e já podemos ver resultados com as empresas que estão operando. Nossa intenção com essa nova etapa é avançar no apoio ao desenvolvimento e inovações no mercado, permitindo novos entrantes e trazendo mais tecnologias, mais investimentos e mais acesso do seguro para a população”, afirma. 

Entre as atividades que o Sandbox trouxe para o mercado de seguros brasileiros, está a oferta de coberturas contra furto simples de celular. Ainda no segmento mobile, outra novidade é a utilização de inteligência artificial na análise de processos de ativação do seguro pelo cliente, com pagamentos de indenizações em segundos. 

De acordo com o diretor da Susep Eduardo Fraga, que está liderando as equipes do Sandbox, a primeira edição do programa viabilizou também inovações para o consumidor nos segmentos de vida, acidentes pessoais e automóvel on demand, além de soluções digitais para empresas em ecossistemas de mobilidade, deliveryfintech e-commerce. “Acreditamos que teremos mais soluções inovadoras e focadas em novas demandas dos mercados de seguros com esse novo edital”, diz. 

A Consulta Pública receberá sugestões até o dia 17 de  junho e pode ser acessada aqui

Deixe uma resposta