Aplicativo lança ferramenta para monetização de podcasts privados

O CastHood, aplicativo especializado em serviços para podcasts com soluções tanto para monetização quanto interação com os ouvintes, lança um recurso inédito no mercado para proporcionar uma nova fonte de receita aos casters brasileiros. Com o recurso “Podcast Privado”, criadores de conteúdo passam a contar com uma ferramenta que permite a distribuição do áudio somente para seus membros, possibilitando a monetização dos canais por meio da cobrança pelo acesso aos episódios privados.

A empresa oferece dois tipos de planos visando necessidades distintas dos produtores de conteúdo – o gratuito, que permite que eles cobrem uma assinatura de quem se tornar membro, recebendo 80% desse valor, e o com valor fixo, em que é possível contratar uma quantidade de membros, com valores a partir de 39,90 por mês para 20 membros, ideal para aqueles que não desejam cobrar o acesso de seus assinantes, mas precisam do recurso de áudio privado. Além de planos personalizados para casters e empresas, o CastHood traz ainda features que facilitam a interação com audiência dentro do aplicativo e a possibilidade anexar arquivos de PDF ou imagem direto no player do ouvinte, ideal para o trabalho de casters professores. Vale lembrar que serviços estrangeiros cobram em dólar e oferecem apenas a distribuição dos episódios.

“Esse lançamento abre terreno para o surgimento dos mais variados negócios no mercado de podcasts. Agora, casters de diversos segmentos podem vender o acesso aos episódios privados para uma audiência seleta e pagante, beneficiando desde educadores e instituições de ensino até empresas que almejam criar cultura com suas comunidades”, diz Felipe Romão, CEO do CastHood.

Enquanto o educador pode criar podcasts e vender acesso às suas aulas para explorar uma renda extra, por exemplo, as escolas e instituições de ensino têm a oportunidade de usar o podcast como um aliado, para transmissão de conteúdos pedagógicos, como resumos, aulas de idiomas, aula completas e cursinhos pré-vestibular.

Para aderir ao Podcast Privado, o CastHood não exige que o canal esteja presente exclusivamente em sua plataforma. “Na verdade, se o podcast tem episódios públicos, nós justamente incentivamos que sejam distribuídos em mais de um lugar, pois isso só traz benefícios ao caster para angariar mais audiência”, explica Romão. De acordo com a Podpesquisa 2020, mais de 80% dos brasileiros estão dispostos a pagar por conteúdo exclusivo dos podcasts que seguem, sendo que existem mais de 3 mil podcasts ativos no Brasil. O CastHood integra o portfólio da WOW, maior aceleradora independente do Brasil.

Deixe uma resposta