Segmento de calçados de segurança tem crescimento na pandemia

A pandemia do novo coronavírus mudou hábitos de consumo mundo afora. O setor calçadista brasileiro não passou incólume à mudança. Tendo registrado uma queda de 18,4% na produção de calçados no ano passado (para 763,7 milhões de pares), o setor viu a produção de calçados de segurança aumentar 1% em participação, encerrando o ano com 41,6 milhões de pares produzidos (5,4% do total nacional). Os dados estão no Relatório Setorial da Indústria de Calçados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados).

Entre os motivos apontados pela Abicalçados para o incremento desse mercado está a mudança no perfil do consumo e a baixa participação das importações nesse segmento, de apenas 2% – a média nacional é 3% – , o que estimula a produção nacional.

Agregando conceitos de design e moda aos produtos, a New Sense Safety (NSS), de Balneário Camboriú/SC, lançou uma linha de calçados de segurança para serem utilizados no dia a dia. Um dos diretores da empresa, Deivis Gonçalves, destaca que a NSS nasceu de uma necessidade latente no mercado de EPIs. “Existe uma lacuna que não estava sendo preenchida. Os trabalhadores que utilizam calçados de segurança querem um calçado bonito, leve e confortável para usar no dia a dia, o que não é atendido pelo produto mais tradicional”, comenta, ressaltando que com a NSS os usuários poderão usar o mesmo calçado durante todo o dia e não somente no ambiente profissional.

Desenvolvimento
Segundo Gonçalves, que une experiência com desenvolvimento de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) e calçados femininos, e se associou a James Lourenço, que há mais de três décadas atua no segmento EPIs, sempre houve uma necessidade de casar as necessidades de design e segurança em um produto. “E não era uma demanda apenas das mulheres. O trabalhador moderno busca um calçado que possa ser utilizado no dia a dia e mantenha as características de segurança normatizadas pelos órgãos oficiais”, explica o empresário. A partir dessa necessidade, Gonçalves conta que a empresa trabalhou com desenvolvimento de tecnologias durante mais de dois anos, com o apoio do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro e do Calçado (IBTeC).

Leveza e conforto
A NSS possui duas linhas de calçados de segurança, os esportivos e casuais, todas com certificações de Segurança junto à Secretaria Especial do Trabalho e com peso estimado entre 400 e 500 gramas, metade do peso médio dos produtos convencionais do setor de segurança. Deivis explica que a leveza foi conseguida graças à utilização de solados de borracha e EVA, mesmo material utilizado em tênis de alta performance, e cabedais de material têxtil ou couro. “Mais de 80% dos nossos calçados têm cabedal de material têxtil, o que melhora a transpirabilidade e resistência”, frisa Gonçalves, ressaltando ainda que as palmilhas possuem nanotecnologia fungicida e bactericida que dão uma sensação de refrescância para o usuário e evitam mau cheiro.

Com preço médio de R$ 200, o produto é comercializado à pronta-entrega em e-commerce próprio da NSS (https://loja.newsensesafety.com/) e também via distribuidores em todo o Brasil.

Deixe uma resposta