Inovação transforma palmeira nativa em carvão ecológico para a indústria

A macaúba é uma palmeira nativa do Brasil, predominante do cerrado brasileiro, que tem como característica a utilização de todas as suas partes para diferentes finalidades. Pensando nisso, a Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) acreditou e investiu no desenvolvimento de um projeto que transformasse os resíduos deste tipo de palmeira em carvão sustentável.

O produto foi desenvolvido por pesquisadores da Unidade Embrapii – Instituto Senai de Inovação (ISI) Biomassa, do Mato Grosso do Sul, atendendo a demanda da empresa mineira Solea do Brasil.

O insumo é fabricado por meio de um processo pirolítico, uma reação que ocorre em altas temperaturas. “O carvão sustentável tem o mesmo desempenho do tradicional, a diferença é que ele é ecológico e, consequentemente, participa da economia circular, aquela que produz, lucra e não danifica o meio ambiente”, explica Hélio Merá de Assis, pesquisador industrial da Unidade Embrapii ISI Biomassa.

O objetivo da inovação é que o carvão seja usado em processos industriais, o insumo pode ser utilizado em equipamentos filtrantes de água, por exemplo. Atualmente, o projeto de pesquisa que se iniciou ano passado está em sua fase final e em processo de patenteamento pela empresa.

Deixe uma resposta