A Coluna do Roberto Maciel (terça, 29.6): O exemplo da atriz americana para o cidadão brasileiro; o alerta da atriz brasileira para o cidadão do mundo

  • Após 1945, com a derrota do nazismo na Segunda Guerra Mundial e dos planos autoritários de Adolf Hitler (foto abaixo) e seus cúmplices, a população alemã e de países que orbitavam em torno da Alemanha passou por um processo denominado “desnazificação”. Era um conjunto de medidas educacionais e de aplicação social. Por meio dessas ações, tentou-se fazer uma faxina do lixo fascista. Pode-se dizer que varreram-se de lá montes e montes de detritos da imoralidade, como o preconceito, a exclusão, a brutalidade, a censura, a mentira oficial, a mistificação religiosa e a perseguição política. O que era “valor” para o Terceiro Reich não passou de basculho a ser retirado do contexto da Europa e do mundo. Naquela época, o Integralismo, movimento protofascista liderado no Brasil pelos políticos Plínio Salgado (paulista) e Gustavo Barroso (cearense), definhou decisivamente a partir da queda de Berlim.
Hitler ria quando o nazismo era confundido com a esquerda

Retomada
Outras nações, que haviam sido infectadas pela violência nazista, também foram submetidas a novos conceitos culturais e comportamentais. O Japão é um exemplo. É cabível considerar que boas doses de arrependimento e de reflexão foram absorvidas pelos cidadãos que um dia apoiaram os delírios de poder dos nazistas. Não é exagerado dizer que essas pessoas, em certos momentos desencantadas e desapontadas com rumos da economia e da política, seguiram por caminhos errados – que resultaram em autênticos genocídios. Enfim, haviam sido seduzidos por gurus com narrativas mentirosas.

Arrependimento
É a propósito disso que reproduzo o trecho a seguir: É fundamental para mim dizer, do fundo do meu coração, que sinto muito. (…) Acreditei de verdade que tê-lo como mentor me levaria a uma versão melhor e mais iluminada de mim mesma. Eu devotei minha lealdade, meus recursos e, essencialmente, minha vida inteira a ele. Foi o maior erro e o maior arrependimento de minha vida”. Essa é parte de uma carta escrita pela atriz norte-americana Allison Mack para autoridades judiciárias. Condenada a 14 anos de prisão por aliciar jovens para serem sexualmente abusadas por um “líder”, Allison, que estrelou séries na TV dos EUA, quer agora não ser enviada para a penitenciária. Quer, ao menos, a compreensão de que errou e está assumindo o erro. Keith Raniere, o “mito” que dominava escravas sexuais, chefe da seita NXIVM, está enjaulado desde 2018.

O que resta
O fato é que, mesmo que não haja o perdão ou a chance, sequer, ainda resta a nobreza da admissão do erro. Há também as possibilidades de arrependimento e de comprometimento com a não-repetição da falha. Tudo isso é humano.

“Não era uma escolha difícil”
A atriz Leandra Leal é a nova queridinha dos movimentos progressistas. E, por isso, está sendo perseguida e cancelada por “cidadãos de bem” nas redes sociais. Leandra se manifestou assim no programa Altas Horas, da Rede Globo, na madrugada de domingo passado:

Esforço
A deputada estadual Fernanda Pessoa (PSDB) está pedindo a outros parlamentares apoio numa campanha pelo envio de capacetes Elmo a municípios do Interior. Tratam-se de modelos que têm ajudado pacientes de covid-19 a respirar – e a sobreviver, consequentemente, a essa doença que já se aproxima do número de 520 mil brasileiros mortos. Ela cita em especial as demandas de cidades do Cariri.

Demanda
A situação dos professores temporários da rede estadual – alguns dos quais correndo o risco de não terem lotação no próximo período – chegou à Assembleia Legislativa do Ceará. O deputado Renato Roseno (PSOL, foto abaixo) apresentou no plenário o quadro da categoria em carta aberta ao Sindicato Apeoc. O documento foi encaminhado à Secretaria da Educação, ao Ministério Público e ao Governo do Estado.

Renato Roseno aponta demandas de professores temporários da rede pública

Nesta terça
Hoje, temos encontro com o deputado estadual Salmito Filho (PDT, foto). Começa às 18h, no perfil @robertoamaciel, no Instagram.

Coluna da Hora
Está no ar no podcast da Coluna da Hora live com o professor Evaldo Lima, secretário-executivo de Cultura de Fortaleza. Ex-vereador, Evaldo fala sobre os desafios da gestão, da defesa e da promoção cultural em tempos de pandemia. Todas as entrevistas da Coluna da Hora estão nas principais plataformas de áudio.

Você pode escolher os conteúdos e as plataformas:

BREAKER https://www.breaker.audio/coluna-da-hora-roberto-maciel

GOOGLE https://www.google.com/podcasts?feed=aHR0cHM6Ly9hbmNob3IuZm0vcy81Nzk0NGNlMC9wb2RjYXN0L3Jzcw==

RADIOPUBLIC https://radiopublic.com/coluna-da-hora-roberto-maciel-G4OwnD

SPOTIFY https://open.spotify.com/show/7K2jicVkzRVoePNumXUTIw

Sua opinião é muito importante
Os leitores têm canais abertos com o Portal InvestNE e com a Coluna do Roberto Maciel. Nosso e-mail é portalinvestne@gmail.com e o número de WhatsApp é +55 85 99855 9789.

Deixe uma resposta