Startup de impacto social e resgate de dívidas planeja se expandir no Nordeste

Em meio ao difícil momento pelo qual passa a economia brasileira, ter o nome limpo e sem restrição faz toda a diferença. Foi a partir da percepção de que, com a instabilidade econômica, o número de brasileiros endividados não parava de crescer, que os irmãos Pedro e Mariana Boot decidiram, em 2018, construir a Akredito, uma fintech de impacto social que resgata dívidas de brasileiros com nome ‘sujo’ e possibilita sua reinclusão social. A startup consolida, negocia e paga à vista dívidas de até R$ 10 mil de pessoas que estão com o nome negativado.

“Analisando o mercado brasileiro, entendemos que não existiam muitas alternativas para o inadimplente limpar o nome de forma sustentável. As instituições financeiras dificilmente aprovam empréstimos para negativados e, quando aprovam, cobram juros altíssimos e/ou solicitam garantias, tornando o endividamento um ciclo vicioso. A partir deste cenário, tivemos a ideia de criar um modelo de negócio para colaborar com a inclusão financeira, social e digital”, explica Pedro Boot, CEO da empresa.

A startup tem como missão, além de resgatar os brasileiros endividados, reintegrá-los de maneira sustentável no mercado de consumo brasileiro. “Existem muitas definições de negócio social. Nossa definição é uma empresa que visa o impacto social como o seu objetivo principal, mas ao mesmo tempo busca o lucro. Com o nome negativado é quase impossível financiar a faculdade, investir em um negócio e pode até dificultar o processo de conseguir um emprego, entre outras situações. Foi por isso que pensamos em desenvolver uma solução que oferecesse um serviço justo e acessível para que o inadimplente se reintegre na sociedade de forma financeiramente sustentável.”, complementa o CEO da Akredito.

A experiência vem se mostrando extremamente bem-sucedida e, em apenas três anos, já rendeu à Akredito alguns prêmios internacionais, entre eles o Lab Habitação 2020 e o Village Capital 2020. Nascida no Rio de Janeiro, mas operando 100% on-line, a fintech já negociou mais de R$ 600 mil para cerca de 200 famílias em todo o Brasil. Em fase de escalada, além de expandir sua atuação no Nordeste, a startup também busca investidores na região e aposta num posicionamento mais assertivo, já que os clientes da Região são os mais adimplentes com a empresa.

Inovação e tecnologia

O diferencial da Akredito na recuperação de crédito é que a operação ocorre totalmente de forma on-line: a plataforma digital da empresa identifica, consolida, unifica e paga todas as dívidas que deixam uma pessoa negativada. Os interessados em negociar suas dívidas se cadastram no site https://www.akredito.com.br e têm seu perfil analisado. Caso seja aceito, a Akredito assume todas as dívidas registradas nas agências de proteção ao crédito e o negativado fica com nome limpo em até 5 dias úteis. Uma vez concluída esta etapa, o cliente pagará apenas para a Akredito, com parcelas acessíveis, em até 24 vezes. O sucesso do modelo de negócio social reflete-se na baixa inadimplência dos clientes com a empresa. Todo o processo é realizado de forma personalizada, segura e transparente.

Prêmios e programas

A startup Akredito já vem promovendo seu nome internacionalmente através de prêmios como o WexChange 2020, o BBVA Open Talent; a seleção para o programa Lab Habitação 2020 para negócios de impacto social que atuam com acesso a microcrédito habitacional; saneamento básico; inovação na construção civil; e reformas habitacionais de baixo custo para a população em vulnerabilidade social e econômica; e também foi uma das 12 selecionadas, e única fintech brasileira, para participar da aceleradora Village Capital 2020.

Deixe uma resposta