ZPE do Ceará fecha primeiro semestre de 2021 com alta de 17,3% nas cargas

Primeira Zona de Processamento de Exportação a entrar em operação no País, a ZPE Ceará, empresa subsidiária do Complexo do Pecém, encerrou o primeiro semestre de 2021 com crescimento de 17,3% na sua movimentação de cargas. Ao todo, no acumulado dos seis primeiros meses de 2021, mais de 6,3 milhões de toneladas (t) passaram pelos gates da free-trade zone cearense, aproximadamente 930 mil t a mais do que no mesmo período do ano passado.

Ao longo do semestre, a ZPE Ceará registrou avanço na movimentação de cargas em todos os seis meses do ano, na comparação com os respectivos meses de 2020, ano que ficou marcado pela chegada da pandemia da Covid-19 ao Estado. Somente em junho, mais de 1,18 milhão de t foram movimentadas, representando assim um crescimento de 27% ante o mesmo mês de 2020.

“Sabemos que os desafios oriundos da pandemia ainda não acabaram e que, por isso, precisamos manter todos os esforços para superá-los diariamente. O resultado do primeiro semestre, fruto de toda a eficiência e celeridade de nossas operações, é mais um indicativo de que estamos no caminho certo para retomar o nosso ritmo”, afirma a diretora de operações da ZPE Ceará, Andréa Freitas.

Destaques do semestre

No acumulado de janeiro a junho, a movimentação de placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), que é considerada a principal mercadoria processada nas dependências da ZPE Ceará, atingiu 1.392.711 t, o que representa um avanço de 5,39% ante o número registrado no primeiro semestre do ano passado. Esses produtos são exportados para diversos países ao redor do mundo, via Porto do Pecém, para serem utilizados na indústria naval; de óleo e gás; automotiva; e também na construção civil.

Além das placas de aço, a ZPE Ceará também apresentou alta na movimentação de minério de ferro e de carvão mineral, importantes insumos que chegam à companhia via Porto do Pecém e são utilizados pelas empresas instaladas para a produção local. No caso do minério, 2.351.390 t foram movimentadas no semestre, aumento de 22,8% na comparação com o mesmo período de 2020; já o carvão foi responsável por 1.235.602 t, um avanço bem semelhante, de 22,7%.

Exportações

Entre os principais destinos das mercadorias produzidas pela ZPE Ceará no primeiro semestre de 2021, o maior destaque foram os Estados Unidos, com 784.854 t. No mesmo período, Canadá, com 69.749 t; México, com 48.110 t; e Bélgica, com 30.041 t, também receberam itens processados na free-trade zone cearense. Ao todo, as exportações atingiram 932.753 t no primeiro semestre.

Deixe uma resposta