Recursos tecnológicos têm sido cada vez mais utilizados em hospitais brasileiros

A medicina utiliza cada vez mais os recursos tecnológicos para diversos procedimentos como exames, teleconsultas e até mesmo cirurgias robóticas, que começaram a ser usadas no ano de 2000 em diversos países e em 2020 foram realizadas mais de um milhão delas, grande parte na área de urologia. Aqui no Brasil esse procedimento também ganha mais destaque a cada ano.

Por ser menos invasivo, esse tipo de cirurgia reduz o tempo de internação e, consequentemente, o risco de infecção, o que a torna ainda mais eficaz em tempos de pandemia. Outro benefício é que os movimentos são mais precisos do que se fossem executados por mãos humanas, apesar de não dispensarem a presença do médico, já que todos os comandos são dados por um cirurgião. Além disso, possibilitam visão em alta definição e alcançam áreas do corpo que seriam muito difíceis para cirurgias convencionais.

Para que tudo isso funcione da melhor maneira, é necessário que o hospital invista em infraestrutura de rede, pois de nada adianta os mais modernos equipamentos médicos se o local tiver problemas estruturais na parte de TI. A Zyxel, multinacional taiwanesa especializada em soluções de conectividade e redes corporativas, possui diversos produtos indicados para esse tipo de ambiente, como por exemplo access points, switches e firewalls UTM.

Para Arnaldo Mapelli, gerente comercial, é necessário que as demandas sejam estudadas caso a caso. “Precisamos avaliar a estrutura que o local tem para esse tipo de procedimento para dizer qual solução é a mais indicada”, afirma o executivo.

Deixe uma resposta