Fintech disponibiliza para comerciantes o pagamento de boletos sem dinheiro

A Conta Justa, app desenvolvido pela fintech Justa tem com o objetivo de auxiliar os pequenos e médios comerciantes a gerirem melhor seus negócios, com benefícios justos e fundamentais para o dia a dia dos pequenos e médios negócios, além de separar as contas da empresa dos gastos pessoais, recebeu um upgrade e conta com novos serviços.

Entre as novidades da Conta Justa, o destaque é o pagamento de boletos mesmo sem saldo ou dinheiro, utilizando os saldos futuros a receber, sem juros. O objetivo da fintech é tornar mais fácil o dia a dia dos pequenos e médios comerciantes clientes da Justa. E pode ainda pagar de forma híbrida, parte com saldo a receber e a diferença pode ser parcelada em até 18 vezes no cartão de crédito.

“Além de um novo design, mais funcional e intuitivo, apresentamos diversas novidades para os pequenos e médios comerciantes que utilizam as soluções financeiras da Justa. Dentre elas, uma das mais chamativas é a possibilidade de pagar boletos antes dos recebíveis caírem na conta, sem juros. Ou seja, se o comerciante precisar pagar um boleto hoje mas ainda não tiver o recebível na conta, ele pode utilizar o saldo futuro e a Justa paga esse boleto, permitindo que o comerciante quite a dívida sem o acréscimo de juros”, diz Felipe Bonezi, gestor de Produtos e Tecnologia.

Outras novidades no app da Conta Justa são: o simulador de vendas, para o cliente saber exatamente de quanto vai receber em cada venda; solicitação de bobina para a maquininha; gerador de multi-link de pagamentos, com a possibilidade de utilizar um mesmo link para vários clientes, entre outras comodidades.

Ao optarem por utilizar uma máquina de cartões da Justa, além de plugar seus negócios a um hub de serviços financeiros completo, como acesso a linhas de crédito, os estabelecimentos passam a ter uma conta para ajudar na gestão das vendas, com uma agenda de recebíveis fácil e justa, além do cálculo do custo efetivo total de cada venda, via um app moderno e simples, que pode ser instalado em qualquer smartphone Android ou iOS.

Junto com a conta, o varejista tem acesso gratuito ao Cartão Justo e pode optar em transferir os seus recebíveis para ele ou para sua conta bancária de preferência. A cada recarga no Cartão Justo gera-se um cashback, possibilitando uma redução nos custos das transações para o estabelecimento.  

“Sabemos o quanto é complicada a vida dos pequenos negócios e por conta disso que nosso time sempre pensa fora da máquina para ajudar na gestão de vendas, recebíveis, conta, pagamentos e em benefícios justos para quem de fato move grande parte da nossa economia”, reforça Bonezi.

E no quesito linhas de crédito Justo, graças ao registro de recebíveis de cartão de crédito, que entrou em vigor a partir do dia 07 de junho de 2021, a Justa aposta no crescimento ainda mais acelerado da sua oferta de crédito aos comerciantes que precisam investir em seus negócios, no segundo semestre. A Justa já estava em conformidade com a nova legislação desde 06 de janeiro de 2021, por meio da CERC (Central de Recebíveis), uma das três entidades autorizadas pelo Banco Central do Brasil (BC) para registrar todo o fluxo de pagamentos com cartões de crédito, o que aumenta a transparência e a segurança do processo

“Com o registro de recebíveis de cartão, os comerciantes que usam a JUSTA também devem perceber uma redução nos custos de empréstimos, por conta da segurança e maior previsibilidade entre quem empresta e recebe”, complementa Eduardo Vils, Sócio Fundador da Justa.

Deixe uma resposta