Empresa lança rastreador de base de dados para ajudar empresas a cumprir LGPD

A Axur, empresa líder em monitoramento de riscos e ameaças digitais, acaba de lançar o Axur Tokens, um rastreador de base de dados cujo principal benefício é diminuir os riscos das empresas no pós vazamento de dados. A nova ferramenta permite às empresas terem o melhor controle possível sobre dados vazados por meio de ‘sensores’ que são embutidos nas bases ou nestes dados.

Com isso, caso ocorra um vazamento, os operadores poderão reagir numa velocidade maior do que a habitual e de forma mais assertiva para segmentar o problema, identificar exatamente quais e onde os dados foram comprometidos e minimizar os riscos relacionados à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Vale ressaltar que, assim como a lei prevê multas e sanções relacionadas ao acesso à base de dados, ela também estabelece vantagens para quem tem boas práticas de mercado e trabalha de maneira rápida no pós vazamento.

Além de permitir saber de forma rápida e específica onde e quais dados vazaram, o Axur Tokens possibilita determinar com precisão a causa do vazamento, se foi um problema interno da empresa ou se foi causado, por exemplo, por um compartilhamento de dados dos clientes e colaboradores de forma errônea ou não autorizada por parte de um parceiro da companhia.


Desde a segunda metade de 2020, é notório o aumento do número de vazamentos de dados e da preocupação das empresas em relação à segurança digital. Segundo o Relatório de Vazamento de Dados no Brasil da Axur, os vazamentos de credenciais brasileiras cresceram 785% nos primeiros meses de 2021, na comparação com o mesmo período de 2020. Além disso, entre abril e maio deste ano foram detectadas mais de 56,7 milhões credenciais expostas, o que indica um crescimento de 355,75% em relação ao primeiro trimestre do ano.

Esses números aumentam a preocupação no meio corporativo principalmente devido à implementação da LGPD, que já está em vigor desde 2019, mas começará a aplicar sanções em agosto deste ano, mês em que as empresas serão obrigadas a prestar contas sobre qualquer vazamento de dados de que sejam consideradas responsáveis pelas autoridades. As multas podem chegar a até R$ 50 milhões, com bloqueio dos dados utilizados pela empresa e danos permanentes para a reputação da marca.

“O Axur Tokens, assim como o dadosexpostos.com.br, lançado no início do ano, foi idealizado com o objetivo de ajudar as empresas no pós vazamento de dados. O Brasil passa por um momento de adaptação e maior preocupação por parte das empresas em prol da LGPD e sabemos da importância em disponibilizar um produto versátil, rápido e eficiente que acompanhe a velocidade em que um dado é vazado ou exposto e que minimize os riscos para companhias”, comenta o CEO e fundador da Axur, Fabio Ramos.

Deixe uma resposta