A Coluna do Roberto Maciel (terça-feira, 3.8): A CPI volta hoje com novo fôlego?

  • A CPI do Genocídio, no Senado, inicia hoje o que, usando o jargão da pandemia, podemos chamar de segunda onda. E é bom que se observe: a reabertura da comissão no pós-recesso tem capacidade de fazer estremecerem pilares fortes do bolsonarismo. Pelo menos dois. Mas é preciso que haja fòlego. É que ambos os pilares se mostraram extremamente eficientes para a divulgação de mensagens extremistas – um, apelando para a fé, o medo e a ignorância de parcelas do público; outro, de modo distinto, fazendo a mesmíssima coisa. Vamos a essas bases:

Oremos

O que une a pastora Flordelis à família Bolsonaro | Ruth de Aquino - O Globo


A primeira é a sustentação nas crenças evangélicas, encontrada pelos seguidores do presidente da República em igrejas como as que são geridas por nomes como Valdemiro Santiago, Flordelis (acima, com Bolsonaro), Marco Feliciano, Edir Macedo e Silas Malafaia. É que hoje será ouvido, na retomada dos trabalhos, o “reverendo” Amilton Gomes. Líder de um grupo que se intitula “Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários” (que, aos ouvidos menos atentos, pode parecer a denominação de um órgão governamental), foi ele quem coordenou uma operação na qual se ofereceram ao governo vacinas com preços superfaturados. A transação só não foi concretizada porque descobriu-se a tramoia.

Ouçamos
A segunda pilastra é, mais uma vez, a fábrica de fake news que se associa ao chamado “Gabinete do Ódio”. É um espécie de milícia digital que, segundo denunciou a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), age sob as ordens do Palácio do Planalto e distribui mentiras em redes sociais tentando linchar reputações de adversários. O primeiro alvo é uma empresa regularmente atuante, com 40 anos de história. Trata-se da Rádio Jovem Pan, emissora paulistana que abriga tipos como Emílio Surita, Rodrigo Constantino e Augusto Nunes. Pois o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), pediu – e depois recuou com o requerimento – a quebra de sigilo bancário da empresa. Haveria relações financeiras da Jovem Pan e de suas abordagens com dinheiro público manipulado por bolsonaristas.

Luvas de pelica. Ou não
O caso da Jovem Pan seria mais delicado, porque alcançaria um valor caro à democracia: a liberdade de expressão. Ouviram-se aqui e acolá azedas reclamações de que a CPI, ao pedir a quebra de sigilo bancário, estata atentando contra direitos básicos do cidadão. Não estaria. A CPI, na verdade, não teria proposto nenhuma mordaça à rádio. Tentou, sim, buscar investigar se o dinheiro do cidadão foi usado para bancar o repasse de notícias falsas e avaliações caluniosas. Afinal, ninguém com o mínimo de inteligência pode considerar como “liberdade de expressão” as piadas homofóbicas e sexistas do programa Pânico, a apologia do estupro da própria filha feita pelo “comentarista” Rodrigo Constantino ou o jornalista Augusto Nunes tentando dar tapas no colega Glenn Greenwald. Mas Renan, possivelmente amedrontado ou esgrimindo com sua conhecida astúcia política, desistiu.

Apoio
O projeto Alcance.Enem, da Assembleia Legislativa do Ceará, está com inscrições abertas até 23 de agosto. A participação é aberta a estudantes que desejam ingressar no ensino superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste segundo semestre de 2021. E é gratuita. A matrícula deve ser feita no endereço eletrônico sigap.al.ce.gov.br.

Soldo
Soma R$ 4.192,72 o salário previsto para aprovados em concurso para soldado da Polícia Militar do Ceará, lançado ontem pelo governador Camilo Santana (PT). Estão definidas 2 mil vagas – o que tem sido colocado por aliados do Palácio da Abolição como uma “ducha de água gelada” sobre a retórica armamentista e de terror usada por segmentos da oposição. Camilo promete convocar e nomear imediatamente os que passarem nas provas.

Som

Tribuna do Norte - Guitarristas e blueseiros nordestinos na estrada


Agosto tem uma trilha sonora poderosíssima: o blues. É que será realizado em 7 e 8 deste mês, integralmente na plataforma YouTube, o I Festival União Brasileira do Blues. Vinte e seis atrações de diferentes regiões do País se apresentarão. São estilos e pegadas diversas, apostando na qualidade que marca o estilo entre os músicos nacionais. E quem puder ajudar vai ter à disposição um número de pix para doações financeiras de qualquer valor: 14.685.900/0001-24. Nomes como Roberto Lessa (CE, acima), Cláudio Oliveira (CE), Blues Etílicos (RJ), Big Bat Blues (ES), Jefferson Gonçalves (RJ), Blues da Casa Torta (RS) e Rodrigo Morcego (PE) estão na agenda. Sempre a partir das 16 horas.

Chique, hein?


A Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, vinculada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e gerida pelo Instituto Dragão do Mar, está ofertando 420 vagas em nove cursos online em agosto. As inscrições podem ser feitas no site www.gastronomiasocial.org.br, hoje e amanhã (3 e 4 de agosto, para o ciclo 1) e 17 e 18 de agosto (para o ciclo 2). Detalhe interessante: um Estado assolado pela seca, onde a fome fez por muito tempo parte do cotidiano das comunidades pobres, tem agora uma escola de gastronomia.

Não era pra menos
A vereadora Larissa Gaspar (PT) ganhou destaque ontem na sessão de reabertura da Câmara Municipal de Fortaleza. Ameaçada de morte por um seguidor do presidente Jair Bolsonaro, a parlamentar obteve gestos de apoio de colegas diversos. Somente os alinhados com a direita evitaram falar do caso.

Agora é frente a frente
E, um pouco mais frouxos os nós impostos pela pandemia do coronavírus, os 43 vereadores de Fortaleza poderão agora participar presencialmente das atividades da Casa. Os cuidados para garantir o necessário distanciamento social havia dividido os parlamentares em blocos – uma parte ficava em casa ou nos gabinetes durante a sessão, interagindo remotamente, enquanto a outra ia para o plenário.

Pauta


Converso hoje com o professor, historiador e militante de movimentos de trabalhadores Eudes Baima. Política, educação, magistério, organização social e direitos humanos são a pauta desta terça-feira da minha Coluna da Hora, no Instagram. Começaremos mais cedo do que o estabelecido: às 16 horas.

Sua opinião é importantíssima
Os leitores têm canais permanentemente abertos com o Portal InvestNE e com a Coluna do Roberto Maciel. O e-mail é portalinvestne@gmail.com e nosso número novo(!) de WhatsApp é +55 85 99855 9789.

Deixe uma resposta