Procon de Fortaleza notifica Apple e Samsung por venda de celular sem carregador

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) notificou as empresas Apple e Samsung por venda de celular sem carregador. O órgão de defesa do consumidor visitou lojas do Centro e de shoppings, em Fortaleza, e constatou o que avaliou como “prática abusiva”, que pode resultar em multa até R$ 14 milhões. Com a notificação, o Procon abre investigação preliminar contra as empresas, que têm 10 dias para apresentar resposta.

Segundo o Procon, o carregador é indispensável para o funcionamento do equipamento. Retirá-lo da venda juntamente com o equipamento principal, que é o celular e, depois, induzir o consumidor à compra separadamente é uma espécie de “venda casada” disfarçada.

“O que observamos é que essa prática é abusiva, pois exige do comprador uma vantagem excessiva, onerando a parte mais vulnerável na relação de consumo, que é o consumidor”, disse a Diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo. Para ela, é a mesma situação como comprar um aparelho de TV ou notebook e não estarem acompanhados de tomada ou carregador, respectivamente. “Já pensou se essa moda pega”, alertou Rabelo.

Denúncias e reclamações
O Procon pede que denúncias e reclamações sobre a prática abusiva de venda de celular sem carregador, sejam encaminhadas ao órgão por meio do portal da Prefeitura de Fortaleza (www.fortaleza.ce.gov.br), na aba de serviços “defesa do consumidor”.

Mais informações pela Central de Atendimento ao Consumidor 151 (horário comercial).

Deixe uma resposta