Dia dos Pais: maioria pretende gastar até R$ 100; Internet deve ser canal preferencial

O social commerce, tendência que cresce vertiginosamente entre os consumidores brasileiros principalmente desde o começo da pandemia, deve ocupar lugar de destaque neste Dia dos Pais, 8 de agosto. A tendência é apontada pelo relatório “Dia dos Pais 2021”, da Social Miner | All iN e Opinion Box. 

“O varejo vem passando por uma transformação intensa desde 2020 por conta da pandemia e das mudanças que vieram e transformaram o mercado, a forma de consumo e muitos outros aspectos do cotidiano”, explica Fellipe Guimarães, CEO da Codeby, empresa de tecnologia, e especialista em negócios digitais.

Do total dos respondentes da pesquisa “Dia dos Pais 2021”, 41% afirmaram que a preferência na hora de pesquisar preços é por sites de busca, como Google ou Bing. 35% vão pesquisar no aplicativo das lojas, 22% vão direto verificar nos e-commerces e 20% devem pesquisar pelo Instagram. 13% também pretendem dar uma olhadinha no Facebook, confirmando o crescimento pelo interesse no social commerce.

59% devem comprar para o Dia dos Pais

A pesquisa também mostra que 59% dos entrevistados pretendem comprar para o Dia dos Pais. Destes, 36% vão presentear exclusivamente o pai, enquanto outros devem aproveitar as promoções e descontos para garantir também os mimos para o cônjuge (24%), para si mesmo(a) (12%) e para outros familiares, como irmãos, mãe, sogros e padrinhos. Para a maioria, o gasto deve ser de R$ 50 a R$ 100, o que pode balizar as ações de empresas e lojas em relação a promoções e ofertas. 

O consultor de Transformação Digital Ricardo Martins ressalta que as lojas devem aproveitar o momento para estabelecer conversas mais próximas com o seu público, fidelizando quem já conhece a marca e também trazendo novos clientes. “O novo cliente digital – das mais diversas faixas etárias, classes sociais e preferências – busca uma experiência mais humana, descomplicada, sobretudo em uma data como o Dia dos Pais, em meio à pandemia. Cabe às lojas entregarem uma experiência personalizada.”

Segundo o especialista Fellipe Guimarães, não só no Dia do Pais, mas nas próximas datas comemorativas, como Dia das Crianças, Black Friday e Natal, é muito importante que as empresas aperfeiçoem suas plataformas digitais de vendas. “A criação de um novo olhar 360 graus para diminuir as fronteiras entre o online e offline faz com que empresas possam explorar modelos de negócios diferentes, como o pick up store (conceito omnichannel em que a loja online permite a retirada física), prateleira infinita, estoque unificado, opções mais rápidas e baratas de entrega ao cliente, e claro, mais qualidade no atendimento do cliente e entendimento melhor da jornada de compra”.

O frete, apontado por Fellipe, é um dos pontos sensíveis levantados pela pesquisa. Segundo 43% dos entrevistados, o frete alto faria o consumidor desistir de comprar, mesmo diante de uma boa oferta do Dia dos Pais. 

É perceptível que os clientes estão cada vez mais focados no online e que as marcas precisam acompanhar rapidamente essa tendência, oferecendo a melhor experiência aos seus consumidores. 

Deixe uma resposta