Expectativa para este Dia dos Pais é o dobro de vendas

Com a aproximação do Dia dos Pais em meio a um cenário de aumento na vacinação e redução nos casos de Covid-19, a expectativa dos comerciantes é de que o consumo e o faturamento cresçam hoje, 8 de agosto. Na plataforma de vendas e gestão Kyte, por exemplo, a estimativa é de que as negociações na semana de Dia dos Pais venham a gerar mais de 1.2 milhão de vendas pelos pequenos comerciantes usuários do aplicativo. O valor representa o dobro do registrado no mesmo período de 2020, quando foram realizadas cerca de 590 mil vendas.

“Embora esta seja mais uma data comemorativa que será celebrada em meio à pandemia, já percebemos que a perspectiva para o Dia dos Pais de 2021 é melhor do que no último ano, quando estávamos no auge da pandemia e com parte dos comércios fechados”, explica Guilherme Hernandez, CEO da startup Kyte, que conta com cerca de 40 mil lojistas em sua plataforma. Com o avanço no número de vacinados e a redução gradual das restrições sociais, o desempenho das vendas no varejo vai, aos poucos, retomando seus índices, sobretudo nas áreas mais afetadas pela crise, como calçados e vestuário — itens comuns para presentes.

Além disso, de acordo com pesquisa realizada pela Plataforma Gente, 61% das famílias brasileiras afirmam que vão comemorar a data, sendo que apenas 52% delas o fizeram em 2020. “O cenário em que vivemos fez com que muitas pessoas passassem a dar ainda mais valor para esses momentos de união familiar. Com isso, nós também notamos que muitos dos pequenos empreendedores estão cada vez mais apostando nessas datas comemorativas para aquecer as vendas”, aponta Hernandez.

A tendência de crescimento também foi notada em outras duas importantes datas comemorativas deste ano. Na semana de Dia das Mães, as vendas feitas no aplicativo Kyte passaram de 819 mil para 942 mil, um salto de aproximadamente 15% em relação à semana anterior — em 2020, o volume foi de apenas 308 mil vendas. Já no Dia dos Namorados, os lojistas registraram um crescimento de 17,4% em relação às semanas anteriores e de mais de 200% em relação ao mesmo período de 2020.

Comércio eletrônico impulsiona vendas 

Não é novidade que a pandemia incentivou a digitalização e obrigou muitos negócios a se adaptarem ao online para continuarem vendendo. No entanto, de acordo com relatório da NeoTrust, mesmo com a gradual retomada do comércio físico, o e-commerce continua crescendo no Brasil: de janeiro a março de 2021, o formato registrou R$35,2 bilhões em vendas, um aumento de 72,2% na comparação com o mesmo período de 2020.

Para o CEO da Kyte, junto com as promoções para a data comemorativa, o bom aproveitamento do espaço online também deve contribuir para o consumo neste Dia dos Pais. “Existe uma parte do comércio que não vende costumeiramente online, mas que acaba fortalecendo as divulgações nas redes sociais nesse período. Já quem normalmente vende online tem consumido bastante conteúdo com dicas para fortalecer as vendas em datas especiais”, complementa.

Deixe uma resposta