Nunca se empreendeu tanto no Brasil como hoje; o que pequenos e micro empresários precisam para não quebrar?

Dados da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), em parceria com o Sebrae, apontam que a taxa de empreendedorismo bateu recorde no Brasil em 2020. 

Empreender é um processo arriscado, que se não for bem feito pode causar grandes prejuízos. A pesquisa Global Entrepreneurship Monitor, realizada em parceria com o Sebrae, mostrou que em 2020 25% da população adulta adotou o empreendedorismo como forma de trabalho e ganho de renda. 

Thiago Coutinho, fundador da Voitto – Escola de Negócios para Novos Mercados – possui vasta experiência em empreendedorismo e afirma que o primeiro passo para ter um empreendimento de sucesso é conhecer o mercado em que o profissional irá atuar. Coutinho já participou de forma direta ou indireta de mais de 20 tipos de negócios em modelos diversos, descontinuados, que quebraram e que alcançaram potencial de escala.

“Conhecer o público-alvo, concorrentes e desafios do segmento escolhido para atuar é o que fará a diferença para que os resultados sejam positivos. Empreender também é estudar, se aprofundar e estar atento às novidades do mercado.” afirma o CEO da Voitto

Outra dica que Thiago afirma ser fundamental é ter resiliência. 

“O começo pode ser difícil, talvez o lucro demore alguns meses, talvez as coisas não saiam como planejado e o empreendedor precisa ser resiliente, analisar os cenários e o que precisa ser melhorado para que os resultados planejados aconteçam.” completa Coutinho

Por fim, o expert em empreendedorismo compartilha que é fundamental conhecer processos de gestão financeira, de projeto e de pessoas. 

“Uma boa gestão é a chave para impulsionar qualquer negócio. A gestão se desdobra na parte financeira, na organização dos projetos e demandas e principalmente na liderança do time. Ter um boa liderança é um grande impulsionador de empresas” afirma Thiago Coutinho.

Deixe uma resposta