Serasa Experian e Cecafé firmam parceria para mitigar riscos no mercado cafeeiro

O advento das novas tecnologias e suas constantes evoluções levou dinamismo e fortalecimento ao mercado cafeeiro. O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) firmou parceria com a Serasa Experian para a utilização de uma plataforma que visa trazer proteções adicionais aos contratos futuros e a termo de café, como forma de instrumento de mercado de longo prazo, a qual agrega liquidez, previsibilidade, sustentabilidade e mitigação de riscos à cafeicultura.

“A plataforma, desenvolvida em total conformidade com as legislações vigentes de proteção de dados, de defesa da concorrência e de proteção de crédito, visa reduzir a assimetria de informações e dar mais segurança ao instrumento de mercado futuro, buscando gerar inteligência de mercado para uma melhor gestão de riscos nas tomadas de decisões, gerando benefícios a todos os segmentos da cadeia produtiva”, explica Marcos Matos, diretor geral do Cecafé.

Segundo o diretor do DataLab e responsável pelas ações voltadas ao agronegócio da Serasa Experian, Marcelo Pimenta, comenta que “o Brasil é o maior exportador de café do mundo,?e os?traders?precisam ter uma visibilidade melhor da reputação e dos riscos contratuais e de produção de seus fornecedores.?Por isso queremos ser o principal parceiro a trazer dados para facilitar o acesso a crédito e novos negócios no mercado futuro”. 

Os executivos afirmam que a iniciativa trará mais equilíbrio à saúde financeira do mercado e de seus atores, da produção ao comércio, haja vista que, com vendedores e compradores honrando os compromissos firmados, cria-se um cenário positivo e proativo que possibilita que os produtores permaneçam realizando barter – troca de café por insumos ou maquinários – e tendo acesso aos créditos diversos, como do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) e das demais linhas de financiamento, inclusive de forma antecipada.

As informações incluídas na plataforma, que será operada exclusivamente pela Serasa Experian, serão fornecidas por associados do Cecafé que aderirem ao projeto, atendendo, de maneira rigorosa, a legislação pátria, especialmente a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), quando aplicável.

“O Cecafé reforça que, em parceria com os demais segmentos e entidades cafeeiras do país, continuará empenhando esforços para encontrar soluções que mitiguem riscos e garantam a sustentabilidade, a renda e a competitividade de todo agronegócio café do Brasil”, conclui Matos. 

EVOLUÇÃO HISTÓRICA

A cafeicultura brasileira, em seus 294 anos de história, aprendeu com as modernizações que o mercado apresentou e otimizou suas ações ao longo do tempo, sendo sinônimo de resiliência, tecnificação, modernidade, responsabilidade socioambiental e vanguarda. Com foco em pesquisa e tecnologia, o Brasil elevou sua produtividade de oito sacas para mais de 30 sacas por hectare, nas últimas décadas, fazendo da atividade nacional a mais competitiva do mundo.

Com a chegada das novas tecnologias, o Brasil foi exemplo, liderando um processo evolutivo de criação e investimento nas novas ferramentas mercadológicas, como leilões de Cédulas de Produto Rural (CPR), contratos futuros, a termo e, mais recentemente, de barter, que possibilitam que produtores transformem seu café em moeda de troca por insumos e maquinários, por exemplo.

Todo esse arcabouço permitiu que o país se transformasse não apenas no maior provedor de café do mundo, mas no parceiro com os produtos mais sustentáveis e leal a seus compromissos com exportação e consumo interno.

A parceria com a Serasa Experian vem como complemento à preocupação da entidade em manter a boa saúde econômico-financeira de todos os segmentos, pois o Cecafé se preocupa com o cumprimento dos compromissos comerciais que o Brasil assume com seus parceiros.

Deixe uma resposta