Senado terá sessão solene para comemorar a Independência do Brasil

Os senadores decidiram aplicar uma vacina democrática contra os ataques golpistas que o presidente Jair Bolsonaro e aliados têm cometido seguidamente. E vão fazer uma sessão especial para celebrar a Independência do Brasil. Dessa forma, anulam a retórica bolsonarista que, em vez de fortalecer os direitos sociais e populares, agridem conquistar que o cidadão obteve ao longo de anos.

Veja abaixo texto da Agência Senado:

O Plenário do Senado aprovou a realização de uma sessão solene para comemorar o 199º aniversário da Independência do Brasil, proclamada por Dom Pedro I em 7 de setembro de 1822. A data para a cerimônia ainda será marcada.

O autor do requerimento (RQS 1346/2021), senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse que na sessão solene haverá o lançamento da obra “Vozes do Brasil: Linguagem Política da Independência”. Ele explicou que a obra traz reproduções dos documentos históricos que foram distribuídos entre a população, nos anos de 1821 e 1822, nos momentos que antecederam a declaração da independência.

Segundo o senador, a sessão solene também vai marcar o lançamento das programações do bicentenário da Independência, que será comemorado no ano que vem.

Debates

O Plenário também aprovou a realização de uma sessão de debates temáticos para debater os projetos do governo para a concessão dos aeroportos. O requerimento foi apresentado pelo senador Carlos Portinho (PL-RJ), apoiado por outros senadores (RQS 1.910/2021). Portinho destaca que é importante debater os impactos da concessão na operação e na otimização dos aeroportos situados nos estados de Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

Ainda foi aprovada a realização de outra sessão de debates. Conforme o senador Jaques Wagner (PT-BA), autor do requerimento (RQS 1881/2021), a sessão será para debater os resultados do IPCC, sigla em inglês para Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas. As datas para os debates ainda serão marcadas.

Deixe uma resposta