Os segredos de uma migração bem-sucedida para a nuvem

Na 5ª Happy Hour DigibeeR a Digibee reuniu convidados para uma “conversa de bar” sobre cloud transformation. O encontro contou com a participação de Paulo Farroco, CIO do Carrefour Brasil, Renato Nobre, Senior Innovation Advisor do Google Cloud, e Vitor Sousa, COO da Digibee. A medição foi realizada por Daniel Dias, Digital Delivery Director da Digibee.

Com mais de 100 ouvintes do evento, a grande questão debatida foi sobre a abordagem correta que as organizações necessitam ter na hora de fazer a migração para a cloud. “Quem acha que essa migração é fácil ainda não entendeu o problema”, alertou Vitor Sousa, antes de explicar o conceito de forma didática. “Depois de um planejamento bem construído, é preciso executar na prática a cloud transformation, que efetivamente significa levar um sistema que está rodando em um lugar – on premise, ou uma cloud – para outro lugar na nuvem”, pontuou Sousa.

A separação dos workloads no Carrefour

Paulo Farroco explicou como o Carrefour acelerou a migração para a nuvem, tanto em sua operação internacional como no Brasil. O planejamento global da rede era saltar de 5% dos sistemas em cloud, em 2018, para 25% até o fim de 2020. A meta foi alcançada, e um dos países que puxaram essa régua para cima foi justamente o Brasil.

“Hoje, estamos com 49,5% dos nossos sistemas em cloud e somos o país com maior avanço dentro do grupo Carrefour. Estamos surfando nos benefícios de crescimento, agilidade e escalabilidade que a nuvem traz”,  afirmou Farroco. 

A receita dos parceiros

Renato Nobre explicou o papel do Google como parceiro das empresas e lembrou que a companhia usa toda sua expertise nos sistemas de busca e nas incontáveis interações com usuários para desenvolver suas soluções. “Boa parte dos produtos que oferecemos hoje são para resolver necessidades de armazenamento de dados”, apontou Nobre. 

Vitor Sousa, da Digibee, explicou sobre a parceria firmada com empresas que iniciam sua jornada para a cloud, contando que a dor começa quando a organização percebe que tem um grande número de sistemas para migrar para a nuvem, e que eles estão envolvidos em dezenas de processos de integração. “Como fazer isso com baixo risco, sem colocar a operação em xeque, mantendo o avião no ar e, ainda, aproveitando todos os benefícios da nuvem? Esse é o principal desafio da cloud transformation.”, afirmou o COO. 

Para exemplificar, Sousa citou o caso de um grande banco que, no meio de seu projeto de migração para cloud, precisou trocar o seu sistema core, sendo que as diretrizes já estavam todas definidas. Parceira no projeto, a Digibee finalizou a troca em duas semanas. “Ou seja: é preciso construir uma arquitetura que permita que se tomem decisões estratégicas, de mudança mesmo, sem chacoalhar todo o ambiente”, destacou Vitor. 

Os passos para a construção dessa jornada também foram debatidos pelos executivos, e todas as novidades sobre a 5ª Happy Hour DigibeeR  podem ser acessadas aqui

Deixe uma resposta