Servidores públicos do Ceará podem ter prêmios em dinheiro de R$ 5 mil a R$ 15 mil

Com o objetivo reconhecer agentes públicos que se dedicam à promoção de serviços de qualidade no País, o Prêmio Espírito Público abriu inscrições hoje para a sua quarta edição. Os interessados podem se inscrever até hoje (5 de setembro) pelo site do concurso. Para mais informações do edital, acesse o site (https://premioespiritopublico.org.br/).

Nessa edição, a premiação será dividida em três categorias: pessoas que se destacam nos setores de Assistência Social, Gestão de Pessoas, Meio Ambiente, Saúde e Segurança Pública; equipes que fazem a diferença na área da Educação; e instituições que tenham contribuído de maneira efetiva e relevante para o tema da Segurança Alimentar, tendo em vista os desafios da pandemia da covid-19 no Brasil.

“A pandemia mostrou mais uma vez como profissionais públicos importam e fazem a diferença na vida da população. Consequências da Covid-19 e do distanciamento social na saúde da população, perdas educacionais dos nossos jovens, aumento do desemprego e nosso retorno ao mapa da fome são desafios urgentes, que precisaremos endereçar com políticas públicas. Premiar as pessoas, equipes e instituições que trabalham incansavelmente para mudar essa realidade é nossa forma de reconhecer iniciativas que têm um impacto tremendo”, destaca Ana Paula Pellegrino, codiretora executiva da República.org.

Servidores públicos do Ceará tiveram sua trajetória reconhecida

Em 2018, Francisco Lino, agente penitenciário do Ceará, foi um dos premiados. Em sua trajetória de mais de 40 anos de profissão, Lino assumiu a administração da Cadeia Pública de Caucaia, e elaborou um serviço para dependentes de drogas, o primeiro do Brasil para presos em regime fechado, e usou doações e mão de obra dos presos para construir uma sala de aula, além de consultórios médicos e odontológicos.

Já em 2009, o vencedor e representante do Ceará foi o médico psiquiatra Fábio Gomes de Matos, referência no tratamento de prevenção e cuidado de doenças mentais, como a depressão, a bipolaridade e os transtornos alimentares. Ele foi o responsável pela criação do Programa de Apoio à Vida (Pravida), pioneiro no Brasil e especializado na prevenção do suicídio.

Prêmios em dinheiro e mentoria

A escolha dos vencedores das demais categorias será feita por júris e comitês setoriais compostos por profissionais notáveis do setor público e academia, representantes do terceiro setor e de organizações com grande experiência em temas afins, além de ganhadores de edições anteriores. Critérios como diversidade, impacto social, contribuição técnica, capacidade de mobilização e efeito multiplicador, iniciativa e integridade serão observados pelos jurados.

A categoria Equipes que Transformam selecionará uma equipe vencedora e cada um dos cinco eixos setoriais da categoria Pessoas que Transformam terá três vencedores. Além dos prêmios em dinheiro que variam de R$ 5 mil para indivíduos a R$ 15 mil para equipes, os vencedores receberão a oportunidade de passar por um processo de imersão de aprendizado em gestão pública.

A premiação deste ano é um projeto da Parceria Vamos, formada pela Fundação Lemann, Instituto Humanize e a República.org, organizações da sociedade civil que atuam no fortalecimento das lideranças do setor público e do terceiro setor.

Deixe uma resposta