Aceleradora expande posicionamento e apresenta novo board executivo

Lançada no mercado em 2019, a Circle Aceleradora – iniciativa da martech agency Netza – vem fazendo importantes investimentos e acelerando a inovação com novas estratégias e modelos de negócios. Para anunciar o atual momento, a empresa apresenta o seu reposicionamento focado não apenas em martechs, mas em startups de diversos segmentos em “early stage” e “seed”. A aceleradora busca circular conhecimento, experiências e expertise criando caminhos que apoiem o ecossistema de inovação e tecnologia em todo o país.

Nesta nova fase, a companhia anuncia também um novo board executivo para fomentar conhecimento, acessos e democratizar a experiência de especialistas em startups e inovação. Os founders, Fabiana Schaeffer, Fernando Ribeiro dos Santos e Mauro Rezende, passam a compor o time de mentores Circle, ao lado de novos nomes como Alexandre Netto (CEO) – passou por gigantes como MasterCard e Tyco, vendeu três startups, sendo uma nos EUA enquanto estudava em Stanford, atua como mentor e membro do conselho de empresas reconhecidas no mercado; Jose Artur (CLO) – advogado experiente em fusões e aquisições, tendo intermediado mais de R$ 1,2 bilhão em negociações; Leonardo Lacerda (COO) – CEO da GlooPay, fintech especializada em parcelamento para desbancarizados; e Rhulian Marcus (CMO) – fundador da Hawk e autoridade no assunto marketing e growth, responsável pela escala e sucesso de diversos produtos digitais no mercado.

A estratégia da Circle é difundir os planos de aceleração online e escalar serviços para o mercado, posicionando os novos C-Levels como autoridades em suas respectivas áreas de atuação, por meio de cursos e mentorias online, materiais de apoio, conexões no mercado e direcionamento para que essas startups e seus founders tenham base para escalar no futuro. Além de ser também uma ponte entre empresas que buscam inovação e startups que podem suprir suas demandas com novos produtos e serviços, reforçando o posicionamento da Circle como um hub de inovação e negócios.

“Temos o nosso propósito, e vamos contra muito do que vem sendo culturalmente pré-estipulado pelo mercado. Em uma rotina onde inovação deve ser oxigênio, preceitos não agregam valor. A nova fase da Circle propõe uma quebra desses julgamentos, nossos conteúdos falam o idioma do dia a dia do empreendedor – até palavrões para reforçar expressão se for preciso – sem tequiniquês para tentar só deixar o texto bonito. Dentro disso, do propósito, reduzir as barreiras é um dos focos, só assim estaremos lado a lado construindo histórias que circularão em parágrafos sobre a transformação do Brasil”, conta Alexandre Netto, CEO da Circle.

Deixe uma resposta