Plataforma agiliza dinâmica de compras para bares e restaurantes, poupando tempo e dinheiro

No Brasil, existem milhares de estabelecimentos de alimentação. E diariamente são formalizados dezenas de novos negócios nessa cadeia, que atrai muitos empreendedores iniciantes. Mas independentemente do sucesso destes negócios uma coisa todos tem em comum: comprar é uma necessidade desde o primeiro dia – para muitos, diária. Todo restaurante precisa manter seu estoque abastecido com alimentos, bebidas, embalagens, descartáveis, produtos de limpeza e utensílios. E a pandemia da covid-19 fez o custo destes insumos disparar, alguns chegam a saltar 150% em poucas semanas. Nesse cenário, o uso da tecnologia vem facilitando, e muito, a rotina desse setor, organizando todo o trabalho de cotações, compras de insumos, tempo e dinheiro.

Trata-se da plataforma Meu Fornecedor, desenvolvida por uma startup cearense para solucionar de vez os desafios logísticos, poupando tempo e dinheiro. A ferramenta busca solucionar as compras, que é um antigo problema do food service, pois comprar é muito complicado, trabalhoso e massacrante. Muitos compradores possuem apenas o WhatsApp como sua ferramenta de trabalho, que não foi feita para este propósito específico. Na prática, passa-se horas aguardando respostas sobre preços, perde-se negociações em longas trocas de áudios, há uma mistura de assuntos profissionais e pessoais e muito mais.

É um dia a dia caótico, intenso, mas as compras precisam acontecer a qualquer custo, pois o comprador deve emitir o pedido de compra hoje para os produtos chegarem amanhã. Porque o estoque não pode ficar vazio, já que estoque vazio significa ausência de insumos. Se não há insumos, não há como produzir pratos. Sem pratos, não há vendas.

Funcionalidade

Da mesma forma que apps de delivery promovem restaurantes entre o público consumidor com o objetivo de trazer novos clientes para estas empresas, a plataforma Meu Fornecedor promove os fornecedores entre os restaurantes com o objetivo de facilitar vendas de produtos e insumos dos mais diversos – como alimentos, bebidas, embalagens, produtos de limpeza e utensílios. Através do sistema, que é responsivo em dispositivos móveis, o comprador reduz o tempo de compra, de um dia inteiro para alguns minutos, pois a plataforma reúne catálogos dos fornecedores numa única interface. Preço do quilo, da unidade, do litro, histórico de preços, tudo fica à disposição do comprador. Os produtos são cadastrados com fotos e dados completos, eliminando falhas na emissão de pedidos. O pedido é salvo, permitindo um acompanhamento mais seguro no momento de receber as mercadorias.

Portanto, encontrar o que se precisa, ver o preço e emitir o pedido fica bem organizado. Além disso, o comprador mantém uma constante oxigenação de fornecedores, pois cada cotação garante o acionamento de todas as distribuidoras que trabalham com os produtos solicitados. E, ainda, essa ferramenta é totalmente grátis, com interface simples, concebida especificamente para atender às necessidades dos bares, restaurantes, padarias e minimercados.

Potencial

Há apenas dois meses a plataforma foi lançada e já alcança mais de 8 mil visitas acumuladas, com 70 distribuidores cadastrados, diversas em processo de cadastramento, milhares de produtos à disposição. Atualmente, são mais de 100 usuários do sistema, que já opera tanto em Fortaleza como no interior do Ceará.

Elayne Marques, engenheira de alimentos, sócia e diretora geral da startup, vê que o mundo todo está se digitalizando em plataformas que estão mudando indústrias de uma maneira nunca antes vista, mas os bastidores do food service tem muito a avançar. O Meu Fornecedor quer ajudar isto acontecer. E a expansão nacional está para acontecer em breve.

Deixe uma resposta