A Coluna do Roberto Maciel (sábado, 18.9): O golpismo está fazendo autocrítica? A sociedade deve acreditar nisso?

  • Em 7 de setembro último, no dia em que ameaçava-se com um golpe castrar a democracia no Brasil, escrevemos o seguinte: “A Coluna começa (…) com trecho de artigo da jornalista Ruth de Aquino no jornal O Globo – antes, é necessário observar de quem se trata a autora. Ruth escrevia para a revista semanal Época, do mesmo grupo empresarial, e entre 2013 e 2016 se dedicou a reger o coro golpista que pedia o impedimento da presidenta Dilma Rousseff (PT). Apesar de a análise atual dela expressar uma preocupação pertinente, não apresenta indício nenhum de essenciais revisão e autocrítica política. Isso, em si, é um impeditivo para que o público enxergue substâncias mais confiáveis”.

Não é o caso de deslegitimar
Continuamos assim: “Nos dias em que estamos, associando-se denúncias de grossa corrupção com autoritarismo profundo, formações de quadrilhas que assaltam os cofres públicos com a compra de apoio parlamentar em tenebrosos acordos de liberação de verba, nada mais cabível do que se buscar frustrar ações antidemocráticas”. E mais: “Não se quer aqui deslegitimar a crítica ou descredenciar a opinião de uma jornalista. Menos ainda auferir valor ao governo de Bolsonaro, que não tem valor. Nosso intuito é mostrar no que deu a aventura golpista de 2013 a 2016, movida juntamente com tentativas de criminalizar e de massacrar movimentos progressistas, articulada por tucanos, banqueiros e donos da mídia”.

O papel “higiênico” da Imprensa: áspero para uns, suave para outros

Blog do Noblat (@BlogdoNoblat) | Twitter

É a propósito da necessidade de autocrítica que trazemos mais esse elemento – um post publicado pelo jornalista Ricardo Noblat (acima), um dos mais ásperos críticos dos ex-presidentes Lula e Dilma nos meios impresso e digital e, ao mesmo tempo, um dos mais suaves enaltecedores da Operação Lava-Jato:

O dedo em riste, mas (ainda) para os demais
Não se pode afirmar que Noblat está fazendo a tal da autocrítica. Nem de longe. Afinal, ele só se manifestou desse modo após a Justiça Federal de São Paulo sepultar mais uma armação de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol contra Lula (foi a 19ª decisão a favor de Lula). Talvez seja mais correto avaliar que o jornalista está cobrando isso da Imprensa, da qual faz parte e na qual cumpriu destacado papel a favor do golpe – foi ele, inclusive, quem cunhou a expressão “bela, prendada e do lar” para paparicar a esposa do golpista Michel Temer, Marcela, que em 2016 estava se tornando primeira-dama e da qual era necessário destacar a oposição pessoal à presidenta Dilma Rousseff. Mas dá para perceber, de forma clara, que Ricardo Noblat sabe do caminho a seguir. Só não o toma se não quiser. A fica uma questão residua: deve-se acreditar na sinceridade dos golpistas?

Cifra
Soma R$ 18,9 milhões o investimento que o Governo do Ceará está anunciando para 14 equipamentos de atenção social. O pacote inclui quadro centros de referência da assistência social; seis praças Mais Infância; e quatro centros de educação infantil. Cada estrutura dessas será implantada em um município distinto. A oposição vai reclamar que isso está sendo feito em vépera de ano eleitoral. Mas, pensando bem, quem tem coragem de reclamar contra melhorias sociais?

Sintaxe
A Câmara Municipal de Fortaleza anunciou campanha em alusão ao “Setembro Amarelo”. Trata-se, segundo a casa, de uma ação “de prevenção e combate ao suicídio”. Correção necessária: suicídio não se combate. É possível prevenir o ato, tratar adequadamente dos que têm propensões, mas “combater” é demais.

Coluna da Hora
Mulher trans e profissional de Tecnologia da Informação das mais respeitadas no Brasil, nossa mais recente entrevistada na iniciativa Coluna da Hora é Renata Simões Cavalcanti – também profunda conhecedora de cultura pop e referência em atitudes pelo respeito à diversidade de gênero. Confira:

É só fazer fila
O vereador Julierme Sena, que em 2020, com mais dois colegas bolsonaristas, quis invadir o hospital de campanha do Estádio Presidente Vargas. Montado pela Prefeitura de Fortaleza para cuidar de pacientes da covid-19, o o equipamento virou alvo de tentativa de escândalo. Pois agora o invasor apresentou projeto para a criação no município de um “Samu Mental”. Julierme foi, no ano passado, enxotado pelos seguranças do hospital. Como se nota, voltou às atividades parlamentares.

Prefeitura disponibiliza segundo bloco do Hospital do PV e prevê entrega de  mais 102 leitos na sexta-feira, dia 24 « Câmara Municipal de Fortaleza

Fale
O acesso à Coluna do Roberto Maciel e ao portal InvestNE é aberto e independente. O leitorado (royalties para o jornalista Neno Cavalcante) pode manter contato por intermédio do e-mail portalinvestne@gmail.com e do número de WhatsApp: +55 85 99855 9789. Ou no espaço para comentários do site, bem abaixo da Coluna.

Deixe uma resposta