Senai abre novas chamadas de pesquisa em inovação para startups brasileiras

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) está com inscrições abertas para pesquisas e projetos em inovação em três temáticas: carbono zero, alimentos saudáveis e eficiência operacional. As inscrições fazem parte da categoria Startup.tech, disponível na Plataforma Inovação para a Indústria. Startups interessadas em solução e desafios propostos por médias e grandes indústrias podem contar com essa oportunidade.

A categoria Startup.tech visa possibilitar a conexão entre a oferta de startups de base tecnológica com a demanda de médias e grandes empresas, tendo espaço propício (habitats de Inovação), bem como processo guiado para identificação de oferta, demanda, conexão entre oferta e demanda e execução de prova de conceito entre ofertante e demandante por um Institutos Senai de Inovação ou de Tecnologia.

Os Institutos irão coordenar essas chamadas regionais e estão localizados nos Senais Bahia, São Paulo, Cetiqt (no Rio de Janeiro) e Espírito Santo. Cada Regional está responsável por uma linha temática de pesquisas em inovação e soluções tecnológicas para a indústria brasileira.

As chamadas regionais são resultado da categoria de Empreendedorismo Industrial, lançada em 2017, com o objetivo de estimular a conexão entre grandes indústrias e startups, micro e pequenas empresas por meio de desafios específicos lançados por empresas consolidadas no mercado. Entre 2017 e 2018, mais de R$ 60 milhões foram disponibilizados em projetos para startups, por meio da parceria entre o Senai e o Sebrae na Plataforma Inovação para Indústria.

Para o diretor nacional do Senai, Rafael Lucchesi, essa iniciativa permite aos departamentos regionais conectar soluções de startups ou empresas de base tecnológica às demandas de indústrias de médio e grande porte, com oferta de infraestrutura e corpo técnico qualificado que os institutos possuem. “Esse é um marco para os Institutos de Inovação e Tecnologia, momento de uma vez que traz as grandes e médias empresas a possibilidade de encontrar soluções mais disruptivas para seus desafios e oportunidades de negócios inovadores no mercado”, destaca.

O Senai irá disponibilizará R$ 4,5 milhões para financiar o desenvolvimento de produtos, processos ou serviços inovadores para aumentar a produtividade e competitividade da indústria brasileira. As propostas selecionadas receberão recursos e apoio para desenvolvimento de projetos, passando por processos de validação, de protótipo em parceria com a rede de Institutos Senai de Inovação e dos Institutos Senai de Tecnologia. A duração dos projetos será de até 12 meses, prorrogáveis por mais seis meses.

Conheça as chamadas regionais com inscrições abertas

I. Carbono Zero (Senai-BA)

A chamada “Salvador Carbono Zero” irá selecionar empresas e que queiram desenvolver projetos de pesquisa em inovação para ampliar oferta de serviços que estimulem a transição para a economia de baixo carbono e para a inovação tecnológica sustentável. A meta é receber 100 propostas de startups de todo o país, e ao menos 20 indústrias interessadas, que estejam elegíveis de acordo com o regulamento da categoria. As inscrições para essa categoria seguem até 15 de outubro.

II. Alimentos Saudáveis (SP e Senai Cetiqt)

A iniciativa visa a troca de soluções inovadoras entre a demanda das indústrias e a oferta de startups ou Empresas de Base Tecnológica (EBT), com foco em alimentos saudáveis, concedendo às indústrias demandantes o acesso às novas soluções propostas por Startups/EBT, e a essas selecionadas, proporcionar espaço físico através dos Habitats de Inovação do SENAI-SP, bem como o processo guiado com identificação de oferta e demanda, conexão entre oferta e demanda, e execução de prova de conceito entre ofertante e demandante pelo Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos e Bebidas (ISTAB) e pelo SENAI Cetiqt. As inscrições encerram no dia 5 de novembro.

III. Eficiência Operacional (ES)

Essa chamada visa conectar soluções ofertadas por startups a demandas de empresas industriais e apoiar, por meio de recursos não reembolsáveis, o desenvolvimento tecnológico de projetos inovadores. Este edital apoiará o desenvolvimento tecnológico de até sete projetos de provas de conceitos (POC) de produtos, processos, serviços ou modelos de negócios inovadores propostos por startups que tenham o objetivo de aumentar a eficiência operacional das indústrias, seguindo as diretrizes da Plataforma de Inovação para Industria pela categoria Startup.Tech. Eficiência Operacional significa aproveitar efetivamente os recursos em seus conjuntos de atividades, eliminando esforços redundantes e tornando os processos mais ágeis usando ferramentas tecnológicas, tecnologias avançadas e sistemas inteligentes para tal, buscando um melhor desempenho para a empresa. As inscrições seguem até o dia 22 de outubro.

Como participar

Plataforma Inovação para a Indústria está aberta à participação de empresas do setor industrial de todos os tamanhos, inclusive startups de base tecnológica. Para participar, é necessário enviar a ideia pela Plataforma, seguindo normas e cronogramas específicos de cada categoria.

🧾 Acesse aqui o regulamento.

A Plataforma é uma iniciativa do Sistema Indústria para financiar o desenvolvimento de produtos, processos ou serviços inovadores, com o objetivo de aumentar a produtividade e a competitividade da indústria brasileira, além de promover a otimização da segurança e saúde na indústria. Criada em 2004 como Edital Senai Sesi de Inovação, a iniciativa já selecionou mais de mil projetos inovadores, nos quais foram investidos mais de R$ 817 milhões. As propostas escolhidas recebem recursos e apoio para desenvolvimento de uma prova de conceito, passando por processos de validação, de protótipo e de teste na rede de inovação e tecnologia do Senai.

Rede Institutos Senai de Inovação 

A Rede de Institutos SENAI de Inovação foi criada para atender as demandas da indústria nacional. Ela tem como foco de atuação a pesquisa aplicada, o emprego do conhecimento de forma prática, no desenvolvimento de novos produtos e soluções customizadas para as empresas ou de ideias que geram oportunidades de negócios. Os institutos trabalham em conjunto, formando uma rede multidisciplinar e complementar, entre si e em parceria com a academia, com atendimento em todo o território nacional.

A rede é composta por 26 Institutos Senai de Inovação. Desde a criação, em 2013, mais de R$ 1,2 bilhão foram mobilizados em 1.332 projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). A estrutura conta com mais de 930 pesquisadores, sendo que cerca de 52% possuem mestrado ou doutorado. Por serem reconhecidos como Instituições de Ciência e Tecnologia (ICT), os Institutos Senai de Inovação possuem acesso a diversas fontes de financiamento não-reembolsáveis para projetos de PD&I. Atualmente, 15 institutos compõem unidades EMBRAPII e possuem acesso direto a recursos para financiamento de projetos estratégicos de pesquisa e inovação.

Deixe uma resposta