Inadimplência no varejo registra leve recuo em agosto

A inadimplência do crediário no varejo de moda registrou recuo de 2,96 pontos em agosto em relação ao mês de julho. O levantamento revela que 8,52% das parcelas do crediário estavam atrasadas entre 61 e 90 dias no encerramento do mês de agosto, enquanto o indicador era de 8,78% em julho. Na comparação com agosto de 2020, a redução foi de apenas 0,81%, uma vez que o índice ficou em 8,59%. Os dados são do Índice Meu Crediário, pesquisa mensal que mede os níveis de inadimplência em cerca de 200 redes varejistas do país. 

Realizado pelo Meu Crediário – fintech especializada no setor – o levantamento possui um nível de confiança de 95%. Vale ressaltar ainda que o índice de inadimplência de agosto de 2021 refere-se às compras realizadas pelos consumidores em maio e que estão atrasadas entre 61 e 90 dias. Após esse período, o cliente já é considerado inadimplente pelos órgãos de proteção de crédito. 

Segundo Jeison Schneider, CEO do Meu Crediário, a tendência é de que o cenário da inadimplência deve continuar em queda nos próximos meses. “Esse movimento já era esperado pelo mercado por conta do avanço da vacinação no País e o retorno mais consistente das pessoas às lojas físicas. No Meu Crediário, estamos lançando um app para digitalizar ainda mais o crediário e nossa expectativa é de que com isso a redução da inadimplência seja um pouco mais acentuada, uma vez que estamos facilitando o pagamento das parcelas via Pix”, explica.

Proprietário de um sistema de gestão especializado no crediário próprio multicanal e pioneiro na modalidade ‘buy now pay later’ no Brasil, o Meu Crediário idealizou o levantamento com intuito de trazer um panorama completo sobre o desempenho da modalidade no varejo de moda brasileiro. Dentro do setor, o crediário hoje representa em média 40% do faturamento dos lojistas.

Deixe uma resposta