App Lady Driver cadastra condutoras para o mercado de Fortaleza (CE)

O Lady Driver, maior aplicativo de mulheres motoristas do mundo, está preparando o início de sua operação em Fortaleza. Para isso, inscreve interessadas em trabalhar no deslocamento de passageiros na cidade. O cadastro pode ser feito gratuitamente pelo próprio aplicativo.

Ao optar por contratar exclusivamente mulheres, o serviço busca promover a igualdade de gênero, visto que, em meio à pandemia de covid-19, as mulheres foram as mais atingidas pelo desemprego. De acordo com a Pesquisa do Ipea, houve redução para 39,7% no percentual de mulheres com ocupação de trabalho somente no segundo trimestre de 2020 (Dados da Pnad Contínua de 2012 a 2020).

Por outro lado, cresceu a taxa de brasileiras habilitadas. Existem no Brasil 5,8 milhões de condutoras de automóveis, até março de 2021, o equivalente a 35% do total de carteiras válidas no Brasil (Pesquisa Abramet/Denatran). Nesse cenário, o transporte por aplicativo é alternativa viável de renda e um dos diferenciais do Lady Driver é a remuneração por todo o percurso realizado, desde o aceite da corrida incluindo o deslocamento até a passageira, até o destino final e a isenção de taxas mensais para as motoristas utilizarem o sistema.

O serviço pretende também formar uma rede de apoio para a rotina das clientes, cujo público prioritário é de mulheres, idosos e idosas, pessoas com mobilidade reduzida e crianças.  O Lady Care, uma das opções de agendamento de corridas, foi pensado para humanizar a locomoção de passageiros e passageiras que necessitam de mais cuidado em seu deslocamento.

A franquia do aplicativo no  Ceará é dos empresários  Luciana Dalla Nora e Miguel  Andrade, eles destacam o potencial de mercado que encontram na capital cearense, onde pretendem iniciar as atividades com 350 mulheres motoristas. 

“O nosso grande propósito é oferecer segurança para o deslocamento de mulheres, considerando que 97% já sofreram assédio no transporte coletivo. Em termos de renda, temos uma série de diferenciais. A nossa taxa, por exemplo, é fixa de 25% em todos os horários. Para a segurança das motoristas e passageiras, após se inscreverem no aplicativo, o sistema faz uma busca na Receita Federal e na Polícia Federal”, declara Luciana Dalla Nora, sócia local da empresa.

Para cadastro

As motoristas interessadas podem baixar o aplicativo Lady Driver e fazer o cadastro gratuitamente. Os  requisitos são ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com observação “Exerce Atividade Remunerada”; Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV)  atualizado; carro dentro do padrão Lady Driver; cartão de crédito e conta bancária; atestado de antecedentes criminais (obtido na Polícia Civil) e comprovante de residência no seu nome. 

Sobre o Aplicativo

A empresa foi criada em 2016 pela CEO, Gabryella Corrêa, com a proposta de oferecer às passageiras mais proteção contra o assédio sexual no transporte, situação da qual a própria fundadora foi vítima. O aplicativo conecta mulheres passageiras e condutoras, proporcionando segurança para ambas e independência financeira para as motoristas. Existe desde 2018 em São Paulo, onde já cadastrou mais de 60 mil mulheres.

Deixe uma resposta