Mercados aguardam inflação nos EUA

As principais bolsas europeias fecharam mistas nesta terça-feira (12). Os agentes ficaram receosos com as perspectivas de inflação devido ao aumento nos preços das commodities, em especial, do petróleo. Externamente, as questões envolvendo as preocupações com setor imobiliário chinês também gerou aversão ao risco dentro do continente. Londres teve queda de 0,34%. Frankfurt e Paris perderam 0,34% cada. Milão cedeu 0,23%. Madri e Lisboa caíram 0,41% e 0,46%, respectivamente.

Aguardando a temporada de balanços corporativos, os principais índices de Nova York fecharam em queda na tarde de ontem (12). A cautela dos investidores se somou às perspectivas de divulgação da ata do FOMC, que será hoje (13). A fala do vice-presidente da autoridade monetária, Richard Clarida, de que o FED cumpriu sua meta de emprego para tapering também ajudou a alimentar os receios dos investidores. O Dow Jones teve queda de 0,34%. O S&P 500 recuou 0,24% e a Nasdaq teve queda de 0,14%.

No Brasil, o mercado estava fechado devido ao feriado, mas o ETF (fundo de índice) MSCI Brazil (EWZ), que replica a bolsa brasileira e é negociado em Nova York, teve recuo de 0,25% — podendo repercutir no desempenho dos ativos hoje (13.10).
Para está quarta-feira

Os mercados asiáticos fecharam sem direção única com os investidores do continente de olho no IPC (Índice de Preços ao Consumidor) dos EUA. Internamente, as exportações chinesas de setembro ajudaram as bolsas da China continental. O anúncio do alerta de um tufão fez com que a bolsa de Hong Kong fosse cancelada. O Xangai Composto teve alta de 0,42% e o Shenzhen avançou 1,29%. Tóquio teve queda de 0,32%. Seul subiu 0,96% e Taiwan teve recuo de 0,70%.
Já o minério de ferro voltou a recuar em Singapura, com queda de 3,06%, cotado a US$ 122,90.
As bolsas na Europa operam mistas em meio aos resultados de importantes companhias como SAP e LVMH e os resultados positivos de atividade econômica. Todavia, os dados de inflação nos Estados Unidos podem jogar nova luz à questão do tapering e continuam dentro das expectativas dos agentes.
Os futuros nos EUA operam em alta, com os investidores aguardando números de balanços de importantes companhias. Ao longo do dia também serão divulgados os dados de Inflação ao Consumidor, Balanço Orçamentário, Ata do FOMC e Estoque de Petróleo.
No Brasil, após o feriado, há a possibilidade de a B3 continuar o movimento de queda do EWZ ontem (12).
 O Bacen ofertará 14.000 contratos de swap para ajuste do overhedge às 10h30 e 15.000 contratos de swap para rolagem a partir das 11h30.
Os investidores também ficarão atentos ao cenário externo e à política local.

Deixe uma resposta