Brasil

Agroamigo supera marca de R$ 15 bilhões aplicados no Nordeste

Posted on Updated on

O programa de microcrédito rural orientado do Banco do Nordeste, o Agroamigo, acaba de superar a marca de R$ 15 bilhões aplicados com agricultores familiares desde a sua criação, em 2005. Neste período, foram cerca de 4,7 milhões de operações, que beneficiaram mais de 2 milhões de produtores dos noves Estados nordestinos e do norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

A operação que marcou o alcance dos R$ 15 bilhões em investimentos foi contratada pelo agricultor Gesualdo Joaquim de Sousa, do município de Brejo Santo, no Ceará, para a aquisição de um sistema de irrigação por gotejamento e uma motobomba. Ele produz hortaliças como alface, coentro e cebolinha há 18 anos e desde 2014 recebe crédito e orientação do Agroamigo e sempre manteve as parcelas dos financiamentos com o Banco do Nordeste em dia.

No Ceará já foi registrado R$ 1,97 bilhão em investimentos, distribuído em 656 mil operações de microcrédito. Desde 2005, o programa atendeu 278 mil agricultores familiares cearenses.

O Agroamigo apresenta resultados crescentes desde a sua origem. Apenas em 2018, foram contratados mais de R$ 2,5 bilhões, por meio de 505 mil operações. No Ceará, foram aplicados R$ 310 milhões no ano, distribuídos em 63 mil contratos.

Para 2019, os desafios são ainda mais robustos. O programa prevê R$ 2,7 bilhões em operações com produtores rurais da Região. Para o Ceará, a expectativa é fechar o ano com R$ 331 milhões aplicados.

Com foco nos beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o Agroamigo financia, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), atividades geradoras de renda no campo ou em aglomerado urbano próximo, quer sejam agrícolas, pecuárias ou outras atividades não agropecuárias no meio rural, como turismo, agroindústria, pesca, serviços e artesanato.

Os principais produtos oferecidos aos clientes são o Agroamigo Crescer, voltado para agricultores familiares com renda bruta anual de até R$ 23 mil, dispondo de crédito de até R$ 5 mil e juros de 0,5% ao ano, e o Agroamigo Mais, que oferece crédito de até R$ 15 mil para produtores com renda bruta anual até R$ 415 mil.

Como lidar com a “maldição do conhecimento”

Posted on Updated on

Você já passou pela experiência de se dedicar ao máximo para entender uma determinada informação, e simplesmente não conseguir encontrar o fio da meada? Se a resposta for positiva, você talvez tenha sido vítima do chamado “curse of knowledge”. Em síntese, a “maldição do conhecimento” acontece quando o alto grau de familiaridade de um profissional com um tema específico interfere na maneira com que ele absorve novos conhecimentos ou se expressa sobre o tema.

Ou seja, quanto maior o conhecimento sobre um tema, menor a capacidade de disseminar o assunto de forma satisfatória. “As pessoas tendem a ficar perdidas no início de um novo trabalho, por exemplo. Porém, o cotidiano organizacional auxilia na assimilação dos elementos daquele ambiente, e as principais dúvidas a respeito de um assunto costumam ser esquecidas. Por outro lado, é latente a dificuldade que muitas pessoas têm de transmitir conhecimento a respeito de um tema ou ambiente com os quais estão amplamente familiarizados.

Isso prejudica a comunicação interna, mas não é só. Pode ser uma enorme barreira na comunicação junto ao consumidor final também”, afirma Renato Gangoni, CEO da Spin Design, empresa de curadoria de treinamentos corporativos com atuação global. 

Contornando este desafio

Apesar de haver maneiras paliativas para remediar os efeitos da “maldição do conhecimento”, a verdade é que não há nada melhor do que mostrar aos clientes (internos e externos) exemplos concretos da atuação da companhia, em vez de apenas conteúdos verbalizados ou textuais. Nesse contexto, a linguagem visual destaca-se. No livro “The Back of the Napkin” fica evidente que as empresas devem apostar mais e mais em formas visuais e intuitivas de comunicação. O autor Dan Roam acredita que uma imagem soluciona qualquer problema, pois “ao rabiscar determinado desafio, o executivo está apto a enxergar aspectos invisíveis que irão impulsionar insights em potencial”. 

Na prática, este conceito apresentado por Roam nada mais é que uma composição visual idealizada através dos princípios de arte e design, com o objetivo de transmitir uma mensagem, um conhecimento. “Se uma pessoa verbaliza os pensamentos, pode visualizá-los. Neste caso, elementos visuais, tais como animações, jogos, vídeos e afins, otimizam o processo de aprendizagem ao requerer um menor esforço físico e químico do cérebro para absorver novos conteúdos.

Devido a este fator, este estilo de composição chama mais a atenção do público-alvo e reduz o período de internalização das informações”, explica Gangoni, e complementa: “Com pitadas de análise de conteúdo, pensamento lógico-racional, design de informação, design gráfico e criatividade, transformamos os materiais corporativos em produtos rápidos, universais e compartilháveis”.

Custos com a saúde crescem no Brasil

Posted on Updated on

Quanto mais se vive, mais se gasta com saúde. O custo com a saúde pública no Brasil chegou a R$ 131,2 bilhões em 2018, segundo o Ministério da Saúde, e a expectativa é que os gastos aumentem na mesma proporção que a população envelhece. Por outro lado, os gastos com a saúde privada representam quase 60% do total de gastos com saúde no país, segundo dados do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

O alto custo da saúde é impactado por fatores como aumento da utilização de recursos médicos, inclusão de novas tecnologias e, com frequência, por fraudes que elevam esses gastos. Uma pesquisa divulgada recentemente pelo IESS em parceria com a consultoria PwC Brasil, apontou que o total de gastos relacionados a fraudes seja equivalente a 15% das despesas assistenciais do ano de 2016. Com isso, um dos grandes desafios para uma gestão eficiente na saúde passa, invariavelmente, pela implementação de práticas que reduzam o aumento de custos.

O uso da tecnologia, no entanto, pode ser uma alternativa para auxiliar na gestão e reduzir despesas. A Sharecare, empresa líder na combinação de saúde digital com gestão de saúde integrada, é especialista em desenvolver soluções que combinem alta tecnologia com protocolos cientificamente validados. A empresa americana, em operação há quatro anos no Brasil, obteve em um ano, redução de mais de R$ 100 milhões no custo com saúde de seus clientes. Para isso, a Sharecare utiliza Big Data e Machine Learning aplicados a modelos matemáticos para que os clientes melhorem o processo de tomada decisões, obtendo vantagem competitiva na interpretação correta de resultados de saúde.

Um exemplo dessa expertise é o Programa Modelagem Preditiva, em que é realizado um mapeamento de toda a população, identificando a probabilidade de eventos futuros de alto risco com base em dados e padrões históricos. O retorno sobre investimento pode chegar a 29%, utilizando a metodologia CEM (Coarsened Exact Matching), criada em Harvard com parceria da Sharecare. Outro dado importante apontado pelo data analytics da Sharecare: somente 5% da população de alto risco é responsável por até 25% do custo total de saúde de uma companhia, indicando a necessidade de investir em prevenção de saúde e reduzindo o agravamento de enfermidades.

“A redução de custos na saúde está baseada no conhecimento aprofundado sobre a saúde de pessoas e na aplicação de novas tecnologias para promover a saúde integral dessa população. Em nossa plataforma é possível fazer a gestão estratégica da saúde, o que implica em benefícios tanto para o colaborador como para a empresa. Pessoas mais saudáveis, se sentem bem para produzir. E quando se trata de produtividade, estamos falando do principal fator competitivo para as empresas, o que realmente lá na ponta vai fazer a diferença na conquista de melhores resultados financeiros”, explica o diretor geral para América Latina, Nicolas Toth Jr.

Diretoria do Fórum da Justiça cearense apresenta novo modelo de governança

Posted on Updated on

A Diretoria do Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza (CE), deu início à implementação de um novo modelo de governança estratégica, com o objetivo de aprimorar a gestão administrativa das diversas áreas e setores que compõem o Fórum e, assim, oferecer melhores serviços aos jurisdicionados, além de contribuir com o alcance dos objetivos estratégicos do Poder Judiciário do Ceará.

A juíza diretora, Ana Cristina de Pontes Lima Esmeraldo, apresentou os detalhes do funcionamento da nova estrutura durante reunião com os juízes coordenadores das áreas. Segundo a magistrada, foi feito o alinhamento inicial dos trabalhos e definidas as próximas etapas.

“Essa primeira reunião conjunta com os juízes coordenadores e integrantes da Diretoria teve por objetivo estabelecer a forma de trabalho, ouvir as demandas e sugestões das áreas, apresentar os servidores que integrarão o núcleo de apoio e elaborar o calendário inicial das atividades”, afirmou.
Com o mesmo propósito, serão realizadas também reuniões com gestores das unidades administrativas do Fórum, já agendadas para acontecer entre os dias 25 de fevereiro e 15 de março.

GOVERNANÇA ESTRATÉGICA

A estrutura será formada por um Comitê de Governança Estratégica e um Núcleo de Apoio a Governança Estratégica, que estarão responsáveis por elaborar, articular, apoiar e acompanhar a implementação de ações, projetos e práticas referentes à gestão administrativa do Fórum.

O Comitê deverá propor iniciativas que contribuam para o bom funcionamento das atividades das diversas áreas que integram o Fórum, bem como que auxiliem no cumprimento da estratégia do Poder Judiciário do Ceará.

Já o Núcleo de Apoio a Governança Estratégica terá como atribuições acompanhar a implementação dos indicadores e metas das ações e projetos estratégicos; realizar estudos de viabilidade e de diagnóstico para estruturar projetos e planos de trabalho; acompanhar, avaliar e divulgar os resultados das ações administrativas, dentre outras.

Prefeitura de Fortaleza lança plataforma de qualificação profissional

Posted on Updated on

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), lança hoje (25/02), às 14h, no auditório do Paço Municipal, o Profuturo Fortaleza, uma plataforma online que reúne as informações sobre os cursos de qualificação profissional ofertados pela Prefeitura de Fortaleza. Desenvolvida pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), em parceria com a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), a plataforma vai centralizar e disponibilizar ferramentas de acesso às formações profissionais. A ação faz parte do pacote de medidas do Programa Fortaleza Competitiva.

Neste primeiro momento, o Profuturo integrará os cursos oferecidos por órgãos municipais: Secretaria Municipal da Cultura (Secultfor), Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), Secretaria Municipal do Turismo (Setfor) e Coordenadoria de Juventude.

Com a consolidação da plataforma, a Prefeitura de Fortaleza pretende ampliar a integração, reunindo as informações do Governo do Estado, terceiro setor e iniciativa privada, inclusive, os cursos de ensino a distância.

Cidade Competitiva

O Programa Fortaleza Competitiva é uma iniciativa que engloba um pacote de medidas de estímulo à criação de um cenário qualificado para novos negócios, na Capital, viabilizando mecanismos para o surgimento e crescimento de empresas em áreas estratégicas do Município, gerando emprego, renda e desenvolvimento.

Decon Viajante visita cinco cidades do Ceará na primeira edição de 2019

Posted on Updated on

A primeira edição do Decon Viajante de 2019 visitará as cidades de Chaval, Jijoca de Jericoacoara, Cruz, Acaraú e Itarema.De hoje (25 de fevereiro) a 1º de março, esses municípios receberão atendimento do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), do Ministério Público do Estado do Ceará, e poderão tirar dúvidas bem como registrar reclamações contra fornecedores de produtos e serviços e denunciar estabelecimentos que acreditem estar descumprindo a lei. Além de atendimento à população, o projeto Decon Viajante realiza emissão de documentos (RG e CPF) em parceria com a Secretaria da Proteção Social, Mulher, Justiça e Direitos Humanos.

Para o registro da reclamação os consumidores precisa ter em mãos o RG, CPF, Comprovante de residência e todos os documentos ligados à reclamação. Os atendimentos são realizados sempre das 8h às 14h, nas Praças Centrais de cada uma das cidades, em uma van do projeto. Para a realização dos atendimentos, o Decon conta com o apoio das Promotorias de Justiça das Comarcas destes Municípios. Essa descentralização contribui para aumentar a resolução de conflitos nas relações de consumo, principalmente, no interior do Estado. O “Decon Viajante” foi iniciado em 2016 e desde então já foram registrados 2.695 atendimentos em 138 municípios.

O “Decon Viajante” é uma ação do projeto “Fortalecimento e Expansão dos Órgãos de Defesa do Consumidor” do Decon, firmado entre a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça e a Procuradoria-Geral de Justiça do Estado do Ceará (PGJ). O objetivo é reestruturar os órgãos de defesa do consumidor, criar postos de atendimento móvel na Capital e no Interior do estado e implantar Procons em municípios cearenses integrados ao Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec). Todos os relatórios podem ser verificados no site do projeto.

Confira o calendário:

25/02 – Chaval

26/02 – Jijoca de Jericoacoara

27/02 – Cruz

28/02 – Acaraú

01/03 – Itarema

Aulas do Centro de Educação Infantil (CEI) Olga & Parsifal Barroso são iniciadas

Posted on Updated on

Nesta segunda-feira (25.2), os moradores de Caucaia contarão com o maior complexo educacional da rede municipal de ensino. O Centro de Educação Infantil (CEI) Olga & Parsifal Barroso vai atender 500 crianças, em tempo integral, com aulas de 07h às 16h.

A unidade, construída no Parque Araturi, através de uma parceria entre o Instituto Myra Eliane e a Prefeitura Municipal de Caucaia, servirá como modelo do projeto Valores Humanos na Educação Infantil. As aulas serão conduzidas com base em uma metodologia diferenciada, fundamentada na promoção de Valores Humanos como a paz, o amor, a não-violência, retidão, e a verdade, conforme a proposta divulgada pelo Instituto Sathya Sai de Educação no Brasil.

Ao longo de toda essa semana, as 39 professoras que serão responsáveis pelas aulas na escola estão participando de uma capacitação do projeto Valores Humanos. A ideia é que as profissionais possam levar os valores para a sala de aula e, assim, impactar centenas de famílias da região. O encerramento da formação acontecerá nesta sexta-feira (22), às 13h, no Centro Municipal de Formação e Avaliação (CEMFA), na Av. Central, 1425 – Tabuba, Caucaia – CE.

A instituição sem fins lucrativos conta com o trabalho de profissionais de diferentes áreas, que prestam serviço voluntário com o fim de desenvolver Valores Humanos em prol da formação do caráter. O espaço conta com uma estrutura que inclui 26 salas, teatro grego com capacidade para 180 pessoas, refeitório, quadra poliesportiva, vila, horta, pista de corrida, playground, campo de areia, areninha, área administrativa e banheiro.

O presidente do Instituto Myra Eliane, o empresário Igor Queiroz, enalteceu o empenho da Prefeitura e dos colaboradores da entidade para viabilizar o funcionamento do equipamento. “A construção dessa escola representa um marco para a educação de Caucaia. Trabalhamos arduamente ao longo dos últimos meses, em parceria com a prefeitura, para que este sonho se materializasse. Acreditamos que é possível construir um mundo melhor, com base nos valores humanos, a partir da educação”.

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 43 milhões

Posted on Updated on

Ninguém acertou ontem (sábado, 24.002) as seis dezenas da Mega-Sena, no concurso 2.127. O prêmio acumulou em R$ 43 milhões. Os números sorteados foram: 01, 07, 28, 30, 44 e 46.

Os sorteios da Mega-Sena são realizados duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em uma das mais 13 mil casas lotéricas do país. Também é possível jogar pela internet, no site da Caixa Econômica Federal, mas para isso é preciso ter mais de 18 anos. Pelo site, a compra mínima de apostas é de R$ 30.

Com uma aposta simples de seis números, a chance de ganhar é de uma em 50 milhões. Quantos mais números apostados, aumentam as chances de ganhar. Entretanto, a aposta com a maior quantidade de números – 15 – custa mais de R$ 17 mil. Nesse caso, a chance de ganhar é uma em 10 mil.

Empresa investe em núcleo de experimentação e contrata executivo para assumir a nova área

Posted on Updated on

Com a onda crescente da transformação digital, antigos modelos de negócio se tornam cada vez menos sustentáveis. Quase 90% dos entrevistados em uma pesquisa global de gerentes e executivos realizada em 2015 por MIT Sloan Management Review e Deloitte anteciparam que seus setores serão impactados pelas tendências digitais de forma grande ou moderada, mas apenas 44% dizem que suas organizações estão se preparando adequadamente para as mudanças que estão por vir.

Neste contexto, um dos maiores centros de inovação do Brasil, o CESAR, anunciou recentemente a criação de um núcleo de experimentação – o novo CESAR Labs. À frente do projeto está Ivan Patriota, que assume o cargo de diretor executivo da área, trazendo toda a sua bagagem na área de inovação, transformação digital e experimentos. “Nosso objetivo é dar ainda mais agilidade e resultado para os clientes do CESAR. Para isso, vamos realizar experimentação de novos produtos e serviços digitais, sempre atrelados a modelos de negócios sustentáveis e em rede”, conta.

Com uma estrutura fluida e adaptável às características de cada cliente, o CESAR Labs trabalhará para resolver problemas que atualmente causam impasses no mercado. “Receberemos projetos complexos para os quais, aparentemente, não há ainda uma solução”, explica Patriota.

Aproveitando-se do diferencial de fazer parte de um centro de inovação com mais de 20 anos no mercado – durante os quais colecionou um histórico de realizações empreendedoras -, o Labs irá concentrar esforços para entender ainda mais como é o processo de inovação “radical”, como descreve o executivo. “O nosso desafio é potencializar os negócios de experimentação em nossos clientes, mostrando ao mercado que investir em inovação e pensar em novas formas de fazer negócios é essencial para este momento”, finaliza.

Automação: o futuro das profissões em xeque

Posted on Updated on

Fruto de discussões, reflexões e debates, a automação das profissões é um assunto que reverbera e levanta muitos questionamentos sobre o futuro do mercado de trabalho. A pesquisa mais recente, realizada por Acadêmicos da Universidade Federal de Brasília (Unb), aponta que 54% dos trabalhos formais no Brasil estão ameaçados pela substituição de máquinas até 2026. De acordo com Claudio Riccioppo, especialista em recolocação profissional e fundador da Employability, os trabalhadores que souberem desenvolver sua empregabilidade terão uma larga vantagem com essa mudança de cenário.

Claudio Riccioppo – fundador da Employability – afirma que o grande segredo para afastar o desemprego é desenvolver a empregabilidade diariamente

“Nenhuma indústria está imune a realidade da automação e o que os profissionais podem e devem fazer é desenvolver, diariamente, o que chamamos de empregabilidade – a habilidade de conseguir emprego e renda, sem precisar de um único empregador específico, é ter as rédeas do jogo do emprego em suas mãos, é poder escolher além de ser escolhido por oportunidades profissionais” explica Ricciopo.

Por essa razão, Riccioppo separou 4 dicas de como desenvolver a empregabilidade e se preparar para o futuro da automação. Confira:

  1. Atenção às demandas do empregador:

Em um universo de milhares de profissionais disputando uma vaga de emprego é de suma importância que o candidato tenha a preocupação de adaptar o currículo aos pré requisitos do anúncio, ou seja, montar seus resultados obtidos e atividades desenvolvidas paralelamente às reais necessidades do contratante para que este entenda que você é o perfil encaixado para a posição.

2. Boa Comunicação Digital é obrigatório

Ter um perfil campeão no LinkedIn já não é mais um diferencial e sim um pré requisito para ser combativo no processo de busca pelas melhores oportunidades de trabalho, além de ser de suma importância a preocupação com o S.E.O. (search engine optimization ou Otimização de Mecanismo de Busca) que nada mais é do que  técnicas utilizadas para ser melhor ranqueado nos mecanismos de buscas e estando mais facilmente encontrado por selecionadores.

3. Causar boa impressão no primeiro contato

Conhecer de Técnicas de entrevistas e negociação salarial também é de fundamental importância pois não há uma segunda chance para causar uma boa primeira impressão, a maior parte dos profissionais ao não serem mais contactados pela empresa não sabem o porque deixaram de seguir com seu perfil no processo, este conhecimento permite com que o avaliado possa pensar com a mente do selecionador estando a frente dos fatos para uma melhor performance na apresentação.

4. Não atire para todos os lados

Saber se divulgar é uma arte, a panfletagem de currículos é muito comum no mercado, acreditar que quanto mais currículos são enviados mais chances você terá é um erro enorme, além disso chegará o tempo onde as empresas não mais anunciarão as suas vagas de emprego e sim irão buscar soluções para os seus problemas, investir desde já na criação de uma marca profissional principalmente no universo digital é estar a frente dos acontecimentos, a criação de uma vídeo apresentação no youtube por exemplo para constar o link em seu linkedIn e em um cartão de visitas é por exemplo uma estratégia certeira para potencializar a empregabilidade.