Nordeste

Experiência de Medellín, na Colômbia, é abordada em seminário na Fiec

Posted on Updated on

A cidade de Medellín, na Colômbia, era a mais violenta do mundo na década de 1990. Hoje, é uma das mais inovadoras do planeta e exemplo de como os investimentos em segurança pública podem transformar a realidade de um lugar. Para falar sobre essa transformação, o ex-prefeito da cidade colombiana, Aníbal Gaviria, é o convidado da edição do Fórum Industrial Ideias em Debate, que acontece hoje (24/10), às 18h30min, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). As inscrições são gratuitas e haverá tradução simultânea.

Gaviria foi prefeito de Medellín de 2012 a 2015, tornando-a destaque no cenário mundial, como referência em planejamento urbano. A cidade colombiana recebeu o título de “Cidade Mais Inovadora do Planeta” em 2013. Foi também governador do estado de Antioquia (2004 a 2007), sendo considerado o melhor governador da Colômbia. É professor da Universidade de Berkeley, na Califórnia.

O Fórum Industrial Ideias em Debate é uma iniciativa da Fiec que promove a reflexão acerca de vários assuntos de impacto para indústria cearense, trazendo personalidades de diversas áreas para apresentar informações atualizadas ao setor produtivo, visando seu fortalecimento. Entre os nomes que já participaram das edições anteriores, Ciro Gomes, Leandro Karnal, Maílson da Nóbrega, Marco Antonio Villa, Augusto Cury, Miriam Leitão, Mário Sérgio Cortella, Mauro Benevides Filho, Clóvis de Barros Filho, Ricardo Boechat, Bráulio Bessa, Dráuzio Varela, Ricardo Amorim, Carlos Alberto Sardenberg, Deltan Dallagnol, Cristiana Lôbo, Eduardo Giannetti da Fonseca , Zeina Latif e Paulo Rabello de Castro, entre outros.

Nessa edição do fórum, a Fiec lança a Rota Setorial da Segurança Pública, uma iniciativa do presidente Beto Studart, que reúne um panorama do setor no Ceará e caminhos possíveis para a superação de gargalos, esboçando uma visão de futuro com uma agenda convergente de ações. A Rota foi construída coletivamente com a participação de especialistas do meio acadêmico, empresarial, do governo e do terceiro setor.

As Rotas Estratégicas Setoriais, projeto do Observatório da Indústria da Fiec, sinaliza rumos para a construção do futuro, com horizonte temporal de 2025, para cada um dos setores e áreas identificados como mais promissores para a indústria do Ceará. Já foram estruturadas 13 rotas envolvendo várias áreas como energia, logística, eletrometalmecânica, entre outras.

Seminário trata de consumo de energia elétrica e novas tecnologias

Posted on Updated on

Associação Comercial do Ceará e Conselho de Consumidores da Enel promovem hoje (quarta, 24/10), a partir das 14h, seminário com o tema “Comportamento do consumidor de energia elétrica frente aos avanços tecnológicos do setor”. É o segundo evento do gênero para consumidores de energia elétrica da classe comercial, visando ao debate dos aumentos sucessivos das contas de luz e das alternativas para diminuir o peso da tarifa no orçamento das empresas locais, inclusive com o estímulo ao uso de equipamentos “inteligentes” e de outros recursos geradores de energias alternativas.

Uma destas alternativas a ser debatida durante o seminário será o uso das placas fotovoltaicas- energia solar. Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostram que, de junho de 2013 para cá, o número de conexões de microgeração de energia alternativas subiu de 23 para 30.900 – sendo 99% desse montante de energia solar. Ou seja, existe hoje uma escalada de projetos deste tipo no Brasil.

O Ceará tem ainda uma situação absolutamente favorável. O índice de radiação solar aqui que chega, em média, a 5,5 KWh/m2. É mais que 90% superior à que se tem, por exemplo, na Alemanha, líder mundial em produção de energia solar.

Para explicar melhor como essa transformação vem acontecendo na Europa, vai participar do Seminário o especialista internacional Victor Paulo Soares Lima que vai falar sobre o tema “Experiência de Portugal na Microgeração de energia”.

Durante o seminário, o Banco do Nordeste vai mostrar como está conseguindo melhorar ainda mais esse cenário como o FNE Sol, linha de financiamento que tem juros menores enquanto o banco estuda, também, a possibilidade de estender às pessoas físicas os mesmos benefícios ofertados às empresas.

O evento será na sede da Associação Comercial do Ceará (Rua Dr. João Moreira, 207 – Centro).

Camilo Santana, sobre a ampliação do aeroporto de Fortaleza: “estamos fortalecendo o fluxo”

Posted on

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), e comitiva visitaram hoje (23.10) as obras de ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. O cronograma se encontra 26% concluído. A empresa Fraport Brasil – Fortaleza, subsidiária da alemã Fraport AG Frankfurt Airport Services Worldwide, em acordo de concessão com o Governo do Ceará, está responsável pela reforma. O investimento no projeto é de R$ 1 bilhão para a realização das fases 1B e C.

“É um grande investimento de ampliação e modernização em que vamos praticamente dobrar o aeroporto em termos de área, criando novos acessos, aumentando o estacionamento. Todo um planejamento para bagagens, aumento da pista. O importante é que estamos fortalecendo o fluxo, só de voos internacionais passamos de oito para 48 e a tendência é aumentar para 60 no ano que vem. Há interesses em companhias de ampliar o número de voos. O aeroporto de Fortaleza se consolida como um grande hub aéreo e isso significa que temos que garantir condições para acolher esses passageiros”, disse Camilo Santana.

Entre as principais mudanças no aeroporto estão a ampliação do terminal de passageiros, adequações no sistema viário e das vias de taxiamento, além da expansão de pista de pouso e decolagem. A expectativa para o fim das obras é maio de 2020. O orçamento une a contratação do consórcio, a compra de equipamentos, o desenvolvimento e a gestão do novo prédio.

Participando também da visita, o secretário do Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro, destaca os benefícios para o crescimento do Ceará com a ampliação dos voos. “Foi feito um estudo prévio do impacto econômico, que está previsto em mais de R$ 1 bilhão com o hub, com criação de empregos formais e informais em mais de 80 mil postos de trabalho, além das exportações e o aumento do fluxo de passageiros. O resultado do modal aéreo é de mais de 14 toneladas semanais da produção cearense pela KLM e quatro toneladas semanais pela Air France. O objetivo é fomentar para que tragam ainda mais oportunidades para o setor produtivo do Estado”.

Lucio Gomes, secretário da Infraestrutura, também reforçou a necessidade de revitalização do Aeroporto de Fortaleza para esta nova etapa. “A expectativa é que o Ceará vá de fato para um patamar internacional. Isso significa mais empregos para taxistas, oportunidades para o artesanato, restaurantes, hotéis, toda a cadeia de desenvolvimento vai ser alavancada por causa desse movimento e precisávamos de um bom equipamento, já que o antigo aeroporto estava saturado. As pontes de embarque vamos passar de 7 para 15. Este ano, já teremos algumas mudanças e ao longo de 2019 serão entregues outras etapas, até a conclusão em 2020. Assim estaremos em plena condição de fortalecer a economia do Ceará”.

A presidente da Fraport Brasil – Fortaleza, Andreea Pal, indicou quais serão as próximas etapas da obra. “O próximo passo será a entrega da ampliação do embarque doméstico. Para abril ou maio vamos abrir a nova área para check-in, que passará por modernização. No próximo mês será inaugurada uma nova área de inspeção de segurança”.

A Fraport conquistou a concessão do Aeroporto Internacional Pinto Martins em leilão realizado em 16 de março de 2017, na sede da Bolsa de Valores de São Paulo. A empresa vai gerir o aeroporto pelo período de 30 anos, mediante lance de R$ 1,5 bilhão – R$ 425 milhões pagos no arremate.

Atualmente, os alemães administram 30 terminais distribuídos por Europa, Ásia e América do Sul, entre eles o aeroporto de Frankfurt, um dos mais movimentados do mundo.

Fortaleza foi escolhida para sediar o centro de conexões das companhias Air France, KLM e Gol no Nordeste.

No dia 3 de maio de 2018, Fortaleza recebeu os dois primeiros voos diretos vindos de Paris, na França, e de Amsterdam, na Holanda. A chegada das aeronaves da KLM, de Amsterdam; e da Joon/Air France, vinda de Paris, na qual estava o governador Camilo Santana, consolidaram o início das operações do centro de conexões da Air France/KLM/GOL no Aeroporto de Fortaleza.

Com os novos voos, o Governo do Ceará calcula um aumento no número de turistas estrangeiros entre 60 e 70 mil por ano. Ao final de dois anos, o incremento deve ser de cerca de 150 mil turistas, que é a metade do fluxo internacional atual. Já em números domésticos, o hub deve ser responsável por um aumento de 1,5 milhão de passageiros/turistas ao ano.

BNB protagonia “Festa do Boi”, no Rio Grande do Norte

Posted on Updated on

A 56ª Exposição de Animais e Máquinas Agrícolas, popularmente conhecida como Festa do Boi, é o maior evento agropecuário do Rio Grande do Norte. A associação Norte-rio-grandense de Criadores, Anorc, estima o fechamento de R$ 50 milhões em negócios no evento, uma boa parcela por meio do Banco do Nordeste. Só o BNB estima fechar R$ 6 milhões em negócios.

Agricultores familiares, mini e pequenos produtores rurais estão sendo beneficiados com as linhas de crédito do Pronaf, FNE Rural, FNE Pesca e FNE Irrigação. As taxas de juros do BNB para o Pronaf, que beneficia os produtores rurais inseridos no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, variam de 0,5% a 4,6% ao ano. Já as linhas do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) têm taxas a partir de 4,6% ao ano.

Equipes das linhas de microcrédito Agroamigo (rural) e Crediamigo (urbano) também atuaram no evento. Na exposição, os gestores do Banco do Nordeste deram palestras sobre crédito junto às caravanas da Emater-RN, apresentando os principais produtos bancários que atendem as demandas de agricultores familiares e produtores rurais.

O superintendente em exercício do BNB para o Rio Grande do Norte, Thiago Dantas e Silva, acredita que “o apoio direto do Banco do Nordeste ao maior evento agropecuário do Estado, a Festa do Boi, está totalmente alinhado com a política da instituição de fomento a todas as atividades que contribuem para o fortalecimento da economia do Nordeste”.

Caucaia oferece novos cursos profissionalizantes

Posted on Updated on

Para assegurar meios melhorias na qualidade de vida dos beneficiários do programa Bolsa Família, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS) de Caucaia (CE) realiza a partir de hoje (22 de outubro_ quatro cursos de capacitação: escovista; bolos, pães e pizzas; costureiro e design de sobrancelhas.

São oferecidas 20 vagas para cada curso, que serão realizados nos Cras Sede, Grilo, Araturi, Metrópole, Planalto, e no Polo de Convivência Social do Camurupim. A iniciativa é fruto de parceria do Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho) e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Conforme a titular da SDS, Danielle Alexandre, a ideia dos cursos é oferecer inserção no mercado do trabalho às pessoas que são assistidas pelo programa social. “O nosso objetivo é emancipar financeiramente as mulheres chefes de família beneficiárias do Bolsa Família.”

Já foram preenchidas as vagas para o curso de costureiro. Ainda há vagas para os cursos de bolos, pães e pizzas, design de sobrancelhas e escovista. Para efetuar as inscrições, é preciso levar cópias do RG, CPF, número do NIS, comprovante de endereço e escolaridade.

Oi lança novo conceito de pré-pago

Posted on Updated on

A operadora de telefonia, Internet e TV por assinatura Oi lança um novo conceito de pré-pago: agora o Oi Livre garante o acesso aos serviços WhatsApp e Messenger, ambos para troca de mena nova sagens (áudio, vídeo, foto, texto), sem desconto da franquia ou pacote de dados por 31 dias, com qualquer valor de recarga. O cliente tem também franquia de dados e minutos pra falar com qualquer operadora do Brasil, usando o 14 ou 31, em qualquer recarga, também validos por 31 dias. O saldo não utilizado pode ainda ser acumulado para o mês seguinte se o cliente fizer nova recarga em até 24h após o fim da vigência da oferta. O cliente Oi Livre tem também flexibilidade para trocar a franquia de voz por internet e vice-versa sempre que desejar e sem custo, pelo aplicativo de autoatendimento Minha Oi.

“A Oi tem sua estratégia comercial direcionada pelos interesses dos consumidores. Quando a operadora identificou que o cliente queria flexibilidade no uso dos seus créditos, criou a funcionalidade de troca de benefícios para os planos Oi Livre e Oi Mais Controle. Além disso, vimos a frustração do cliente quando suas promoções acabam antes do final do mês e ele não tem mais como ficar conectado. O cliente quer usar o WhatsApp ou o Messenger todos os dias, não quer ficar parte do mês fora do ar. A partir dessa necessidade, desenvolvemos ofertas que garantam benefícios de voz e dados durante 31 dias em qualquer valor de recarga e o uso WhatsApp para mensagens, fotos, vídeos e áudios durante todo esse período de forma ilimitada. Com a novidade, atendemos a todos esses desejos dos consumidores, oferecendo mais flexibilidade e economia”, afirma Rogério Takayanagi, diretor de Marketing Varejo e Empresarial da Oi.

O youtuber Whindersson Nunes, garoto propaganda da Oi, é a estrela da campanha publicitária que anuncia o novo Oi Livre. Na comunicação, o comediante brinca com seus personagens ‘WhinderssON’ (o conectado) e ‘WhinderssOFF’ (o desconectado) e reforça os atributos de bom humor da marca da operadora. Criadas pela agência NBS, as peças serão veiculadas na TV e na web. O grande destaque é o filme Depilação. O roteiro começa com o WhinderssON com amigos em um churrasco. Ele, inserido na zoeira, filma dois amigos dançando fantasiados de zebra no meio da galera e fala para a câmera: Eu sou o WhinderssON e fico conectado o tempo todo. Na cena seguinte aparece WhinderssOFF, que usa o celular enquanto sofre na maca de depilação. Na parede tem uma placa de WIFI LIBERADO.

Corta para um plano americano do WhinderssON, que fala para a câmera: No novo Oi Livre, qualquer recarga tem WhatsApp liberado o mês todo. E os minutos que você não usar, ainda troca por mais internet. Não seja off, seja on.

Canoa Blues começa em 1º.11, em Fortaleza

Posted on Updated on

Canoa Quebrada: destaque entre os destinos turísticos do Ceará

Vem aí a edição 2018 do Festival Canoa Blues. O evento será realizado em 1º.11, em Fortaleza, no Centro Cultural Banco do Nordeste, e dias 9, 10, 11 e 23 de novembro, em Canoa Quebrada. É o único festival exclusivo de blues do Ceará, com toda a agenda gratuita e se realiza em período de baixa estação, ajudando a impulsionar a atividade turística no litoral leste do Estado.

A programação deste ano inclui, entre outros, a cantora paulista Bia Marchese e a banda curitibana Mr. Jack. Os projeto Blues do Nordeste e Marley Blues, com um criativo tributo de bluseiros ao ícone do reggae Bob Marley, também estarão presentes.

O evento começa na quinta-feira, 1º de novembro, no CCBNB de Fortaleza, com apresentações do guitarrista Marcelo Justa e da banda Cyara Blues. Na semana seguinte, o festival segue para Canoa Quebrada, com apresentações no polo de lazer da “Broadway”, a cargo de Blues do Nordeste (CE) e Bia Marchesi (SP), na sexta-feira, 9.11, e Marley Blues (CE) e Mr. Jack (PR), no sábado, dia 10.11, sempre a partir das 22 horas, com acesso aberto ao público.

O Canoa Blues 2018 prossegue em Canoa Quebrada com jam session no restaurante Café Habana, já no dia 11.11 (domingo), sob o comando do cantor e gaitista Kazane e do guitarrista Roberto Lessa.

O festival contempla também a arte-educação. No dia 10.11, o músico e desenvolvedor André Reis, ministrará workshop de produção de microfones artesanais, com o objetivo de abrir horizontes da eletrônica para crianças e adolescentes de Canoa Quebrada e demais interessados.

A participação é aberta ao público e o festival fornecerá material para a aula prática.

Em 23.11, serão entregues ao Conselho Comunitário de Canoa Quebrada livros arrecadados com o público. O material será incorporado ao acervo da biblioteca da comunidade.

O evento tem patrocínio do Sebrae-CE, Assembleia Legislativa e Governo do Estado do Ceará e apoio da Prefeitura de Aracati.

BNB oferece capital de giro com 0,5% ao mês

Posted on Updated on

A chegada dos últimos meses do ano historicamente aquece a economia e aumenta a procura por capital de giro para formação de estoques entre comerciantes e prestadores de serviços. O Banco do Nordeste oferece o recurso para empresas de todos os portes com taxa de juros a partir de 0,5% ao mês. O pagamento das parcelas pode começar só em 2019: no BNB a carência é de até três meses, com prazos de até 18 meses para quitar o empréstimo.

O capital do giro do Banco do Nordeste financia aquisição de mercadorias destinadas à constituição de estoques de empresas comerciantes, aquisição de matérias-primas e insumos utilizados no processo produtivo por prestadoras de serviços e indústrias e gastos gerais para o funcionamento do empreendimento.

O crédito também está disponível para agroindústrias e empresas turísticas. A garantia da operação pode ser aval, fiança ou hipoteca.

Para empreendimentos que faturam até R$ 16 milhões por ano, 100% do capital de giro oferecido pelo BNB vêm do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), operado exclusivamente pela instituição. Para empresas de maior porte, pelo menos 80% dos recursos são do FNE.

As condições de financiamento podem ser simuladas pela internet no endereço www.bnb.gov.br/simuladores/fnegiro. A rede de atendimento aos clientes do BNB é composta por 292 agências distribuídas em todo o Nordeste, norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo. Informações sobre crédito podem ser obtidas também por telefone, pelo número 0800 728 3030.

Estudo trata de água na agropecuária

Posted on Updated on

A Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec) lançaram o “Estudo sobre indicadores e critérios para o uso da água no setor agropecuário”.

O trabalho foi realizado pela Adece, em parceria com o Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec), e visa a fornecer subsídios para ações estratégicas voltadas ao desenvolvimento agropecuário cearense com utilização eficiente dos recursos hídricos. Em sua segunda fase, a iniciativa ganha expansão de áreas estudadas, chegando às bacias do Alto Jaguaribe, Banabuiú e Salgado.

Governo do Ceará e Porto de Roterdã, da Holanda, celebram parceria histórica

Posted on Updated on

Um dos principais polos movimentadores da economia cearense, a Companhia de Desenvolvimento do Complexo Industrial e Portuário do Pecém S/A, vai atuar junto de um dos maiores portos do mundo, impulsionando o comércio e o desenvolvimento. Nesta sexta-feira (19), em solenidade no Palácio da Abolição, o Governo do Ceará celebrou a parceria com o Porto de Roterdã, da Holanda. A participação holandesa no complexo envolve investimento de 30% nas ações da CIPP S.A., no valor de R$ 323 milhões, atuando também no conjunto das decisões estratégicas.

O governador Camilo Santana comemorou a parceria e destacou o empenho para selar o acordo. “Estou bastante otimista, me lembro quando nos reunimos pela primeira vez, em 2015, e contratamos uma consultoria para viabilizar essa parceria. As coisas precisam ser feitas por etapas para garantir segurança, viabilidade. Mas o mais importante é que estamos fechando com o maior porto da Europa, um dos maiores do mundo, que vai abrir as portas do Porto do Pecém para empresas internacionais. Não tenho dúvida que vai beneficiar o povo cearense, criando oportunidades de emprego, de renda. Quero agradecer todo o esforço das equipes técnicas que se dedicaram ao longo desses anos. Sei que será uma parceria longa e trará benefícios para ambos os lados”.

O Porto de Roterdã também terá posições na Diretoria Executiva, no Conselho Fiscal e no nível gerencial das operações, sendo o Estado do Ceará o acionista majoritário na CIPP S.A. A operação não envolve venda ativos e o Estado manterá o controle e propriedade ou posse de todos os seus ativos.

Allard Castelein, CEO do Porto de Roterdã, disse que os países têm muitas afinidades. “É um prazer estar aqui hoje. Holanda, Países Baixos, Brasil, temos muito mais em comum do que vocês pensam. Somos nações que amam comércio exterior e futebol. Agora surge uma oportunidade entre os dois portos de trazer o mundo para o Ceará. Os portos de 2018 exigem segurança, perfeita estrutura, plataformas digitais, visão de longo prazo. O Porto de Roterdã vem se desenvolvendo há 500 anos e é responsável por um PIB do nosso país de cerca de 6%. Através dessa parceria queremos aumentar o comércio e potencializar o desenvolvimento. Fiquei impressionado com a visão do governador e espero que essa parceria continue até um futuro longo”.

O embaixador dos Países Baixos no Brasil, Kees Van Rij, destacou as relações históricas do Ceará com outros países beneficiados de maneira direta ou indireta com a parceria, frisando que os laços holandeses com o Ceará vêm desde o século XVII. “O Ceará é cinco vezes maior que o nosso país. O Porto de Roterdã é o mais importante da Europa e o Porto do Pecém tem uma posição estratégica, fica próximo do México, do canal do Panamá. Contribui para o desenvolvimento e vamos celebrar o novo comércio entre o Ceará e os Países Baixos. Importante garantir boas conexões com o interior e fornecer cargas para o exterior. Essa parceria veio para coroar nossas relações comerciais de séculos”.

O presidente da CIPP S.A., Danilo Serpa, afirma que o complexo teve sua estrutura totalmente ampliada e adequada para esta nova fase. “Quero agradecer e coroar essa parceria, que vem para alavancar ainda mais nosso complexo portuário. Ele está pronto para receber qualquer indústria, qualquer empresa. O governador está entregando a sua segunda ampliação, que no total, ele mais do que dobrou de tamanho desde 2002. Essa parceria vai facilitar as relações com as maiores empresas e todo o entusiasmo do nosso governador Camilo Santana visa turbinar os nossos investimentos”.

(…)

Em outubro de 2015, a Cearáportos, então administradora do Porto de Pecém, contratou um consultor estratégico – o Porto de Roterdã– com o objetivo de identificar todo o potencial do Porto do Pecém a se desenvolver como um porto industrial. Por reconhecer o grande potencial do Porto do Pecém, houve manifestação de interesse da empresa Port of Rotterdam em se tornar parceiro do Estado do Ceará para realizar o desenvolvimento da expansão e exploração do potencial comercial do complexo, identificando grandes oportunidades de negócios para o Ceará.

Após a assinatura do Memorando de Entendimento entre as duas partes, em março, de 2017, na Holanda, iniciaram as tratativas para formação do modelo de negócio envolvendo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e Cearáportos; que posteriormente, nesse contexto, tornou-se CIPP S.A.

Nesse processo, o Estado fez adequações na sua legislação e estrutura administrativa. Modernizou a legislação referente ao Complexo Industrial e Portuário do Pecém e sua então administradora Cearáportos, ampliando seu objeto social, alterando sua vinculação administrativa e tornando a Companhia Administradora da Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE-CE) sua subsidiária.

Com isso, a denominação social da Cearáportos também foi modificada, passando a ser Complexo Industrial e Portuário do Pecém S.A (CIPP S.A) para dar maior abrangência à sua atuação e passou a atuar vinculada administrativamente à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Além disso, também realizou a cessão de bens imóveis de posse e propriedade do Estado à CIPP S.A.

O Terminal Portuário do Pecém funciona nos turnos diário e noturno, empregando cerca de 1.500 pessoas na parte administrativa, logística e de transporte. O movimento de caminhões é constante, chegando a passar pelo local três mil veículos por dia. Devido ao grande tráfego, uma nova ponte, que liga o pátio de armazenagem do complexo aos píeres, está sendo construída, com previsão de conclusão ainda este ano. Atualmente, oito berços recebem os navios que carregam as mais variadas cargas. Um nono espaço está em fase de conclusão.

O primeiro píer, com dois berços, serve para receber o carvão mineral que funciona de combustível para a Termelétrica e a Companhia Siderúrgica do Pecém. Lá também é descarregado o minério de ferro utilizado na CSP. O segundo píer funciona exclusivamente para o recebimento e distribuição de gás, também com capacidade para dois navios. Logo em diante, está o maior espaço do Porto, chamado de terminal multiuso (TMUT), onde as mais variadas cargas são carregadas e descarregadas. Ele tem capacidade para receber até quatro navios ao mesmo tempo. O nono berço funcionará neste local.

Para o transporte do carvão mineral e do minério de ferro o Porto possui duas correias transportadoras, que seguem as adequações indicadas pelos órgãos ambientais para não agredir o meio ambiente. No Pátio de Armazenagem os produtos ficam separados de acordo com sua destinação final. Seis balanças fazem a pesagem de tudo que entra e sai do local. Além disso, as cargas são escaneadas.

O local é uma das saídas mais utilizadas para a exportação de frutas. Boa parte do granito enviado para fora do Brasil passou a sair pelo terminal. Antigamente, ele era transportado de caminhão para o Espírito Santo e de lá era exportado. Pás eólicas produzidas no Ceará também são enviadas para o mercado nacional e internacional via Porto do Pecém, assim como as placas de aço produzidas pela CSP.