Notícias

Internas do presídio feminino recebem carteira profissional de artesãs

Posted on Updated on

RDSC_8669Internas do presídio feminino recebem carteira profissional de artesãs À espera da carteira profissional de artesãs, oito internas do Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa conversam sobre o que as uniu dentro da unidade prisional: o artesanato. Para elas, a ocupação tem múltiplas funções dentro do presídio. Ao mesmo tempo em que ajuda a sustentar a família que ficou do lado de fora, o tricotar das agulhas é uma ocupação para as mentes angustiadas pelo encarceramento.

“Quando eu estou fazendo crochê, eu não escuto o barulho do lado de fora. Eu esqueço o que está acontecendo ao redor”, conta M.M. Assim como ela, outras passaram a ver na atividade uma forma de ganhar a vida quando deixarem o encarceramento. Nessa quarta (09), o grupo de oito mulheres recebeu a carteira profissional emitida pela Central de Artesanato do Estado (CeArt).

“Recentemente, o artesanato foi reconhecido como profissão. Vocês agora têm essa profissão, são artesãs profissionais”, destacou Lúcia Sá, a gerente de produção da CeArt que esteve na unidade entregando as carteiras ao lado do secretário da Justiça e Cidadania do Estado, Hélio Leitão, e da coordenadora de inclusão social da Sejus, Cristiane Gadelha.

O processo de obtenção da carteira foi longo, lembra Cristiane Gadelha. Muitas delas nem mesmo tinham documento de identidade. Depois de capacitar essas mulheres dentro da unidade em projetos diversos, como o Maria Marias – parceria com o Governo Federal que forma em diversas áreas, entre elas o artesanato – e o Querer – projeto de capacitação e estímulo ao empreendedorismo –, a Sejus providenciou a documentação, organizou o grupo, levou exemplos de pessoas que conseguiram se estabelecer financeiramente a partir do trabalho manual e, por fim, chamou as técnicas da CeArt para aplicar a prova das tipologias.

Todas as mulheres participaram da prova conseguiram a certificação na tipologia testada (vagonite, costura, crochê, bordado etc). A ideia é que, ao deixarem a unidade prisional, elas procurem a Sejus para receber o instrumental de trabalho e, assim, ter o primeiro material para começar uma nova vida do lado de fora.

“Estou muito orgulhoso de vocês, de ver vocês alcançando algo mesmo com toda a angústia que vivem aqui dentro”, destacou o titular da pasta, Hélio Leitão.

Concurso Ceará Faz Ciência chega a região do Cariri

Posted on

O concurso Ceará Faz Ciência é uma iniciativa do Governo do Estado, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior – Secitece, com o apoio do CNPq, Secretaria da Educação, prefeituras dos municípios-sede e das instituições vinculadas à Secitece com o objetivo de despertar a curiosidade sobre Ciência e a popularização do conhecimento.

Os projetos dos estudantes do Ensino Médio/Técnico foram pré-selecionados por comissão julgadora formada por representantes da Secitece, Seduc, Funcap e Instituto Centec, e levou em conta critérios como criatividade e relevância social.

Confira os trabalhos que serão expostos clicando aqui http://www.sct.ce.gov.br/index.php/noticias/61062-confira-a-relacao-dos-projetos-selecionados-do-concurso-ceara-faz-ciencia-da-regiao-do-cariri.

Serão premiados trabalhos com 1°, 2° e 3° lugares do Ensino Médio/Técnico. Os estudantes ganhadores receberão tablets e kits científicos. Serão concedidos certificados de honra ao mérito aos professores vencedores.

Além das exposições dos melhores trabalhos, a exposição contará com apresentações do Ciência Itinerante, outra iniciativa da Secitece. A equipe do projeto é composta por monitores nas áreas de Física, Química, Biologia e Tecnologia da Informação, que farão demonstrações de experimentos aliando o conhecimento teórico com práticas lúdicas e interativas, despertando a curiosidade e estimulando a gosto pela Ciência nos estudantes.

O evento também contará com exposição Instituto Centec, que irá demonstrar como fazer uma horta vertical e da URCA.

Em 2015, o Ceará Faz Ciência já passou por Fortaleza, Tauá, Limoeiro do Norte e Quixeramobim. A última edição do evento acontecerá em Sobral, dia 19/12.

 

Do Governo do Estado do Ceará.

 

Receita abre nesta quarta consulta a último lote do IR 2015

Posted on

impA Receita Federal abre nesta quarta-feira (9) a consulta ao sétimo e último lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2015. Estão no lote 2.721.019 contribuintes, totalizando mais de R$ 3,4 bilhões.

Para fazer a consulta, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone 146. Foram incluídas no lote restituições que deixaram a malha fina, referentes aos exercícios de 2008 a 2014. O crédito bancários das restituições será feito no próximo dia 15.

Os contribuintes que não fizeram as correções na declaração após constatar erros ou omissões estão na malha fina. Para mudar a situação, terão que atualizar a declaração e esperar pelos lotes residuais que serão liberados a partir de janeiro de 2016.

O primeiro passo para fazer as correções é verificar no extrato de processamento da declaração as pendências ou inconsistências que causaram a retenção na malha fina. O procedimento pode ser feito no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC). A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones que permite o acompanhamento das restituições.

A Receita disponibilizou na internet um passo a passo para quem não é cadastrado e deseja fazê-lo. Para quem não sabe usar os serviços no e-CAC, a Receita disponibiliza um vídeo com instruções.

A restituição ficará disponível durante um ano. Se o resgate não for feito no prazo, deverá ser requerido por meio do Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição , ou diretamente no e-CAC , no serviço extrato de processamento, na página da Receita na internet. Para quem não sabe usar os serviços no e-CAC, a Receita disponibiliza um vídeo com instruções.

Terminado o processamento, a Receita constatou que 617.695 declarações de 2015 permaneceram retidas em malha. O número corresponde a 2,1% do total de 29,5 milhões (originais e retificadoras) enviadas.

Segundo a Receita, as principais razões pelas quais as declarações ficaram em malha neste ano são omissão de rendimentos do titular ou seus dependentes, com 180.755 declarações retidas (29,3% do total em malha); dedução de despesas com previdência oficial ou privada – 148.334 (24%); despesas médicas – 129.587 (21%); falta de comprovação do Imposto de Renda pela fonte pagadora, inclusive ausência da declaração de rendimentos – 43.886 (7,1%), omissão de rendimentos de alugueis – 34.863 (5,6%) e pensão alimentícia com indícios de falsidade – 32.998 (5,3%).

 

Da Agência Brasil.

Crediamigo ultrapassa a marca de 2 milhões de clientes ativos

Posted on

Mais de 2 milhões de clientes participam atualmente do programa Crediamigo. A marca recém- alcançada reafirma sua posição como o maior programa de microcrédito produtivo orientado da América do Sul.

O crescimento do Crediamigo deve-se, principalmente, a clientes como Marta Maria de Oliveira Normandia, proprietária de um armarinho no bairro Henrique Jorge, em Fortaleza (CE). Ela dispõe dos recursos e da orientação financeira do programa desde 2007.

“No começo, minha loja só vendia brinquedos. Com o Crediamigo, consegui ampliar a variedade de produtos. Hoje, vendemos confecções, perfumaria, sapatos, bolsas e mochilas. Meu projeto agora é trabalhar também com papelaria, indo às escolas do bairro oferecer meus produtos”, prevê.

A cliente lembra que, em oito anos, seu negócio cresceu e sua força empreendedora serviu de exemplo para outra geração. “Já indiquei o Crediamigo pra muita gente amiga e da família, inclusive para minha filha, que trabalha como sacoleira de confecção e perfumaria”.

Marta Normandia ressalta que não está crescendo sozinha, mas acompanhada pelo grupo por meio do qual se institui o aval solidário. “Estamos juntos desde o começo. Somos de ramos diferentes, mas fomos ampliando os créditos junto com os nossos negócios”, afirma. Com essa modalidade de garantia, todo o grupo se responsabiliza pelo pagamento das parcelas do empréstimo.

IBGE: economia acumula queda de 3,2% no ano

Posted on

dinheiroO Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país – teve queda de 3,2% de janeiro a setembro deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. É a maior queda para o período desde o início da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), iniciada em 1996.

Os dados divulgados hoje (1º) indicam que, no ano, a maior queda foi registrada em Formação Bruta de Capital Fixo (investimento em bens de capital) -12,7%, seguida pela indústria (-5,6%) e serviços (-2,1%). O único setor avaliado que registrou crescimento no período foi a agropecuária, com 2,1%.

Houve queda de 0,3% no consumo das famílias e de 0,4% no consumo do governo. No setor externo, as importações de bens e serviços recuararm 12,4%, segundo o IBGE,  reflexo da valorização do dólar em relação ao real. Já as exportações de bens e serviços cresceram 4%.

Para a gerente de Contas Trimestrais do IBGE, Cláudia Dionísio, uma conjunção de fatores vem afetando o desempenho da economia brasileira, que fechou o terceiro trimestre do ano com taxa negativa de 1,7% em comparação ao trimestre anterior.

“De uma forma geral, a gente tem uma deterioração do quadro de emprego e renda, a alta das taxas de juros – o que dificulta o acesso ao crédito e afeta diretamente o consumo e os investimentos -, taxas de câmbios mais desvalorizadas, inflação mais alta e operações de crédito em termos reais em queda, o que, de uma forma geral, contribuíram para este cenário”.

Com a retração de 1,7% do segundo para o terceiro trimestre do ano, o PIB alcançou R$ 1,481 trilhão.

A taxa de investimento no terceiro trimestre de 2015 foi de 18,1% do PIB, menor na comparação com a do mesmo período de 2014 (20,2%). A taxa de poupança foi de 15% no terceiro trimestre de 2015 (ante 17,2% em 2014).

Governo do Estado investe R$ 1,1 bilhão em ações para o trânsito

Posted on

tranO Estado do Ceará lançou um pacote de investimentos para redução de acidentes de trânsito, que envolve, entre outras ações, a implantação e restauração de 1.262,87 quilômetros de rodovias estaduais, em investimento superior a R$ 1,1 bilhão. As medidas foram anunciadas durante o lançamento da campanha Seja você a mudança no trânsito. Respeite a vida, nesta terça-feira (1º), no Palácio da Abolição.

“Vamos fazer a campanha em televisão, escolas, blitze, incluindo também a iniciativa privada. Assinamos vários termos de cooperação com empresas e hotéis, bares, com promoções para que possamos divulgar e envolver a sociedade”, afirmou o governador.

Durante o evento, o governador Camilo Santana anunciou a ampliação da Carteira Nacional de Habilitação Popular para a categoria B (carro). Ele entregou 20 CNHs Populares a cidadãos contemplados, além de presentear capacetes a aprovados na categoria A (moto). Os investimentos incluem ainda a ordem de serviço para a instauração da Ciclovia do Cariri, 27 passarelas e 10 novos postos de fiscalização do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE).

O agricultor familiar Manuel Evangelista da Silva, de Independência, foi um dos beneficiados com uma Carteira Nacional de Habilitação Popular, categoria A. “É um momento para nós, que somos motoqueiros, de andar com responsabilidade, regulamentado, para não correr perigo no trânsito. É importante receber essa formação, que eu já tinha na minha cabeça, mas hoje aumenta ainda mais. Nós sabemos que para nós que vivemos no sertão, é caro tirar uma habilitação, mas nós vemos o interesse do nosso governador pelas classes mais baixas. Foi de grande riqueza receber essa carteira, fruto do esforço do Camilo Santana”, disse.

Além dos investimentos, o Governo do Estado está desonerando equipamentos para ciclistas e motociclistas. Bicicletas, capacetes para motos e protetor dianteiro e traseiro para motos terão as alíquotas de Imposto sobre Circulação e Serviços (ICMS) reduzidas de 17% para 7%. “Fizemos também investimentos em infraestrutura em rodovias, novos postos de fiscalização, duplicação de estradas, garantindo mais segurança para quem transita nelas, um conjunto de ações de incentivos fiscais, redução de IPVA, isenção de ICMS. É importante o envolvimento dos municípios na fiscalização, na orientação. É uma pactuação em que buscamos sensibilizar a sociedade para que todos façam parte desse movimento”, ressaltou.

PIB cai 1,7% no terceiro trimestre do ano

Posted on

inadimplencia(1)O Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, fechou o terceiro trimestre do ano com queda de 1,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior. Os dados das Contas Nacionais foram divulgados hoje (1º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam a maior retração do PIB em terceiros trimestres, desde o início da série histórica em 1996.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, a queda chega a 4,5%, enquanto no acumulado dos últimos quatro trimestres a queda é de 2,5%. No ano, o PIB acumula queda de 3,2%.

Na análise dos subsetores da economia, a agricultura teve retração de 2,4% no período, a indústria caiu 1,3% e o setor de serviços registrou queda de 1%.

Os dados do IBGE mostram ainda que o consumo das famílias caiu 1,5% e o do governo, 0,3%.

Campanha de Enfrentamento à Violência contra a Mulher será tema de teatro-debate

Posted on Updated on

não a violenciaA Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Políticas para as Mulheres da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos (SCDH), promove apresentação teatral com temática sobre a violência de gênero nesta segunda-feira (30/11), a partir das 14h, no Teatro Antonieta Noronha (Centro).

A atividade faz parte da campanha “Fortaleza Diz Não à Violência contra a Mulher!”, que recebe apoio da Rede de Atendimento e Enfrentamento à Violência contra a Mulher. A peça teatral “A Persistência da Violência contra a Mulher na Sociedade Brasileira” será encenada pelo grupo “Somos Todas Marias”, em seguida haverá um debate com Zelma Madeira, titular da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial (CEPPIR) do Governo do Estado e professora doutora da Universidade Estadual do Ceará (UECE); Luma Nogueira, doutora em educação e coordenadora do curso de letras da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e Kika Pessoa, que conseguiu romper o ciclo da violência doméstica e hoje participa de movimentos sociais de pelo fim da violência contra as mulheres.

A apresentação fortalece as políticas públicas de enfrentamento à violência de gênero com ações afirmativas, para chamar atenção da sociedade para o crescimento da violência contra a mulher.

A campanha “Fortaleza Diz Não a Violência contra a Mulher!” encerra atividades com a posse do Conselho Municipal da Mulher de Fortaleza, que ocorrerá dia 10 de dezembro, às 14h, no Teatro Antonieta Noronha.

Circo de Todas as Artes anima a Granja Portugal neste sábado (28)

Posted on

 

A Praça da Juventude, na Granja Portugal, receberá ações de cidadania e espetáculos ao longo do dia (Foto: Thiago Gaspar)

A magia e o encanto circenses vão fazer a alegria dos moradores da Granja Portugal, que receberá neste sábado (28/11) a edição de novembro do Circo de Todas as Artes. A programação acontecerá na Praça da Juventude (Rua Emílio de Menezes) a partir das 9 horas, com ações de cidadania que vão desde corte de cabelo, bate-papo sobre tabagismo, atendimento com psicóloga, aferimento de pressão e teste glicêmico, atividades lúdicas de pinturas para crianças, troca de lâmpadas, dicas de consumo de energia e tira dúvidas sobre assuntos jurídicos.

Pela tarde, a partir das 14 horas, haverá apresentação de sete circos: 14h – Circo Mirtes, 14h30min – Circo VIP, 15h – Circo Tropical, 15h30min – Circo Meridiano, 16h – Circo London, 16h30 min- Circo Must e 17h – Circo Marlin.

O Circo de Todas as Artes é uma realização da Associação dos Proprietários Artistas, Escolas de Circo do Ceará (APAECE) e da Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Secretaria de Cultura de Fortaleza. Esta edição conta com o apoio do Centro Cultural Bom Jardim, Coelce, Iasocial, Coordenadoria de Políticas para Mulheres, Coordenadoria de Políticas sobre Drogas, Escola São Camilo Lellis, Núcleo de Práticas Jurídicas Estácio, Eu Registro Marcas e Patentes.

Boa Vista SCPC: cai a busca por crédito dos consumidores

Posted on Updated on

A demanda do consumidor por crédito apontou queda de 7,7% no acumulado de 2015, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na variação acumulada em 12 meses (novembro de 2014 até outubro de 2015 contra os 12 meses antecedentes), houve recuo de 8,3%. Já na avaliação contra o mesmo mês do ano anterior (out/15 contra out/14) o indicador obteve retração de 0,6%.

Na avaliação mensal (out/15 contra set/15), o indicador obteve elevação de 0,4%, descontados os efeitos sazonais. Mantida a base de comparação, considerando os segmentos que compõem o indicador, nas instituições financeiras houve queda de 7,7%, enquanto para o segmento não-financeiro a variação foi positiva em 5,9%.

O consumidor tem sido mais cauteloso em tempos de incerteza econômica. Como consequência, a demanda por crédito vem desacelerando paulatinamente desde meados de 2014, resultado observado na tendência de longo prazo (verificada pela variação acumulada em 12 meses). Ademais, os fatores macroeconômicos também têm contribuído decisivamente para piora do índice ao longo dos últimos meses. Alta das taxas de juros, inflação consistentemente elevada e piora do mercado de trabalho são apenas algumas das variáveis condicionantes deste cenário.

Levando em consideração o ambiente macroeconômico para 2015, a Boa Vista SCPC acredita que uma inflexão da tendência da procura por crédito somente se concretizará com a melhoria da confiança na economia.

Metodologia

O Indicador Boa Vista SCPC de Demanda do Consumidor por Crédito é elaborado a partir da quantidade de consultas de CPF à base de dados da Boa Vista por empresas. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.