Notícias

População brasileira supera os 204 milhões

Posted on

A população brasileira superou a marca dos 204 milhões de habitantes neste ano. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas nesta sexta-feira (28) no Diário Oficial da União, o país tinha, em 1° de julho, 204.450.649 habitantes. No ano passado, a população estimada era 202.768.562.

O IBGE também divulgou as populações das 27 unidades da Federação e dos municípios brasileiros. O estado mais populoso do país, São Paulo, tem 44,4 milhões de pessoas. Mais cinco estados têm populações que superam os 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (20,87 milhões), Rio de Janeiro (16,55 milhões), Bahia (15,2 milhões), Rio Grande do Sul (11,25 milhões) e Paraná (11,16 milhões).

Três estados têm populações menores do que 1 milhão: Roraima (505,7 mil), Amapá (766,7 mil) e Acre (803,5 mil).

As demais unidades da Federação têm as seguintes populações: Pernambuco (9,34 milhões), Ceará (8,9 milhões), Pará (8,17 milhões), Maranhão (6,9 milhões), Santa Catarina (6,82 milhões), Goiás (6,61 milhões), Paraíba (3,97 milhões), Amazonas (3,94 milhões), Espírito Santo (3,93 milhões), Rio Grande do Norte (3,44 milhões), Alagoas (3,34 milhões), Mato Grosso (3,26 milhões), Piauí (3,2 milhões), Distrito Federal (2,91 milhões), Mato Grosso do Sul (2,65 milhões), Sergipe (2,24 milhões), Rondônia (1,77 milhão) e Tocantins (1,51 milhão).

 

Fonte: Agência Brasil.

Dilma entrega 1.160 unidades do Minha Casa Minha Vida e assina trecho de ferrovia no CE

Posted on

Dilma Rousseff estará em visita ao Ceará nesta sexta-feira (28),  às 11h30 estará em Lavras da Mangabeira, a 400 km da capital, para assinar a ordem de serviço do lote 4 da Ferrovia minhacasa Transnordestina. Já às 14h50, a presidenta estará em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, de onde fará a entrega, simultânea, de 1.160 unidades do programa Minha Casa, Minha Vida. Serão 480 casas em Caucaia, 312 unidades em Maracanaú e 368 em Fortaleza.

Às 17 horas, a presidenta se reúne com empresários, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. E às 18h30, no mesmo local, Dilma participa da terceira edição do programa Dialoga Brasil, nova ferramenta de comunicação do governo com a população. Pimentel acompanhará a comitiva presidencial em todos os eventos.

Transnordestina – O lote 4 da ferrovia tem 500 km de extensão e vai ligar os municípios cearenses de Acopiara e Piquet Carneiro. A obra atravessa os estados de Alagoas, Ceará, Pernambuco e Piauí e interliga os portos de Pecém (CE) e Suape (PE) ao município de Eliseu Martins (PI). Quando estiver concluída, a Transnordestina permitirá a integração econômica da região Nordeste e desafogará os portos no Sudeste brasileiro.

Minha Casa, Minha Vida – Em Caucaia, a presidenta fará a entrega de 480 apartamentos do residencial José Lino da Silveira VI. Com investimentos de R$ 33,1 milhões, os apartamentos possuem área privativa de 42,28 m² e contam com parques infantis, salão de festas e quadra de esportes. Há ainda 15 unidades adaptadas a pessoas com deficiência. Estima-se que cerca de 2 mil pessoas sejam beneficiadas.

Outra entrega acontece em Fortaleza. São 368 apartamentos do residencial Cidade Jardim II que teve investimentos no valor de R$ 74,5 milhões.  Cada imóvel possui área útil de 43,29 m² e o condomínio conta com centro comunitário, praça, parque infantil, salão de festas e quadra de esportes. Há ainda 60 unidades adaptadas a pessoas com deficiência.

Na cidade de Maracanaú, serão entregues as chaves das 312 unidades habitacionais do residencial Demócrito Dummar I. Com investimentos de R$ 18,8 milhões, os apartamentos são divididos em 39 blocos e possuem área privativa de 40,75 m² e de 43,28 m² e contam com parque infantil, salão de festas e quadra de esportes. Há ainda 16 unidades adaptadas a pessoas com deficiência. Nesse residencial deverão morar cerca de 1.200 pessoas.

Governo de Pernambuco vai reduzir despesas para driblar corte de 1bilhão

Posted on

O governador Paulo Câmara reuniu, na última quarta-feira(24), todo secretariado para alinhar as novas medidas que serão adotadas pelo Executivo para atravessar o ano de 2015, dinheirodiante do agravamento da crise econômica brasileira. Ao longo de quase cinco horas, o chefe do Executivo discutiu e ouviu as contribuições visando apontar caminhos para driblar a redução de recursos.

Por causa da crise nacional, a receita estadual, de janeiro a junho deste ano, sofreu uma redução de R$ 1 bilhão. Já os repasses do Governo Federal para o Estado caíram 47%. Após ouvir as contribuições do secretariado, Paulo Câmara conclamou o empenho de todos para “fazer o dever de casa”.

Uma das ações definidas será a reavaliação das despesas, para os próximos meses, de cada uma das secretarias. Os secretários estaduais participarão de reuniões para definir os ajustes de forma setorial, com o núcleo formado pelas secretarias de Administração, Fazenda, Planejamento e Gestão, além da Controladoria Geral do Estado. A meta é reduzir os gastos em cerca de R$ 1 bilhão até o final deste ano.

O secretário da Fazenda, Márcio Stefanni, destacou a importância do equilíbrio nos gastos públicos. “Apresentamos ao conjunto do secretariado as medidas necessárias para que terminemos o ano. Isso, na prática, significa adequar as receitas às despesas. O Estado só pode gastar aquilo que ele arrecada”, resumiu. Segundo Stefanni, o Governo vai priorizar os serviços essenciais nas áreas de Saúde, Educação e Segurança.

 

Fonte: Governo do Estado de Pernambuco.

Lucro líquido da Caixa atinge R$ 3,5 bilhões no primeiro semestre

Posted on

A Caixa Econômica Federal anunciou hoje (27) que registrou lucro líquido de R$ 3,5 bilhões no primeiro semestre, aumento de 2,8% quando comparado com o mesmo período de 2014.caixa-economica-federal

De acordo com o instituição financeira, no segundo trimestre do ano (abril, maio e junho), o lucro líquido foi R$ 1,9 bilhão, crescimento de 25% sobre o primeiro trimestre do ano (janeiro, fevereiro e março).

O banco informou que, entre outras operações, a carteira de crédito ampliada atingiu saldo de R$ 648,1 bilhões, o que representa 20,7% do mercado e evolução de 17,4% em 12 meses. O crédito habitacional manteve-se em destaque, com crescimento de 20,8%, alcançando saldo de R$ 366,6 bilhões e 67,9% na participação do mercado. As operações de empréstimos nas áreas de saneamento e de infraestrutura apresentaram, no final de junho de 2015, saldo de R$ 63,3 bilhões, crescimento de 36,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Os números divulgados pela Caixa indicam que as operações comerciais com pessoas físicas e pessoas jurídicas totalizaram R$ 196,1 bilhões, alta de 4,9% em 12 meses.

A Caixa informou que, no primeiro semestre, injetou R$ 363,2 bilhões na economia do país por meio de contratações de crédito, distribuição de benefícios sociais, investimentos em infraestrutura própria, remuneração de pessoal, destinação social das loterias, entre outros programas. A base de clientes do banco alcançou 80,8 milhões de correntistas e poupadores, alta de 6,7% em 12 meses.

A instituição tem 65,7 mil pontos de atendimento. Há 4,2 mil agências e postos de atendimento, 29,4 mil correspondentes e lotéricos e 32,1 mil máquinas distribuídas nos postos e salas de autoatendimento.

 

Fonte: Agência Brasil.

Porto do Pecém bate recorde de exportação de pás eólicas

Posted on Updated on

O Porto do Pecém estabeleceu neste mês de agosto um novo recorde na exportação de pás eólicas (peças parecidas com asas de avião, utilizadas nos geradores de energia limpa a partir do vento). Porto do Pecém 2Ao todo foram embarcadas 81 unidades, maior número em apenas um mês desde 2003, ano em que o Ceará começou a realizar a exportação de cargas eólicas a longo curso.

A última remessa, com 24 pás eólicas, medindo 42 metros cada, foram embarcadas nesta terça-feira (25) no navio BBC Virgínia, com destino à Alemanha.

Até o mês de julho deste ano de 2015, 199 unidades da mercadoria foram enviadas para outros estados do Brasil e para o exterior, enquanto, em 2014, foram exportadas o total de 280 pás eólicas.

“Os números mostram os resultados positivos da logística eficiente oferecida pelo Porto do Pecém, o que permitiu a movimentação das pás, além da conquista de novos mercados e atração de mais investimentos”, declarou Waldir Frota, diretor de infraestrutura e desenvolvimento operacional da CearáPortos.

Inicialmente, as fábricas responsáveis pela produção de material eólico instaladas no Complexo Industrial do Porto do Pecém tinham como principal objetivo abastecer o mercado no Estado do Ceará. Hoje, países como Costa Rica, Argentina, Índia, dentre outros, recebem mercadorias do Brasil.

Fonte: Governo do Estado do Ceará.

Ceará garante R$ 500 milhões de investimentos em energia eólica

Posted on

O Estado do Ceará deu mais um passo na atração de empreendimentos para geração de energia eólica. O 22º leilão de energia nova A-3, para entrega em 2018, realizado na última sexta-feira energia eolica(dia 21), garantiu ao Ceará um investimento de R$ 496 milhões, o que corresponde a 26% do total de usinas eólicas negociado no certame. O leilão contratou 29 projetos com capacidade instalada de 669,5 megawatts (MW), sendo que 538,8MW de fonte eólica, representando 80% do total.

Dos 19 parques eólicos contratados, 4 serão instalados no Ceará. Os empreendimentos  Cacimbas I, Santa Mônica I, Ouro Verde e Estrela, da Tractebel, serão construídos no município de Trairi, no litoral oeste do Ceará. Ligados a subestação Pecém II, o projeto conta com 36 aerogeradores de 2,7 MW cada, que somam 97,2 MW de capacidade instalada, o suficiente para alimentar uma cidade com 170 mil habitantes.

A atração dos empreendimentos é resultado da articulação do Governo do Estado com investidores e instituições ligadas ao setor como a Chesf e a Empresa de Pesquisa Energética – EPE. Para o secretário adjunto de Energia, Mineração e Telecomunicações, Renato Rolim, o investimento representa um incremento de energia limpa na matriz energética do estado, contribuindo para a segurança energética do país. “Além disso, teremos geração de empregos durante e após a instalação das usinas e melhorias sócio-econômicas para a comunidade do entorno”, acrescenta.

Energia eólica no Ceará
Pioneiro no estímulo a geração de energia eólica no Brasil, o Ceará conta hoje com 59 usinas eólicas em operação, sendo 44 de grande porte e 15 de microgeração. A potência instalada é de 1.233 megawatts (MW). Ao todo, 11 empreendimentos estão em construção e outros 48 autorizados para implantação. De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Eólica – ABEEOLICA, o estado tem o terceiro maior potencial eólico do país.

INSS vai pagar metade do 13º de aposentados em setembro

Posted on Updated on

O Palácio do Planalto confirmou na noite desta segunda-feira (24) que não vai mais parcelar o pagamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas. A primeira metade do INSSbenefício será depositada em setembro, a partir do dia 24, conforme nota.

A equipe econômica da presidente Dilma Rousseff defendia o parcelamento da primeira parcela do 13º. Os ministérios do Planejamento e da Fazenda pretendiam protelar o pagamento para conseguir mais fôlego no caixa do governo.

Prevaleceu a avaliação do ministro Carlos Gabas, da Previdência, contrário ao adiamento proposto pela equipe econômica.

Os outros 50% do 13º salário serão pagos em novembro, como acontece normalmente.

O governo chegou a anunciar no fim de semana que os aposentados e pensionistas receberiam 25% do adiantamento do 13º salário em setembro e os outros 25% em outubro apenas em outubro.

Fonte: Brasil Econômico.

 

M.Dias Branco participa da 30º Congrepan na Bahia

Posted on Updated on

A M.Dias Branco, fornecedora de biscoitos e massas e derivados, participará do 30º Congrepan (Congresso Brasileiro da Indústria de Panificação e Confeitaria), que acontecerá na Costa do imgMDiasBranco1Sauípe-BA entre os dias 26 a 30 de agosto. No estande da companhia haverá degustação e exposição do portfólio: farinhas Finna, margarinas Amorela e torradas Fortaleza. Na cerimônia de abertura, o fundador da M.Dias Branco, Ivens Dias Branco, receberá Medalha de Mérito Industrial da Panificação e Confeitaria Brasileira, na categoria personalidade empresarial.

“O Congrepan se consolidou como um dos grandes congressos do mercado de panificação do Nordeste, por isso fazemos questão de estar em um evento no qual conseguimos conversar diretamente com nossos consumidores”, ressalta o gerente de planejamento da Área de Moinhos, Arthur Benevides.

O objetivo principal do congresso é reunir empresários do setor e compartilhar informações que irão impactar o negócio das padarias em todo o país nos próximos anos. O evento tem como tema “Inovação, Qualidade, Congelamento e Rentabilidade: futuro da panificação”. Será abordado ainda os novos hábitos de consumo. O evento também contará com palestras, cursos e talk shows.

A programação completa e mais informações podem ser obtidas no site http://congrepan.com.br/.

Fortaleza/CE sedia palestra sobre o eSocial

Posted on

O e-Social é um projeto do Governo Federal, envolvendo diretamente a Receita Federal, com o objetivo de unificar, integrar e padronizar o envio de informações pelo empregador em relação aos seus funcionários. O e-Social não atinge apenas o departamento pessoal ou a área de recursos humanos, a nova medida impactará em vários setores, como Administração, Financeiro, Fiscal, além de Contabilidade.

Todas as obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais farão parte do eSocial, que eliminará uma série de informativos enviados pelas empresas às várias unidades do governo. Os departamentos precisam começar agora a preparação, discutindo as rotinas e trânsito de informações. Qualquer erro nas comunicações poderá resultar em autuações e multas. Por isso, a Alterdata Software promove a palestra

 “Como se preparar para a eSocial? Não caia na malha fiscal! ”, no dia 28 de agosto, às 9h, com o especialista José Luiz Fondacaro. O evento será realizado em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará.

O palestrante vai abordar o projeto do eSocial, as responsabilidades e integração corporativa, os códigos de identificação e o fluxo das informações, além de tabelas, DCTF Web, RET, entre outros assuntos relacionados ao tema. “Essa palestra atinge todas as empresas, inclusive pessoa física que tenha empregado assalariado. A Receita Federal segue dando continuidade ao projeto SPED, implantando a parte mais impactante: o eSocial”, explica Fondacaro. A obrigatoriedade fiscal começa a partir de 2016.

Rio Grande do Norte se torna o maior produtor de energia eólica do Brasil

Posted on Updated on

O Rio Grande do Norte segue como principal produtor de energia eólica no País. No primeiro semestre de 2015, as usinas potiguares registraram 650 MW médios de energia, montante 142,6% maior do que o produzido nos seis primeiros meses do ano passado.

As usinas eólicas brasileiras aumentaram em 114% a produção de energia no primeiro semestre de 2015. De acordo com levantamento da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, a geração média nos seis primeiros meses deste ano foi de 1.840 MW médios frente aos 860 MW médios alcançados no mesmo período do ano anterior.

Na sequência, aparece a Bahia, que triplicou sua geração eólica, com 406 MW médios (+297%), o Ceará com 362 MW médios (+48%) e o Rio Grande do Sul com 287 MW médios, aumento de 91% em relação ao montante gerado no mesmo período de 2014.

A geração eólica também ganhou mais representatividade na matriz energética brasileira neste primeiro semestre. No fim de junho do ano passado, a fonte era responsável por 1,4% do total gerado de energia no Sistema Interligado Nacional – SIN. Atualmente, ela representa 3% de toda a energia produzida.

A capacidade instalada das 244 usinas eólicas cadastradas na CCEE chegou a 6.211 MW ao final do primeiro semestre de 2015. O crescimento é de 60%, em relação ao mesmo período do ano passado, quando a capacidade das 156 instalações em operação era de 3.891 MW. Os dados consolidados da CCEE apontam que o Rio Grande do Norte com 2.104 MW também segue na liderança em capacidade instalada da fonte, seguido por Ceará (1.301 MW), Rio Grande do Sul (1.300 MW) e Bahia (959 MW).

raking