Produção de resíduos sólidos no país cresceu 1,7% em 2015

Posted on

A quantidade de resíduos sólidos urbanos gerada no país em 2015 totalizou 79,9 milhões de toneladas, 1,7% a mais do que no ano anterior. No período, foi registrado também aumento de 0,8% na produção per capita de resíduos sólidos: de 1,06 quilo (kg) ao dia em 2014, para 1,07 kg ao dia em 2105. Os dados foram divulgados hoje (4) pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

“O resultado coloca o Brasil como o quarto maior gerador de resíduos sólidos no mundo, é muita coisa, e o que nós percebemos é uma rota ascendente, que tem vindo dessa forma na última década, e que ainda não demonstrou uma linha de reversão. É um dado preocupante”, disse o diretor presidente da Abrelpe, Carlos Roberto Vieira.

Mais da metade das cidades brasileiras ainda destina lixo inadequadamente, para lixões ou aterros controladosArquivo/Agência Brasil

De acordo com o levantamento, houve uma leve melhora nos números sobre a destinação final dos resíduos sólidos. Em 2015, 58,7% do lixo produzido foi destinado para locais adequados, como aterros sanitários. Em 2014, esse índice foi 58,4%. No entanto, os dados mostram que cerca de 60% das cidades brasileiras ainda destinam seu lixo inadequadamente, ou seja, para lixões ou para os chamados aterros controlados.

“Uma das pistas que temos para explicar esse problema, essa nossa deficiência e porque temos levado tanto tempo para avançar, está no volume de recursos aplicados no setor de resíduos sólidos, que em 2015 foi de R$ 10 por habitante por mês para fazer frente a todos os serviços de limpeza urbana”, ressaltou Vieira.

Os serviços de coleta mantiveram o alto índice observado nacionalmente nos anos anteriores, de 90,8%. No entanto, ainda persistem as diferenças regionais: no Sudeste, 97,4% do lixo produzido é coletado; em seguida vêm as regiões Sul (94,3%); Centro-Oeste (93,7%); Norte (80,6%); e Nordeste (78,5%).

 

Posted on

banner outubro rosa hgccO Outubro Rosa está quase aí e chega para lembrar e reforçar a importância da detecção precoce do câncer de mama. No Hospital Geral Dr. César Cals, da rede pública do Governo do Ceará, ações acontecerão durante todo o mês de outubro e para alertar e orientar as mulheres sobre a realização do autoexame e da mamografia, além da prevenção do câncer do colo do útero.

Mulheres com mais de 40 anos e com solicitação de mamografia podem procurar Hospital César Cals, que fica na Avenida Imperador, 372, e agendar o exame a partir do dia 29 de setembro e durante todo o mês de outubro . O atendimento é de segunda a sexta,  das 7 às 17 horas. Devem trazer a solicitação do exame, identidade e comprovante de residência.

No centro de imagem do hospital e nos ambulatórios de ginecologia, obstetrícia e mastologia, as pacientes serão alertadas sobre o autoexame e a mamografia, bem como receberão informações de educação em saúde sobre a prevenção da doença e, com isso, estimular a população no controle do câncer.

No dia 11 de outubro, na Praça da Lagoinha, o Hospital César Cals, em parceria com as universidades e faculdades que realizam estágios na unidade, promoverá uma manhã de atividades, de 8 às 12 horas. A praça será dividida em quatro estações e pretende chamar a atenção de quem passa pelo Centro sobre os cuidados em saúde. Serão quatro estações com estagiários e profissionais à disposição da população com a realização de verificação de glicemia capilar, pressão arterial, avaliação de risco cardíaco e orientações em saúde. Além disso, stands multiprofissionais de nutrição, farmácia, educação física, serviço social e fisioterapia realização de ações especiais referentes às suas atuações. Na programação, haverá ainda apresentações artísticas e culturais e ginástica laboral.

Desemprego sobe para 11,8% e atinge 12 milhões de pessoas, diz IBGE

Posted on

dinheiro3A taxa de desemprego no Brasil, medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), subiu para 11,8% no trimestre encerrado em agosto, segundo dados divulgados hoje (30). Nos três meses anteriores, a taxa estava em 11,2%, e já era a maior da série histórica.

A pesquisa aponta 12 milhões de pessoas desocupadas no país, população classificada assim por ter procurado emprego sem encontrar. Em relação a março, abril e maio, a população desempregada de junho, julho e agosto aumentou em 583 mil pessoas, ou 5,1%.

Já a população ocupada caiu 0,8% na comparação entre os dois trimestres, com a perda de 712 mil postos. Ao todo, esse contingente soma 90,1 milhões de pessoas. Apesar disso, o número de empregados com carteira assinada se manteve estável em 34,2 milhões.

Desemprego era de 8,7% em 2015

A comparação de junho, julho e agosto de 2016 com o mesmo período de 2015 mostra uma redução de 2 milhões de pessoas na população ocupada e um acréscimo de 3,2 milhões de pessoas na população desocupada.

No ano passado, a taxa de desemprego neste trimestre era de 8,7%, e também estava em uma trajetória de alta em relação aos trimestres anteriores.

O número de empregados com carteira assinada de 2016 caiu 3,8% em relação a 2015, com a saída de 1,4 milhão de pessoas desse grupo.

Rendimento se mantém estável

A pesquisa informa ainda que o rendimento médio real habitualmente recebido pelos brasileiros teve uma variação negativa dentro da margem que o IBGE considera de estabilidade. A renda média foi de R$ 2.011, 0,2% a menos que os R$ 2.015 do trimestre imediatamente anterior e 1,7% a menos que os R$ 2.047 registrados no mesmo período do ano passado.

A massa de rendimento real em todos os trabalhos também não apresentou em variação considerada significativa pelo IBGE frente a março, abril e maio, mas caiu 3% na comparação com 2015. O total está em R$ 177 bilhões.

 

Da Agência Brasil.

Sobral inaugura Escola de Educação Profissional nesta quinta-feira (29)

Posted on Updated on

A cidade de Sobral, localizada a 220 quilômetros de Fortaleza, receberá mais uma Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP), sendo a terceira unidade de ensino deste tipo no Município. A cerimônia de entrega da EEEP Monsenhor José Aloísio Pinto será nesta quinta-feira (29), às 17 horas, e contará com a presença da vice-governadora do Estado, Izolda Cela. O secretário da Educação, Idilvan Alencar, também participará do evento. A estruturação do prédio contou com recursos estaduais e federais, tendo investimento total de R$ 8,4 milhões, utilizados na construção, compra de equipamentos e de mobiliário.

A nova unidade de ensino contará com 12 salas de aula, auditório, biblioteca, blocos pedagógico e administrativo, laboratórios específicos para os cursos técnicos oferecidos, além dos de Línguas, Informática, Ciências e Matemática. O projeto dispõe de um andar térreo e mais dois andares, numa área construída de 4.487,20 metros quadrados. Nessas unidades, são ofertados cursos técnicos integrados ao ensino médio, com duração de três anos e funcionamento diário em tempo integral, das 7h às 17h. No terceiro ano, os alunos participam de estágio obrigatório e remunerado pelo Governo do Ceará.

Até o fim deste ano, a EEEP ofertará ações de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares. A partir de 2017, serão ofertados os cursos técnicos nas áreas de segurança do trabalho, rede de computadores, produção de moda e finanças. A escola faz parte da Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede) 6, sediada em Sobral. A educação profissional no município já existe nas EEEPs Dom Walfrido Teixeira Vieira e Lysia Pimentel Gomes Sampaio Sales. A rede estadual na região conta com 48 escolas, sendo 37 de Ensino Médio Parcial, 01 de Ensino Médio Integral, 08 de Educação Profisisonal, 01 de Ensino Fundamental e Médio, e 01 Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja).

As Escolas Profissionais foram implementadas com a finalidade de integrar o Ensino Médio à Educação Profissional, dando oportunidade aos jovens de complementarem seus estudos, além de promover a formação para o mundo do trabalho. A rede oferta 53 cursos técnicos para 90 municípios cearenses. Em todo o Estado, são 48 mil jovens atendidos nas 115 Escolas Profissionais em funcionamento. De 2010, ano de formação das primeiras turmas da educação profissional, a 2015, foram formados 46 mil técnicos nas EEEPs, sendo que 60,8% dos concludentes encontram-se inseridos no mercado de trabalho ou estão cursando o Ensino Superior.

Do Governo do Estado do Ceará.

Site permite que o público crie sua própria cerveja

Posted on Updated on

cervejaQue tal criar a receita de sua própria cerveja, ter ela produzida por uma grande cervejaria do Brasil e, para completar, ver a sua criação sendo disponibilizada em um dos principais clubes de cervejas artesanais do país? Essa é a ação “A Cerveja do Seu Jeito”, promovida pelo Clube do Malte em parceria com a cervejaria paranaense Way Beer.

Para participar, basta os interessados terem mais de 18 anos e inscreverem suas receitas no site oficial da ação (www.cervejadoseujeito.com.br). As criações serão analisadas por um grupo de especialistas, formado por beer sommeliers, mestres-cervejeiros e entusiastas da área, e as quatro melhores receitas serão produzidas pela Way Beer.

 

“A ideia é mobilizar cervejeiros caseiros unindo uma cervejaria parceira e o crescente público consumidor de cervejas artesanais. É um projeto inédito, onde as cervejas serão escolhidas de acordo com a criatividade da receita, independente do estilo ou categoria. Até o momento, em poucos dias com o site da ação no ar, já temos mais de 1.300 cervejas inscritas”, detalha Douglas Salvador, sócio fundador do Clube do Malte.

 

Para completar, após serem produzidas, as receitas vencedoras farão parte da edição de novembro do Beer Pack do Clube do Malte, que mensalmente seleciona e entrega em casa cervejas especiais para seus assinantes. A distribuição será feita em todo o Brasil, possibilitando que as cervejas criadas na ação atinjam amantes de cervejas artesanais de todos os cantos do país.

 

“É uma oportunidade muito legal para que pessoas que amam e entendem de cerveja tenham sua receita exclusiva produzida por uma cervejaria de ponta, além de ser distribuída nacionalmente. Estamos muito ansiosos para começar essa produção em nossa fábrica, e conhecer um pouco mais das preferências do público”, completa Alessandro Oliveira, mestre cervejeiro da Way Beer.

Banco Central projeta inflação de 7,3% este ano

Posted on Updated on

dinheiroO Banco Central (BC) aumentou a projeção para a inflação este ano. Na estimativa, a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve ficar em 7,3% em 2016, ante 6,9% previstos em junho. O cálculo está no Relatório Trimestral de Inflação, divulgado hoje (27) em Brasília.

A projeção estoura o teto da meta de inflação de 6,5% e fica longe do centro da meta (4,5%), que deve ser perseguida pelo BC.

Em 2017, a inflação deve recuar e encerrar o período em 4,4%, ante 4,7% previstos anteriormente. O limite superior da meta no próximo ano é 6%, com centro em 4,5%. Para 2018, a projeção é 3,8%.

Essas projeções são do cenário de referência, em que o BC levou em consideração informações disponíveis até o último dia 22 para fazer as estimativas. Nesse cenário, foram considerados o dólar a R$ 3,30 e a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 14,25% ao ano.

Cenário de Mercado

O Banco Central também divulga os dados do cenário de mercado que faz estimativas para a taxa de câmbio e a Selic. No cenário de mercado, a previsão para a inflação neste ano também deve ficar em 7,3%, ante a estimativa de 7% divulgada em junho. Em 2017, a projeção é 4,9%, ante 5,5% previstos anteriormente. Em 2018, a estimativa ficou em 4,6%.

Novos cenários

Neste relatório, o BC também apresentou dois cenários adicionais. Em um deles, para fazer as projeções para a inflação supõe-se que a taxa de câmbio permanecerá constante em R$ 3,30 durante todo o horizonte e que a taxa Selic evoluirá conforme trajetória apurada pela pesquisa Focus, feita pelo BC junto a instituições financeiras. Nesse cenário, a inflação ficará em 7,3%, este ano, 4,8%, em 2017, e 4,5%, em 2018.

O segundo cenário supõe que a taxa Selic será mantida inalterada em 14,25% e que a taxa de câmbio evoluirá conforme projeções apuradas pela pesquisa Focus. Neste caso, a inflação também deve ficar em 7,3% em 2016, caindo para 4,5% no próximo ano e para 4%, em 2018.

Meta de inflação

É função do BC fazer com que a inflação fique dentro da meta. Um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic.

Sempre que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, mas a medida alivia o controle sobre a inflação.

 

Da Agência Brasil.

Bilhete Único Metropolitano alcança marca de 1,5 milhão de viagens

Posted on

 MVS5801 webO programa Bilhete Único Metropolitano, em operação desde o dia 1º de junho, alcançou, nesta semana, a marca de 1,5 milhão de viagens. Até o último dia 26 de setembro, 45 mil pessoas já tinham realizado o cadastramento para obter o benefício.

O cadastramento permanece nas unidades (fixas e móvel), com a estimativa de que 60 mil pessoas utilizem o benefício. A economia é de R$ 4,00 (ida e volta). E para que todos os usuários tenham essa economia, o Governo do Ceará garante o subsídio de R$ 3,8 milhões por mês, possibilitando que o passageiro faça a integração entre os dois sistemas (metropolitano e urbano da Capital).

Para ter direito ao desconto, o interessado deve fazer o cadastro com os seguintes documentos: RG, CPF e comprovante de endereço. A entrega é feita em média após 10 dias e a validação do cartão é realizada mediante pagamento de R$ 7,20 referente ao crédito da primeira recarga no cartão.

O cartão pode ser usado nas linhas metropolitanas dos seguintes municípios: Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Maranguape, Guaiúba, Pacatuba, Aquiraz, Eusébio, Horizonte, Itaitinga, Pacajus, Chorozinho, Cascavel e Pindoretama, além de Fortaleza. O Governo do Ceará mantém o programa por intermédio da Secretaria das Cidades e do
Detran, que é o gestor do sistema de transporte intermunicipal de passageiros do estado.

Nos pontos de atendimento fixos, o cadastramento dos passageiros pode ser realizado em Fortaleza (Praça José de Alencar, terminais de Parangaba e Antônio Bezerra, Vapt-Vupt de Messejana e sede do Sindiônibus); em Maracanaú (North Shopping) e em Caucaia (Praça Fausto Dário Sales). O atendimento é realizado das 8 às 17 horas.

Há também a unidade móvel de cadastramento que já passou por Maranguape, Pacatuba e São Gonçalo do Amarante, Guaiúba, Horizonte, Aquiraz e Cascavel, com o cadastramento de quase 4,6 mil pessoas. A unidade percorrerá ainda os outros municípios que não tem posto fixo de cadastramento: Chorozinho, Eusébio, Itaitinga e Pindoretama.

 

Movimento do Comércio caiu 4,7% em 12 meses

Posted on

De acordo com os dados do varejo apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), o Movimento do Comércio caiu 4,7% na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (desde setembro de 2015 até agosto de 2016 contra os 12 meses antecedentes). Na avaliação dos dados com ajuste sazonal, agosto apresentou alta de 1,5% frente a julho. Já na comparação mensal contra o mesmo mês do ano anterior, houve elevação de 1,1%, enquanto no acumulado do ano a variação foi de -4,2%, mantida a base de comparação.

Apesar das dificuldades que ainda permeiam o cenário econômico brasileiro, tais como juros elevados, mercado de trabalho em deterioração e inflação alta, na avaliação interanual os dados de agosto apresentaram o primeiro valor positivo em 16 meses. Caso o cenário mais benigno apontado pelas projeções de mercado se consolide, o atual movimento inflexão da tendência (valores acumulados em 12 meses) deverá ser mantido de modo consistente, recuperando gradativamente as vendas do setor para um patamar positivo já no primeiro trimestre de 2017.

Setores

Na análise mensal, dentre os principais setores, o setor de “Móveis e Eletrodomésticos” apresentou alta de 4,4% entre julho e agosto, descontados os efeitos sazonais. Nos dados sem ajuste sazonal, a variação acumulada em 12 meses foi de -5,6%.

A categoria de “Tecidos, Vestuários e Calçados” caiu 0,3% no mês, expurgados os efeitos sazonais. Já na comparação da série sazonal, nos dados acumulados em 12 meses houve recuo de 7,7%.

A atividade do setor de “Supermercados, Alimentos e Bebidas” ficou estável no mês (0,0%) na série dessazonalizada. Na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses recuou 4,6%.

Por fim, o segmento de “Combustíveis e Lubrificantes” também apresentou variação neutra em agosto considerando dados dessazonalizados, enquanto na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses apresentou queda de 4,9%.

Agroamigo alcança marca de 1 milhão de clientes bancarizados

Posted on

O programa de microfinança rural do Banco do Nordeste, o Agroamigo, alcançou em julho de 2016 a marca de 1.002.860 clientes bancarizados, o que representa 93,1% dos clientes ativos. Somente neste ano, mais de 270 mil clientes que contrataram operações de crédito tiveram acesso à conta-corrente.

Segundo o superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar, Stélio Gama Lyra Júnior, os clientes também possuem acesso ao cartão de débito, o que possibilita realizar compras na rede conveniada, bem como saques nos terminais de auto-atendimento do Banco do Nordeste e nos compartilhados com o Banco do Brasil, além da Rede 24h.

“Esse resultado demonstra o esforço do programa em ofertar produtos financeiros que atendam as necessidades dos clientes”, explana o superintendente.

Atualmente, o Agroamigo tem carteira ativa de quase 1,1 milhão de clientes com saldo de R$ 3,6 bilhões.

Prévia do IPCA registra inflação de 8,78% em 12 meses

Posted on

dinheiro3A prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo–15 (IPCA-15), ficou em 0,23% em setembro deste ano. Em todo o país, a taxa é menor se comparada com a de agosto (0,45%) e setembro do ano passado (0,39%), segundo dados divulgados hoje (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IPCA-15 acumula taxa de 5,9% em 2016. Em 12 meses,  acumula 8,78%, abaixo dos 8,95% registrados nos 12 meses encerrados na metade de agosto. Apesar disso, a inflação oficial continua acima do teto da meta do governo federal, que é de 6,5%.

O recuo da taxa na prévia de setembro foi influenciado principalmente pela deflação (queda de preços) de 0,01% nos alimentos. Entre os produtos que contribuíram para esse resultado estão a batata-inglesa (-14,49%), cebola (-12,3%), feijão-carioca (-6,05%), hortaliças (-6,03%) e leite longa vida (-4,14%). Os transportes também tiveram queda de preços, de 0,1%.

Gastos com habitação (que tiveram inflação de 0,48%) e vestuário (0,49%) continuaram pressionando a inflação e impedindo uma queda mais acentuada da taxa.