AL do Ceará deve modificar Regimento Interno

Posted on Updated on

Da Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza (CE):

O Regimento Interno da Assembleia, pelo qual os deputados orientam os mandatos e o que fazem em plenário, deve passar por modificações. A Mesa Diretora decidiu que é necessário um aprofundamento das regras. Não que se articula um meio de pressionar ou inibir parlamentares, mas percebeu-se que elementos da organização estavam sendo postos de lado. E ter mecanismos funcionando corretamente é  básico para as instituições políticas. 

Fortaleza projeta novas obras na SER II

Posted on Updated on

A Prefeitura de Fortaleza autorizou novo pacote de obras para a área da Secretaria Executiva Regional II. Por meio do maior programa de requalificação de espaços públicos da Capital, os bairros Dionísio Torres, Cidade 2000, Meireles, Vicente Pinzón e Cocó serão contemplados com a reforma de dez praças. A solenidade de assinatura da Ordem de Serviço, realizada na Praça dos Eletricitários, reuniu secretários municipais, vereadores, lideranças políticas e comunitárias.

As intervenções anunciadas incluem, além de melhorias infraestruturais, estímulo a práticas esportivas e culturais. A iniciativa visa à ocupação qualificada de logradouros públicos e impulsiona o convívio entre pessoas de todas as idades.

“A administração do prefeito Roberto Cláudio vem levando a sério os espaços públicos. Nesse sentido, já foram reformadas mais de 300 praças em toda a Cidade. Agora, estamos tendo a oportunidade de requalificar mais dez, que estão sendo selecionadas a partir do diálogo com a população. Desse pacote, entregaremos, no máximo em 90 dias, praças requalificadas, com parquinho infantil e academia ao ar livre para que as pessoas se apropriem desses lugares e ocupem como se fosse uma extensão de suas casas”, declarou o titular da Secretaria Regional II, Ferruccio Feitosa.

Presente na solenidade de assinatura da OS, o vereador Evaldo Lima ressaltou a importância da união de esforços em prol da assistência às demandas comunitárias. “Agradecemos a sensibilidade do prefeito Roberto Cláudio em relação ao pedido da população, que reivindicou bastante essas melhorias. Esta é uma política de ocupação qualificada, onde as pessoas se organizam no espaço público, realizam orações, clubes de leitura, dialogam com escolas próximas e ressignificam o convívio em comunidade”, acrescentou.

Sefin de Caucaia (CE) amplia ações de educação fiscal

Posted on Updated on

A Secretaria Municipal de Finanças, Planejamento e Orçamento (Sefin) do município de Caucaia (CE) está intensificando as ações de educação fiscal que promove nas dependências da pasta, localizada no Centro da cidade.

Já considerada uma das secretarias mais movimentadas da gestão municipal devido ao grande número de serviços que oferece, a Sefin registra aumento no fluxo de visitantes nos meses de janeiro, junho, julho e dezembro.

É essa procura mais intensa que a pasta quer aproveitar. “É frequente a visita de crianças na época das férias. Como elas são um dos principais públicos do projeto de educação fiscal, nós aproveitamos a passagem pra abordar, falar de forma lúdica e distribuir material”, explica o titular da Sefin, Marcus Mota.

As crianças recebem já na recepção um kit composto por cartilha, material de pintura, panfletos e revistas. Todo o conteúdo é referente a questões fiscais. Medidas como a destinação do que for arrecadado com o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para a saúde municipal, por exemplo.

“Um funcionário ajuda as crianças a entender esse material. Quando recebemos grupos de alunos, a gente leva em todos os setores e explica o que é a Sefin. Além disso, também levamos palestras pras escolas”, detalha o coordenador do projeto de educação fiscal, Marlony Andrade.

Sistema de Gerenciamento para juízes é modernizado no Tribunal de Justiça do CE

Posted on Updated on

A Secretaria de Tecnologia da Informação (Setin) do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) apresentou as últimas mudanças feitas no Sistema de Gerenciamento do Núcleo de Precedentes (SISNUGEP) aos juízes auxiliares da Vice-Presidência, Cláudio Ibiapina e Joriza Magalhães.


A finalidade do sistema é gerenciar o acervo processual para que cada gabinete de desembargador saiba exatamente quais processos estão em trâmite ou sobrestados (paralisados aguardando julgamento nos tribunais superiores).

Uma etapa do projeto-piloto será realizada no Gabinete do desembargador Heráclito Vieira, para se identificar quais mudanças ainda poderão ser feitas. “Conhecemos hoje as novas ferramentas que foram concluídas para dar melhor mobilidade ao sistema e, em seguida, após o projeto-piloto para identificação de possíveis correções, ser implantado nos demais gabinetes”, explicou o juiz auxiliar Cláudio Ibiapina.

Também participaram da reunião o secretário Judiciário do TJCE, Walter Lima Filho e os assessores da Vice-Presidência, Gerda Kátia de Oliveira Monteiro, Diogo da Silva Portela e a auxiliar operacional Ana Lúcia Moreira Serra (que tem MBA em Gestão de Pessoas).

O Núcleo uniformiza e acompanha procedimentos administrativos envolvendo assuntos repetitivos e de repercussão geral. O objetivo é garantir que a atuação do Judiciário seja uniforme em relação aos processos que tratam da mesma questão. Vinculado à Vice-Presidência do TJCE, foi criado em novembro de 2016, conforme o Código de Processo Civil de 2015.

TCE do Ceará barra licitação em município por limitação da competitividade

Posted on Updated on

O pleno do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, na sessão ordinária desta terça-feira (12/2), homologou medida cautelar, suspendendo licitação da Prefeitura de Banabuiú em razão da presença de cláusulas no edital que limitavam a competitividade. De relatoria do conselheiro substituto Itacir Todero, alegou-se na Representação (processo nº 00635/2019-2) que constavam exigências quanto à qualificação técnica de cunho restritivo, havendo, portanto, indícios de direcionamento deste edital.

A Gerência de Fiscalização de Licitações e Contratos deste Tribunal verificou na Tomada de Preços n.º 2018.12.17.01-TP que cláusula do edital exigia apresentação específica de registro como organização contábil, para fins de habilitação no quesito qualificação técnica, excluindo pessoas físicas que atuavam como profissionais autônomos. Não foi encontrada justificativa técnica dessa escolha, em desconformidade à Lei n.º 8.666/93.

Também havia a exigência de profissionais de outras áreas com registros nos Conselhos Regional de Administração e Ordem dos Advogados do Brasil, além da contábil, à futura contratada, sem que houvesse justificativa técnica para fundamentar tal necessidade, quando o objeto da licitação é “a prestação de serviços de assessoria e consultoria em contabilidade, gestão fiscal e controle da execução orçamentária”, e não prestação de serviços essencialmente jurídico e administrativos.

A relatoria verificou a presença dos requisitos para concessão da cautelar: “fumus boni juris” (ausência de justificativa técnica para cláusulas editalícias que restringem a competitividade da Tomada de Preços) e do “periculum in mora” (a sessão de abertura do procedimento licitatório ocorreu no dia 4/2/2019). Com isso, Itacir Todero determinou a suspensão da licitação de modo que, se já houver sido ultimada, que não celebrasse o respectivo contrato, até novo pronunciamento desta Corte. Caso já tenha sido assinado o contrato, suspendesse qualquer repasse dele decorrente, até decisão final deste Tribunal.

Foi concedido prazo de 10 dias para que os gestores/ordenadores das Secretaria de Planejamento e Gestão Pública, Fundo Municipal de Educação, Fundo Municipal de Saúde, Secretaria de Assistência Social, Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e o Presidente da Comissão de Licitação prestem esclarecimentos acerca dos fatos levantados. 

Centro Industrial e Governo do Ceará firmam parceria sobre Programa de Otimização do Ambiente de Negócios

Posted on Updated on

Ano de comemoração do seu centenário, o Centro Industrial do Ceará (CIC), atualmente, tendo como presidente André Siqueira, firma parceria com o Governo do Estado para implementação do Programa de Otimização, Eficiência e Inovação do Ambiente de Negócios do Ceará.

Proposto pelo CIC, o projeto visa dinamizar o ambiente de negócios, trazendo impactos positivos para economia do Estado, redução do tempo médio para execução dos processos, definição de regras claras e simplificadas para as empresas, a criação de indicadores de desempenho para os órgãos com inferência no setor produtivo e atualização da legislação com foco na simplificação.

A reunião com o governador do Estado, Camilo Santana, aconteceu na manhã desta terça-feira (12), no Palácio do Governo, e contou com a presença, por parte do CIC, do presidente André Siqueira, vice-presidente Sampaio Filho, diretor Marcos Soares; representando o presidente da FIEC, Beto Studart, esteve presente Carlos Prado; o diretor administrativo da Fiec, Ricardo Cavalcante; a superintendente da Fiec, Juliana Guimarães; e por parte do Governo, os secretários de Estado e presidentes das entidades vinculadas.

O programa é fruto de pesquisas sobre as tendências mundiais que envolvem as relações do Governo e o setor produtivo, com foco na automação de processos, uso de base de dados unificada disponível em portal único e de Inteligência Artificial. Dos resultados, foram formatadas soluções. “Iniciaremos as tratativas na próxima semana para iniciar as ações a partir de março”, antecipou André Siqueira.

“O CIC agradece a receptividade do Governo, reconhece os importantes avanços na modernização tecnológica nas secretarias e interesse do governador em ser referência nacional no ambiente para empreender entre os Estados”, afirmou André.

Esse projeto tem como parceiros estratégicos a Federação das indústrias do Ceará (FIEC) e o Sebrae Ceará e apoio da Fecomércio, CDL, Associação Comercial, Faec, Sindilojas e Associação dos Jovens Empresários (AJE) Fortaleza. 

Fortaleza tem novo espaço para atendimento de excelência em saúde

Nota Posted on Updated on

Com mais de 40 anos de tradição em cardiologia, o Hospital Prontocardio amplia as especialidades e o número de leitos. Com isso, Fortaleza conta com um novo espaço para atendimento em saúde. As novas instalações possuem mais de 60 leitos modernizados, sendo 13 apartamentos, 23 enfermarias e 24 postos de Unidade de Tratamento Intensiva (UTI).  O crescimento reflete numa ampliação de 16% na capacidade de atendimento.

Entre as novidades, a clínica médica com especialidades em neurologia, cardiologia, infectologia e pneumologia. Como diferencial nos procedimentos eletivos, o Prontocardio entrega resultados de exames em até 24 horas.  É o caso das avaliações clínicas, ultra-sonografia e MAPA. As equipes multidisciplinares atuam no cuidado humanizado, que proporciona aos pacientes um tratamento mais afetuoso e personalizado, reforçando o conceito de excelência.

Cerca de 800 pessoas passam mensalmente pelo Prontocardio. Ainda entre os investimentos de 2019, o Hospital ofertará as áreas de traumatologia, neurologia, ortopedia, urologia e vascular.

A emergência continua funcionando 24h por dia para casos de patologias clínicas e cardiológicas. A rede de convênios atendidos pelo Hospital também foi ampliada.

Ranking de exportadores do Ceará tem ferro e aço no topo

Posted on Updated on

O setor de ferro e aço lidera a lista dos principais setores exportadores do Ceará no mês de janeiro, com US$ 139,1 milhões, fazendo do Ceará o 4º no ranking dos que mais exportam nesse segmento. Os calçados também apresentaram resultado revelante em janeiro deste ano, com um total de US$ 38,7 milhões. Esse montante é o maior já registrado em um mês de janeiro desde 2012. Os dados são do estudo Ceará em Comex, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), tendo como referência o mês de janeiro de 2019.

O segmento de “Máquinas, aparelhos e materiais elétricos, e suas partes” manteve o desempenho de destaque do ano passado, enviando ao exterior mais de US$ 10 milhões, um incremento de quase quatro mil pontos percentuais. O segmento de pescados, tradicional na pauta exportadora cearense, registrou um forte avanço em 2019, com um crescimento de 199,4%, chegando a US$ 4,8 milhões. Esse valor garantiu ao Ceará o posto de estado que mais exporta pescados do Brasil, principalmente pelas exportações de lagostas.

O Ceará em Comex revela também que os principais produtos da pauta exportadora cearense são as placas de aço, produzidas principalmente na siderúrgica em São Gonçalo do Amarante e os calçados fabricados, em sua maioria, em Sobral. As placas de aço totalizaram US$ 135 milhões e os calçados US$ 24,5 milhões, esses últimos em suas três principais classificações. Além desses, o Ceará exporta mais de 400 produtos (NCM) diferentes.

Um destaque está nas pás e geradores de energia eólica, que voltaram a ser exportadas com significância em 2018 e que são registrados como “Partes de outros motores, geradores/grupos eletrogeradores”. As pás eólicas embasam o forte crescimento da cidade de Caucaia e registraram US$ 10,6 milhões em janeiro desse ano. Outro produto que já teve grande representatividade nas vendas externas do Ceará e que vinha apresentando recorrentes quedas, voltou a crescer em 2019, os “couros e peles inteiros, de bovinos”, aumentaram as vendas internacionais em 393,3% chegando a US$ 4,6 milhões, tendo como Estados Unidos e Itália como principais destinos.

Em janeiro de 2019, os produtos exportados pelo Ceará tiveram como destino 100 países. Os Estados Unidos mantiveram o posto de maior comprador dos produtos fabricados no estado, com US$ 91,8 milhões, mais que o dobro do valor contabilizado no ano passado. O país que exibiu maior crescimento foi a Itália, que passou a ser destino das placas de aço e importou do Ceará um total de US$ 69,9 milhões, crescendo mais de mil pontos percentuais. Outro país que cresceu em proporções semelhantes nas vendas internacionais do estado foi o Japão, que saiu de US$ 373,5 mil, para US$ 4,3 milhões no comparativo entre 2018 e 2019, também por causa da exportação de produtos siderúrgicos.

Importações

Quanto às aquisições internacionais, o estado cearense é o 12° em importações no país no acumulado de 2019. A elevação do volume importado em relação ao mesmo período em 2018 chegou a 5,6%, atingindo o maior total importado desde 2015, quando o volume foi superior aos US$ 600 milhões. Dos US$ 206 milhões importados em 2019, a cidade de São Gonçalo do Amarante responde por US$ 84 milhões, com uma participação de 40%. (Tabelas 9 e 10). O município é líder dessa lista e importa principalmente combustíveis sólidos para abastecimento da siderúrgica local. Logo em seguida, a capital Fortaleza totalizou US$ 39,2 milhões, importando principalmente óleo diesel. Entretanto, devido à aquisição de componente eólicas, o município de Acaraú aumentou em quase cinco mil vezes o valor de suas importações em relação a 2018, exibindo o maior crescimento entre os municípios cearenses.

Com total de US$ 6,61 milhões no período, Acaraú é a 2° cidade brasileira que mais comprou pás eólicas no exterior. As pás eólicas destacam-se por ser o produto que mais elevou seu volume importado, no Ceará, no acumulado do ano, crescendo 328% em relação a 2018 e totalizando US$ 7,6 milhões. O 2° maior crescimento, entre os produtos, pertence ao óleo diesel, com 246% de elevação e total de US$ 7,9 milhões.

Os combustíveis sólidos são o grupo de produtos mais adquirido pelo estado no período. A hulha, combustível utilizado na CSP, é o principal item nas compras do estado, com US$ 58,3 milhões. O 2° colocado, porém, tem peculiar contraste. Os resíduos de ferro e aço, que vêm logo após os combustíveis sólidos, pertencem ao 2° grupo mais adquirido, totalizando US$ 13 milhões. Os desperdícios de ferro só passaram a compor as importações nos últimos meses e já ultrapassaram, inclusive as importações de trigo, pauta tradicional do estado ao longo dos últimos anos. Sendo utilizados como insumo siderúrgico em forma de lingote, os resíduos metálicos são oriundos principalmente do Reino Unido. Vale destacar que o Reino Unido é o país que mais cresceu em exportações ao Ceará no período (139,5%), graças ao fornecimento dos desperdícios metálicos.

A principal origem das importações cearenses foram os Estados Unidos, apresentando o maior crescimento entre os mercados fornecedores, com 195,6% em relação ao mesmo período em 2018. O país norte-americano totalizou US$ 52,7 milhões em fornecimento ao estado, valor que representa 25,5% de participação e compõe principalmente as hulhas. O segundo maior parceiro é o mercado chinês, com US$ 50,6 milhões exportados ao Ceará no período, equivalente a 24,5% de participação. O alto valor fornecido pela China deve-se ao fornecimento de pás eólicas.

Confira o estudo completo AQUI.

Caminhe na direção da felicidade

Posted on Updated on

Texto de Gustavo Arns, idealizador do congresso internacional da felicidade e coordenador do curso “GBA da Felicidade: Transformando pessoas e organizações”, promovido pelo ISAE Escola de Negócios (www.isaebrasil.com.br).

O primeiro trimestre de um ano é sempre um momento onde grande parte das pessoas buscam traçar novas metas e objetivos para cumprir nos próximos meses. Promessas como “neste ano vou começar a frequentar a academia”, “vou buscar uma promoção no trabalho” e “vou me alimentar e dormir melhor do que no ano passado” foram pronunciadas, sem dúvida alguma, milhões de vezes pelos brasileiros. Todos esses “compromissos mentais” de início de ano acabam direcionados para um objetivo: ser feliz.

Tão difícil quanto definir o que é felicidade, é saber como atingir a idealização social que temos do que é ser feliz. A definição do termo pelo especialista em psicologia positiva e professor da aula mais concorrida de Harvard, Tal Bem Shahar, diz que a felicidade é, na verdade, a combinação de bem-estar físico, espiritual, intelectual, relacional e emocional. O equilíbrio entre esses aspectos é que irá definir se estamos caminhando em direção aos nossos objetivos.

Bem-estar físico: começamos a pensar em fatores como: qualidade do sono, hábitos alimentares, exercícios físicos. Esse tipo de cuidado básico que o corpo humano necessita para estar em harmonia, muitas vezes são deixados de lado no estilo de vida que vivemos hoje, com multitarefas e inúmeros afazeres que parecem nunca estarem concluídos. É necessário dar a atenção necessária ao bem-estar físico, pois ele será um dos grandes responsáveis pela nossa capacidade de concluir as nossas metas nos demais campos de ação.

Bem-estar intelectual: é também muito importante refletir a respeito do nosso bem-estar intelectual. Analisar se de fato estamos buscando conhecimento em áreas que gostaríamos de ter ou que já temos domínio, mesmo que não estejam necessariamente ligadas a um objetivo profissional. Sentir que o aprofundamento em algum tema está nos trazendo uma construção de sabedoria e conhecimento impacta diretamente na realização de felicidade.

Bem-estar relacional e emocional: no aspecto relacional e emocional, é preciso refletir em como estão os relacionamentos, se o nosso círculo de amizades tem sido algo construtivo e importante, se são pessoas confiáveis e que existe um sentimento verdadeiro mútuo. Um ambiente seguro, onde se possa ser quem realmente é, sem a necessidade de performar um papel que não é seu. Avaliar se você está dedicando um tempo de qualidade para essas pessoas que são significativas na sua vida, estando presente de verdade e se importando com eles da forma correta. Como, por exemplo, desfrutar de uma boa companhia em um jantar agradável sem concentrar os pensamentos em alguma conta para pagar, uma situação estressante do dia ou em mensagens no celular.

Bem-estar espiritual: o bem-estar espiritual é uma avaliação sobre a sua real presença nas atividades que você se propôs a realizar. Estar focado no presente nem sempre é uma tarefa fácil, mas a concentração em desfrutar e aproveitar o momento fará toda a diferença na sua percepção do presente e afetará positivamente suas realizações para o futuro.

É preciso ter um olhar cuidadoso para as sensações do nosso corpo, a forma como você está se sentindo, a vitalidade que você tem tido para realizar as tarefas e demais sintomas que possam surgir e afetar seus objetivos. A partir daí, é possível construir boas metas pessoas e profissionais, focando na direção certa para você quer caminhar neste ano de 2019. Entenda qual é o seu grande objetivo a longo prazo e quais são as pequenas realizações que vão te fazer atingir ele. Traçar metas semestrais, mensais, semanais e diárias que te auxiliem a construir uma possibilidade factível de chegar onde você almeja.

Dentro disso, tem mais uma colocação da psicologia positiva que podemos acrescentar, que o aspecto profissional é uma das esferas humanas, mas que por diversas vezes podemos acabar depositando toda nossa esperança de ser feliz nisso e acabar nos frustrando constantemente. Claro que a realização material é importante e até linhas espirituais vem afirmando que não existe problema em galgar um caminho de conforto, para que tenha uma vida prazerosa e com condições de realizar os sonhos pessoais.

A necessidade de ser feliz que encaramos constantemente na nossa realidade, faz com que estejamos sempre em busca disso e não se pode deixar que os momentos de tristeza, amargura, raiva e sofrimento nos façam desistir do que buscamos. Compreender essas sensações e aceitá-las, faz com que possamos passar pelas dificuldades mais rápido e estejamos mais preparados para construir um futuro como planejado.

Movimentações nos mercados reflete nas bolsas

Posted on Updated on

Nesta terça-feira, além dos balanços referentes ao quarto trimestre, os investidores devem continuar atentos aos desdobramentos da tragédia de Brumadinho para a Vale. Em relação aos resultados, BB Seguridade, São Martinho e Comgás divulgaram seus números do quarto trimestre na noite de ontem, enquanto o Banrisul apresenta seu balanço na manhã de hoje. O dia abre com a informação de que os futuros de minério de ferro da China caíram nesta terça-feira, revertendo parte dos fortes ganhos da sessão anterior.

O contrato de minério negociado na Bolsa de Dalian fechou em baixa de 1%, a 693,50 yuans por tonelada. Ontem, na volta do feriado de uma semana por ocasião do ano-novo lunar, o minério atingiu o limite de valorização diária de 8% em Dalian, ainda em reação ao recente desastre da Vale em Brumadinho e os subsequentes efeitos na produção da mineradora brasileira.

Com a queda de 9,3% do seu lucro no ano passado, a BB Seguridade não conseguiu entregar seu guidance para o ano. A holding que concentra os negócios de seguros do Banco do Brasil havia sinalizado que seu resultado poderia encolher no máximo 6% e, pelo menos, 4%. No ano, a cifra somou R$ 3,549 bilhões e no quarto trimestre o lucro líquido ajustado foi de R$ 840 milhões, 10,7% menor que no mesmo intervalo de 2017. A companhia atribuiu o recuo à queda do resultado financeiro.

A BB Seguridade espera que seu lucro líquido ajustado volte a crescer neste ano, com previsão de avanço de 5% a 10%. A holding espera que os prêmios emitidos pró-forma da BB Mapfre SH1, que responde pelas áreas de seguro de vida, habitacional e rural, tenha aumento de 7% a 12% em 2018. A BB Seguridade pagará dividendos de R$ 1,352 bilhão, sendo R$ 0,677191430 por ação, com base na posição acionária de 14 de fevereiro, ficando ex-dividendos a partir do dia seguinte (15).

Outra companhia que entregou balanço na noite de ontem foi a Comgás, com lucro líquido normalizado pela conta corrente regulatória de R$ 918,805 milhões no quarto trimestre de 2018, ante R$ 207,609 milhões de igual período de 2017. O montante inclui impactos não recorrentes. No ano de 2018, o lucro líquido normalizado foi de R$ 1,651 bilhão.

Já o lucro líquido pelo padrão IRFS somou R$ 858,843 milhões nos últimos três meses do ano. No acumulado do ano de 2018 totalizou R$ 1,339 bilhão. Considerando os impactos dos eventos não recorrentes, o Ebitda normalizado recorrente somou R$ 1,181 bilhão no quarto trimestre e R$ 2,654 bilhões no ano. Em bases recorrentes, o Ebitda em IFRS somou R$ 189 milhões no último trimestre do ano, redução de 50% ante igual período do ano anterior, e em 2018 foi de R$ 1,281 bilhão, queda de 16% ante 2017, ambos impactados pela devolução de conta corrente regulatória.

Incluindo eventos não recorrentes, o EBITDA IFRS atingiu R$ 1,093 bilhão no trimestre e R$ 2,186 bilhões em 2018. A distribuidora de gás de São Paulo decidiu suspender a divulgação de guidance, devido à oferta pública para aquisição de ações (OPA) pela controladora Cosan S.A. A OPA é pela totalidade das ações preferenciais classe A da Comgás, cujo leilão está marcado para 8 de março, às 12h. Na publicação do edital, em 31 de janeiro, consta que o preço oferecido por ação é de R$ 82.

A Construtora Tenda divulgou suas projeções para o ano de 2019. A empresa espera vendas líquidas entre R$ 1,950 bilhão e o máximo de R$ 2,150 bilhões. Para este ano, a Tenda prevê ainda margem bruta ajustada entre 34% e 36%. O conselho de administração da Tenda aprovou em reunião uma proposta de desdobramento de 52.172.123 ações ordinárias, na proporção de 1 para 2 ações da mesma espécie, sem modificação do valor do capital social. Na reunião também houve a nomeação de Luis Gustavo Scrassolo Martini como Diretor Operacional.

O Grupo São Martinho reportou lucro líquido de R$ 65,929 milhões no terceiro trimestre do ano-safra 2018/2019, encerrado em 31 de dezembro. O resultado é 60,9% menor do que o registrado em igual período da temporada 2017/2018, de R$ 168,483 milhões. Em nove meses de safra, o lucro líquido acumulado caiu 32,5%, para R$ 338,371 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia sucroenergética recuou 16,1% na mesma comparação trimestral, para R$ 417,320 milhões. Nos noves meses de 2018/2019, o Ebitda ajustado recuou 16,8% ante o período de abril a dezembro de 2017/2018, para R$ 1,135 bilhão.