Mercados acionários iniciam a semana com otimismo

Posted on Updated on

O mercado ajustou suas expectativas para a inflação e para o crescimento econômico em 2019. O relatório Focus do Banco Central apresentou um ajuste nas expectativas do mercado para a inflação (medida pelo IPCA) de 3,85% para 3,87%. Já para o PIB, o mercado estima crescimento econômico menor, de 2,30% para 2,28% em 2019.

Com sinais mistos nas bolsas, os mercados acionários internacionais iniciam esta semana de olho em uma série de eventos e indicadores econômicos importantes. O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sinalizou neste domingo que o banco central americano não está com pressa em elevar o nível das taxas de juros na medida que há sinais crescentes de desaceleração na economia global. Devido a isso, os índices futuros norte-americanos apontam para uma abertura em alta. Da mesma forma, os ativos bancários alavancaram os ganhos nas bolsas europeias; já na região asiática, o fechamento foi majoritariamente positivo, com destaque para Xangai (+1,9%). Por fim, o mercado de ações brasileiro também sinaliza uma alta.

No mercado de commodities, o destaque é para o petróleo. A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) informou que entregará menos petróleo que o solicitado em abril, indicando uma extensão no corte de produção de petróleo bruto do cartel. Os preços do petróleo subiram diante das expectativas baixistas em torno da oferta da commodity.

No mercado de divisas, tendência de queda para o dólar e apreciação do euro. O rendimento da treasury de 10 anos sobe a 2,64% e os juros no Brasil estão em baixa.

Expectativas dos agentes:

Na agenda da semana, são altamente aguardados os dados econômicos da China (produção industrial, taxa de desemprego) e dos Estados Unidos (vendas no varejo, índices de preço). Além disso, discursos de dirigentes do Fed darão sinais para os próximos passos de política monetária. Na China, destaque para discurso no Congresso Nacional do Povo na sexta-feira, no qual se discute as formas de estímulo para a economia chinesa. No Japão e na Europa, os bancos centrais irão informar decisões de política monetária. No Brasil, os agentes se atentarão ao desempenho do varejo e da indústria, além do índice de preços ao consumidor amplo (IPCA). No cenário local, destaque ainda gira fortemente em torno da reforma da previdência.

Sobre a Nova Futura Investimentos

Sócia-fundadora da BM&Bovespa, a Nova Futura Investimentos, foi fundada em 1983, atua nos mercados de commodities, renda fixa, renda variável e seguros. Com presença nacional, a instituição financeira conta com 21 escritórios espalhados por diversas cidades do país. Ao longo de mais de três décadas de existência, se consolidou como uma das maiores e mais independentes casas de investimentos do Brasil.

Com tradição no mercado institucional, vem se tornando referência no varejo, oferecendo a mesma qualidade já ofertada ao mundo empresarial agora também para pessoas físicas. Em 2017, confirmando a tradição de excelência, a corretora recebeu o selo Nonresident Investor Broker, que reconhece a estrutura organizacional e tecnológica especializada na prospecção de clientes, prestação de serviços de atendimento consultivo assim como execução de ordens e distribuição de produtos da BM&FBovespa para investidores não residentes.

Programa Mais Infância Ceará será apresentado durante seminário internacional em Brasília

Posted on Updated on

A primeira-dama do Ceará e idealizadora do Mais Infância Ceará, Onélia Santana, recebeu convite do Ministério da Cidadania para apresentar o programa no II Seminário Internacional da Primeira Infância – O Melhor Investimento para Desenvolver uma Nação, que está sendo realizado hoje e amanhã (12 e 13 de março), em Brasília. “Temos que priorizar a primeira infância e ainda focar nos mais vulneráveis, só assim teremos uma sociedade menos desigual”, destaca.

O evento reune especialistas nacionais e do exterior, que debatem o impacto da atenção nos primeiros anos de vida, com base nos mais recentes estudos científicos sobre o tema. Na ocasião, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, apresentará os resultados e desafios do Programa Criança Feliz – referência mundial na promoção de políticas públicas para o desenvolvimento infantil.

Entre os palestrantes, estão a diretora do Programa de Implante Coclear pediátrico da Universidade de Chicago, Dana Landau Suskind; a assessora do China Development Research Foundation e assessora sênior em desenvolvimento infantil do Center on the Developing Child da Universidade de Harvard, Mary E. Young; a diretora da Fundação Bernard van Leer, Cecilia Vaca Jones, o assessor de economia do Departamento Social do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Norbert Schady, entre outros.

O Programa
Criado em agosto de 2015, o Programa Mais Infância Ceará defende um olhar especial e mais dedicado à infância, a partir de um diagnóstico da situação do Estado na área e do mapeamento das ações voltadas para o segmento nas diferentes secretarias estaduais. A iniciativa, que abrange os 184 municípios cearenses, busca contemplar a complexidade de promover o desenvolvimento infantil, estruturando-se em quatro pilares: Tempo de Crescer, Tempo de Brincar, Tempo de Aprender e Tempo de Nascer.

O Tempo de Crescer contempla a construção de uma rede de fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, por meio de serviços e formações de profissionais. Já o Tempo de Brincar foca nos benefícios do jogo infantil para o desenvolvimento físico, cognitivo e emocional das crianças. No Tempo de Aprender, compreende-se a escola como direito de todos, buscando atender a meta de universalizar a oferta de pré-escola e ampliar a oferta de creches com a construção e a qualificação dos Centros de Educação Infantil – CEIs. Por fim, o Tempo de Nascer que contempla a reestruturação alinhada de cuidado materno-infantil a partir da atenção à gestação de alto risco, visando a redução da morbimortalidade materna e perinatal.

Impacto Social
Os estudos sobre o impacto de programas sociais voltados à primeira infância renderam ao economista americano James Heckman o Prêmio Nobel de Economia. Heckman comprovou que políticas públicas focadas nesse período da evolução humana têm potencial de gerar verdadeiras revoluções sociais. O levantamento envolveu economistas, psicólogos, sociólogos, estatísticos e neurocientistas. O estudo apontou que o investimento em programas de aprendizagem precoce podem impulsionar resultados educacionais, econômicos e de saúde.

Curso online promete qualificar experts em vinhos

Posted on Updated on

Uma forma inovadora – e rápida – de aprender sobre vinhos. Essa é a proposta do Expert em Vinhos, curso online criado pelo publicitário paulistano Eduardo Calazans. Bastante didático, o treinamento leva trinta dias e, ao final, os alunos conseguem até descobrir o que esperar de um vinho sem precisar ler o rótulo, apenas olhando o formato da garrafa.

“Como bater o olho e já saber o que determinado vinho promete é um dos pontos altos do curso. Também ensino a escolher a bebida certa para o seu paladar e a harmonizá-la com a comida. Quando termina, a pessoa tem muito mais confiança não só para consumir vinho, como para falar sobre a bebida em reuniões sociais”, afirma Calazans.

Certificado pela inglesa Wine & Spirit Education Trust e pela norte-americana International Sommelier Guild, Calazans ministrou o treinamento Expert em Vinhos para mais de 1.300 pessoas ao longo dos últimos dois anos. “Fiz dezenas de cursos, mas nunca encontrei um que tivesse esse apelo, sem firulas ou termos difíceis. Assim, para desmistificar o mundo do vinho e atingir o maior número possível de pessoas, optei por essa abordagem direta e pelo método online de treinamento”.

Após concluir o curso – custa R$ 397,00 e pode ser pago em até doze vezes –, o aluno recebe um certificado e uma garrafa que Calazans seleciona diretamente da sua adega. O novo especialista em vinho também passa a integrar grupos fechados no Facebook e WhatsApp, nos quais são compartilhadas informações e dicas sobre a bebida e eventos com enólogos renomados.

Univinho.com

Além de ministrar o curso Expert em Vinho, Calazans é proprietário da Univinho.com, e-commerce inaugurado em agosto de 2018 e dedicado à comercialização da bebida. “Nossa ideia é, nas próximas semanas, tornar a Univinho.com um marketplace para o mercado de vinho, onde produtores nacionais da bebida e fabricantes de acessórios poderão negociar diretamente com os consumidores seus produtos em uma plataforma única”, explica.

Walmart falha em práticas de bem-estar animal, informa relatório

Posted on Updated on

O bem-estar animal não é uma prioridade para o Walmart, é o que revela a sétima edição do relatório Business Benchmark on Farm Animal Welfare (BBFAW 2018). Líder global na avaliação dos padrões de bem-estar animal adotados por algumas das maiores marcas de alimentos e restaurantes do mundo, o relatório aponta que o Walmart não é consistente na abordagem do bem-estar animal nos diferentes mercados em que opera, não tendo uma política global para lidar com práticas agrícolas cruéis em relação às carnes que comercializa.

A falta de clareza sobre o uso de gaiolas para criação de matrizes suínas, as mutilações de rotina, a adoção do abate humanitário e a proibição do transporte de longa distância de animais vivos foram alguns dos itens que relegaram o Walmart ao nível 4 do levantamento – uma posição abaixo do ranking de 2017.

Realizado com o apoio da Proteção Animal Mundial e da Compassion in World Farming, o BBFAW 2018 classificou 150 empresas, em 23 países, dos níveis 1 a 6 – sendo o nível 1 o melhor e 6 o pior. Além de ter caído uma posição em relação ao ano passado, o Walmart não apresentou nenhum progresso nas áreas de inovação e liderança nos últimos cinco anos em que apareceu no benchmark.

“No Brasil, grandes produtores já se comprometeram a adotar práticas de bem-estar animal, assim não há razão para o Walmart não se posicionar claramente sobre o tema”, afirma o gerente de agropecuária sustentável da Proteção Animal Mundial, José Rodolfo Ciocca. Como exemplo, ele cita a empresa Pamplona, tradicional produtora de carne suína brasileira, que recentemente se comprometeu a realizar a transição do sistema de alojamento individual de matrizes para o sistema de alojamento em baias coletivas até o ano de 2026.

“Falta consciência na abordagem da questão nos diferentes mercados em que o Walmart opera. Esse resultado é muito alarmante, pois entendemos que só é possível mudar a vida desses animais se as redes de supermercados e restaurantes abraçarem a causa”, explica Ciocca.

Mude a Vidas dos Porcos – No mundo todo a Proteção Animal Mundial, pede ao Walmart que adote melhores práticas em relação às carnes que comercializa. Desde 2017, a organização promove a campanha “Mude a vida dos porcos”, que pede aos supermercados que:  

  • Substituam as gaiolas usadas para matrizes suínas por criação em grupo em ambiente com enriquecimento ambiental até 2028;
  • Disponibilizem materiais e condições que permitam que os animais expressem seu comportamento natural até 2028;
  • Eliminem mutilações dolorosas até 2028;
  • Eliminem gaiolas para matrizes suínas durante o parto e a amamentação até 2035.

Para acessar o relatório completo: www.protecaoanimalmundial.org.br

Sobre a Proteção Animal Mundial (World Animal Protection)

A Proteção Animal Mundial (anteriormente conhecida como Sociedade Mundial para a Proteção Animal) mudou o mundo para proteger os animais por mais de 50 anos. A organização trabalha para melhorar o bem-estar dos animais e evitar seu sofrimento. As atividades da organização incluem trabalhar com empresas para garantir altos padrões de bem-estar para os animais sob seus cuidados; trabalhar com governos e outras partes interessadas para impedir que animais silvestres sejam cruelmente negociados, presos ou mortos; e salvar as vidas dos animais e os meios de subsistência das pessoas que dependem deles em situações de desastre. A organização influencia os tomadores de decisão a colocar os animais na agenda global e inspira as pessoas a mudarem a vida dos animais para melhor. Para mais informações acesse: www.protecaoanimalmundial.org.br.

Setor de alimentação tem boas perspectivas de recuperação no Brasil

Posted on Updated on

O setor de alimentação fora do lar é muito importante para a economia brasileira. Em 2018, ele movimentou R$ 205 bilhões. De acordo com a pesquisa, realizada pela GS&NPD para o Instituto Foodservice Brasil (IFB) em fevereiro de 2019, o setor é altamente descentralizado no país, com cerca de 73% dele sendo representado por restaurantes que não são de redes, ou seja, há uma imensa variedade de conceitos e muitos negócios de menor tamanho.

Ainda segundo a mesma pesquisa, o foodservice passa por um momento de recuperação. Em 2018, o segmento cresceu acima do mesmo período de 2017, embora tenha enfrentado estagnação no primeiro semestre, devido a vários fatores como a greve dos caminhoneiros. Por outro lado, alguns leves sinais de recuperação podem ser observados. O ticket médio gasto com alimentação fora do lar está na casa dos R$ 14 reais, um discreto crescimento de 2%. O tráfego também cresceu, cerca de 1%, com 14 bilhões de visitas, 120 milhões a mais do que em 2017. Outros R$ 5 bilhões foram gastos a mais no foodservice no Brasil, um aumento de 3% do setor.

“A alimentação fora do lar é sempre um dos últimos segmentos a ser impactado pela crise e um dos primeiros a se recuperar. Comer fora, comprar um doce, uma guloseima é um “luxo” que as pessoas se permitem assim que possível”, afirma Cristina Souza, diretora-executiva da GS&Libbra.

Diante da importância deste setor, a GS&Libbra realizará, em 26 de março, o Restaurant Trends, um evento para compartilhar as melhores práticas do mercado de alimentação fora do lar, com o objetivo de inspirar e ajudar as empresas e pessoas do setor, para que tracem estratégias e alavanquem seus resultados. São esperadas cerca de 120 pessoas, entre gestores, investidores, chefs, franquias, redes, indústrias, distribuidores e startups.

O Restaurant Trends fará uma preview das tendências pré-divulgadas que serão aprofundadas durante a 100ª edição da NRA Show 2019, a mais importante feira do segmento, que acontecerá em Chicago, de 18 a 21 de maio e que receberá uma delegação organizada pela GS&Libbra em co-realização com o Instituto Foodservice Brasil e GS&IMR de Portugal. São esperados mais de 43 mil profissionais do foodservice nesta edição da feira, são 2.300 expositores e 950 categorias de produtos. Em 2018 estiveram presentes representantes de países como África do Sul, Austrália, Brasil, China, Emirados Árabes Unidos, Espanha, França, Índia, Israel, Itália, Japão, México, Rússia, Tailândia e Turquia.

O Restaurant Trends contará com uma programação completa, com profissionais de destaque do setor, como Ricardo Garrido, sócio-fundador e diretor geral da Cia. Tradicional de Comércio; Gilberto Xandó, presidente da Vigor Alimentos; Rafael Gentile, gerente de Compras e Logística da Bloomin’ Brands International; Ernesto Pousada, CEO da Ingredion e Nilson Gasconi, executivo de Desenvolvimento Setorial GS1 Brasil, entre outros.

“Nosso objetivo é trazer alguns dos principais nomes do foodservice brasileiro e traçar um cenário paralelo às principais tendências que veremos na NRA Show 2019, além dos recortes dos possíveis rumos no contexto do Brasil”, conta Cristina.

Entre os temas abordados estão o cenário econômico e as perspectivas para o foodservice no Brasil, o comportamento do consumidor e a saudabilidade, eficiência logística, novos modelos de negócio, fazendas urbanas e rastreabilidade, a reinvenção da indústria de alimentos, aproveitamento dos ingredientes, delivery e o conceito blended foodservice identificado em operações na NRF 2019 – Realizada em NYC.

Dentre os destaques teremos a presença das startups: Supermenu, que oferece plataformas para criação de aplicativos de delivery; a Dinneer, que reúne pessoas dispostas a receber em suas casas e proporcionar experiências gastronômicas; Pede Logo, que desenvolve inteligência artificial para o foodservice e a plataforma online de cardápios e inteligência de mercado Menyuoo.

Toda curadoria das startups foi feita por Caio Camargo, sócio-diretor da GS&UP e um dos maiores especialistas do mercado. Além de um pitch para que a plateia compreenda o modus operandi dessas empresas, eles participarão de um debate sobre os impactos das foodtechs no aprimoramento da gestão do foodservice sob a ótica dos jovens empreendedores. “As mudanças estão acontecendo em todos os setores e segmentos. E o foodservice não é exceção. Não dá para ignorar o papel da tecnologia na implementação de novos negócios ou impulsionamento dos antigos modelos de alimentação fora do lar. As foodtechs vieram para ficar e estão revolucionando nosso mercado”, ressalta Cristina.

Centec abre ciclo do Projeto de Inclusão Sociodigital em oito cidades do Ceará

Posted on Updated on

O Instituto Centec, do Ceará, está promovendo o Projeto de Inclusão Sociodigital (PISD), que acontece simultaneamente em oito cidades e em parceria com as Prefeituras Municipais em Beberibe, Brejo Santo, Fortim, Itaiçaba, Jucás, Limoeiro do Norte, Quixeré e Santa Quitéria. A iniciativa oferece qualificação profissional gratuita em diversas áreas para 276 participantes em 11 turmas.

O número de interessados em participar do projeto bateu recorde este ano: foram mais de 700 inscritos, gerando uma proporção de sete candidatos por vaga. Foram qualificados pelo projeto, em 2018, cerca de 343 pessoas que participaram de 280 horas de aulas teóricas sobre tecnologia da informação, marketing pessoal, relações interpessoais, arte e design, atendimento e comunicação, competências administrativas, línguas estrangeiras e libras; além das vivências em projetos sociais para estimular a consciência cidadã.

O presidente do Centec, Silas Alencar, fez a abertura do evento por meio de videoconferência com os Centros Vocacionais Tecnológico (CTV) e reforçou o sucesso do Programa nos anos anteriores. “O PISD já é uma referência nas cidades em que se encontra e é emocionante ver nos olhos dos alunos e da nossa equipe a empolgação com as ações do Programa. São três meses de muito aprendizado e trocas de conhecimento e temos a expectativa de expandir para novos municípios. Nada disso seria possível sem o apoio dos nossos parceiros”, agradeceu Silas.

Em cada CVT, a aula inaugural foi prestigiada por representantes das Prefeituras e Câmaras Municipais, além dos alunos, professores e instrutores do curso; e também estiveram presentes na videoconferência, em Fortaleza, o diretor de Extensão Tecnológica e Inovação, Hermínio Lima, a secretária executiva Vanessa Lima, a colaboradora Cristiane Oliveira e a pedagoga Fabíola Damasceno.

Apple Watch: empresa de RH cria aplicativo de atendimento

Posted on Updated on

A LG lugar de gente, empresa líder do setor de tecnologia para Recursos Humanos, acaba de lançar o primeiro aplicativo do Brasil de autoatendimento de RH para Apple Watch. Os funcionários das empresas que adquirirem a solução poderão usar o relógio para marcar ponto a distância (por meio de geolocalização), consultar históricos de registros de ponto e recibos de pagamento.

A solução para Apple Watch é uma extensão do Gen.te Mobile, aplicativo de autoatendimento de RH para smartphones, que desde 2014 atende diversas empresas do país. Com a novidade, a empresa segue a tendência mundial de apostar na tecnologia wearable (vestível) e de fácil acesso. Além de se adaptar às novas necessidades dos consumidores, a ideia da companhia é oferecer soluções que estejam disponíveis no máximo de plataformas possíveis.

“Nosso objetivo é ajudar as empresas em diversos desafios de gestão de pessoas, que vão desde excesso de horas extras, até a falta de engajamento e problemas com a experiência do colaborador”, explica o Diretor de Produtos da LG lugar de gente, Marcello Porto. “O lançamento do aplicativo para Apple Watch está alinhado com a missão da LG lugar de gente: de encantar nossos clientes com sistemas humanos inovadores”, completa.

Para Daniela Mendonça, Presidente da LG lugar de gente, mais uma vez a LG reforça seu compromisso de antecipar tendências de tecnologia para o RH. “Em 1994, lançamos o FPW, a primeira folha de pagamento para Windows. Também fomos pioneiros com a Suíte Gen.te nuvem, primeira solução integrada de RH do país em cloud computing, apresentada ao mercado em 2016. Agora, inovamos mais uma vez com o autoatendimento de RH para Apple Watch”, completa.

Confira como funciona o aplicativo para Apple Watch no link: http://bit.ly/2BNZqPE

Empresa lança solução de aprendizagem pelo WhatsApp com perguntas e respostas

Posted on Updated on

A W5 Solutions, empresa brasileira reconhecida pelo desenvolvimento de soluções de BI, apresenta uma plataforma inovadora para aprendizagem pelo WhatsApp: o QIZLearning. Por meio da solução, o usuário faz perguntas e obtém respostas, que podem ser de múltipla escolha ou dissertativas. A novidade foi apresentada no Mobile World Congress (MWC) entre os dias 25 e 28 de fevereiro, em Barcelona (Espanha).

“Ao adicionar o número do WhatsApp para se comunicar, por exemplo, com uma empresa, o usuário passa a receber informações e fazer perguntas sobre determinado assunto. Tudo isso sem a necessidade ter uma pessoa lá respondendo. Isso porque a solução acessa um conteúdo previamente definido e de lá saem as respostas”, explica o diretor geral da W5 Solutions, Marcos Abellón. 

Outra possibilidade no QIZLearning é realizar provas, testes, pesquisa de satisfação, entre outras. Hoje são 120 milhões de usuários do aplicativo no Brasil, um mercado muito acostumado a receber informações, tirar dúvidas e até comprar pelo mensageiro. 

Seguindo o mesmo conceito, a W5 Solutions está preparando outras aplicações, como o QIZMarketing, que envia promoções e informações de produtos; o QIZEnem, que disponibiliza o conteúdo do Exame Nacional do Ensino Médio. As novidades estarão disponíveis no site http://www.quizinzap.com.br.

Fatecs do Cariri e de Quixeramobim receberão aporte de R$ 500 mil

Posted on Updated on

As Faculdades de Tecnologia Centec – Fatec Cariri, em Juazeiro do Norte, e Fatec Sertão Central, localizada no município de Quixeramobim receberão este ano aporte de R$ 500 mil. 

O recurso, oriundo de emenda parlamentar do deputado federal Chico Lopes (PCdoB/CE) será destinado a apoiar os projetos de P&D para Tecnologias Sociais, Assistivas, Extensão Tecnológica e de Inovação para Inclusão Social e Desenvolvimento Sustentável. 

Coordenadas pelo Instituto Centec, vinculado à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, as Fatecs contam hoje com mais de 1000 alunos matriculados em cursos superiores nas áreas de Tecnologia em Alimentos, Agronegócio, Gestão do Agronegócio, Irrigação e Drenagem, Saneamento Ambiental e Manutenção Industrial; e os cursos técnicos em Eletroeletrônica, Eletrotécnica, Mecânica, Meio Ambiente e Panificação.

Os desafios do comportamento do líder

Posted on Updated on

Atualmente, alguns raros líderes buscam incentivar suas equipes de diversas maneiras, seja dando total liberdade para o colaborador exercer a sua função, disponibilizando horários flexíveis e até possibilitando que ele tenha acesso ao seu WhatsApp pessoal para tirar qualquer dúvida ou comunicar uma ideia inovadora.

Esses novos comportamentos têm alterado também a forma das pessoas buscarem um novo emprego. Segundo estudo realizado pela LeadPix Survey, as pessoas estão à procura por um trabalho que vá além da remuneração. Cerca de 36% dos profissionais entrevistados citam que as “experiências aprendidas” são o que mais os motivam, seguido por “atividades que executam”, 33%, e “novas oportunidades”, com 26%. A remuneração aparece em quarto lugar com 16%. Ainda foram citados “seus colegas”, “sua equipe”, “seu líder” e “espaço físico”.

De acordo com Fabio Camara (foto), CEO do Grupo FCamara – empresa que transforma problemas de TI em soluções digitais inovadoras – incentivar um colaborador vai além de oferecer bonificações. “Cada colaborador se motiva por alguma razão diferente. O papel do líder no processo de motivação dos seus colaboradores deve ser constante e é sem dúvidas um fator importante para ajudar a empresa a crescer também”, comenta Fábio.

A empresa comandada por Camara possui cerca de 500 colaboradores, sua maioria entre 20 e 35 anos – muitos que já estão em cargos de liderança – e já teve como cliente 7 dos 10 maiores e-commerces do Brasil. Também possui um código de cultura que mostra diretrizes modernas e liberais, inspiradas nas empresas do Vale do Silício, no qual incentivam a execução de ideias para o desenvolvimento de inovações. De acordo com o CEO, seu maior patrimônio é o intelectual e por conta disso, priorizar e valorizar seu time, além de oferecer recursos para que eles se desenvolvam, é essencial.

“Na FCamara trabalhamos de forma horizontal, incentivando as pessoas a crescerem pessoalmente e profissionalmente. Temos o compromisso de ter esses profissionais em nossa empresa pelo mínimo de 2 anos, pois acreditamos que esse tempo é um investimento positivo para os dois lados – a empresa que conta com a excelência do trabalho do candidato treinado e o profissional que sabe que está inserido em um ambiente onde suas ideias serão ouvidas e que ele encontra boas oportunidades de crescimento e desenvolvimento”, explica.

O especialista comentou suas ações de como incentivar seu time com pequenas atitudes rotineiras. Confira.

CEO Itinerante

Não ter uma sala fixa na empresa para o Fabio não é problema. De acordo com o CEO, ter liberdade para sentar em lugares diferentes todos os dias é fundamental para se aproximar dos colaboradores, estar disponível para todos no desenvolvimento dos projetos e incorporar o dinamismo e horizontalidade presentes em seu código de cultura.

O capital humano é o mais valioso

Adote uma cultura que dê valor para as pessoas e contrate aquelas com mais vontade de aprender. As características mais reconhecidas e valorizadas por Camara não são apenas as habilidades técnicas, e sim, a pessoalidade com todos (capacidade de relação), a cumplicidade com os clientes e o senso de propriedade com a empresa. “Procuro e valorizo profissionais que se sentem parte da empresa e que acreditem nela, com intenções de crescer com ela e um dia se tornarem sócios.”

Dê feedbacks e ofereça programas para o profissional crescer

Uma boa ferramenta para desenvolver colaboradores é utilizar um sistema qualificado de feedbacks e oferecer programas que colaborem para o crescimento profissional. O Grupo FCamara tem a própria ferramenta para garantir que ocorra um feedback trimestral a todos os colaboradores, que faz uma avaliação de cinco pontos essenciais: interdisciplinaridade, formação, engajamento, legitimidade e responsabilidade com resultados. Aos líderes existe um feedback em que quatro outros pontos são avaliados: investimento de profissão, quântico de ambição, capacidade de relação e resultados objetivos. Ambas as iniciativas de feedback pretendem oferecer oportunidade de constante evolução e desenvolvimento profissional.

Disponibilize seu Whatsapp e agenda

Uma das outras maneiras que Camara encontrou para se aproximar do seu time foi disponibilizar seu Whatsapp para todos os funcionários tirarem suas dúvidas, compartilharem ideias ou comunicarem sobre um novo projeto. “Estou à disposição de todos e acredito que essa abordagem me fez entender melhor como somos um time, qual a dinâmica e a semântica do nosso time. Além disso, todos possuem acesso à minha agenda, possuindo total liberdade para sugerir um café, uma partida de xadrez, um vinho ou até mesmo uma reunião de negócios”, finaliza Camara.